plogo.gif (7177 bytes)

ISSN 1135-5727
versão impressa

SOBRE A REVISTA

 

Informação básica

A Revista Española de Salud Pública é uma publicação bimestral da Diretoria Geral de Saúde Pública do Ministerio de Sanidad y Política Social - MSPS.

A Revista começou a ser publicada em janeiro de 1926 com o título de Boletín Técnico de la Dirección General de Sanidad, subordinado então ao Ministerio de la Gobernación. Em seu "Saludo y Programa" com que se inicia o ano I, número I, destacou-se o caráter oficial dessa publicação, que não se eximia do dever e da honra de saudar seus colegas... e no qual foi definido como órgão da saúde pública. Segundo o mesmo texto, a idéia de publicar o Boletín Técnico surgiu a partir dos problemas que desvirtuavam a eficácia do "Anuario" da Dirección General de Sanidad, dada a sua periodicidade anual, exigindo desde o início que esse novo Boletín Técnico, que nascia com periodicidade bimestral, passasse a mensal, o que se conseguiu já no primeiro número de 1927.

Os objetivos com os quais a revista começou a ser publicada, então, têm sido mantidos ao longo dos anos: divulgar pesquisas originais e estudos técnicos dos profissionais de saúde pública do país, assim como trabalhos e documentos de procedência estrangeira que são de interesse para a Saúde Pública nacional, como afirmou, em seu primeiro número, Francisco Murillo, na época Diretor Geral de Administração Sanitária.

Sem dúvida, a Revista tem sofrido transformações, com a finalidade de adequar-se às mudanças de todos esses anos, desde seu título e sua estrutura, modernizando-se no que se refere à administração de sua edição e à difusão de seus trabalhos, até incorporar-se à Internet nos dias de hoje.

No que se refere ao seu título, a Revista manteve-se como Boletín Técnico de la Dirección General de Sanidad de 1926 a 1931. A partir de 1932 adotou o título de Revista de Sanidad e Higiene Pública, mantendo o título anterior como subtítulo, depois substituído por Boletín Técnico de la Dirección General de Salud Pública y Sanidad Veterinaria no número correspondente a julho-agosto de 1977, devido à criação do Ministerio de Sanidad y Seguridad Social. Esse subtítulo foi extinto definitivamente em 1987, permanecendo como única denominação Revista de Sanidad e Higiene Pública.

Em 1995 considerou-se necessária uma nova mudança de título, sendo escolhido o atual, Revista Española de Salud Pública, o que se justificava levando-se em conta que a expressão "Salud Pública" havia substituído há muito tempo termos anteriores, como "Sanidad" e Higiene.

Também o formato de apresentação da Revista e de suas seções tem sido modificado em diferentes ocasiões. Em janeiro de 1989, os editoriais foram reintroduzidos, já haviam estado presentes em outras etapas. As seções "Revista de Revistas" e "Noticias de la OMS" desapareceram, e a seção "Cartas al Director" foi introduzida.

No mesmo ano a publicação foi dotada de um Comitê Científico e de um Comitê Editorial, assim como formalizou-se o sistema de arbitragem externa por especialistas na área de pesquisa e nas metodologias utilizadas nas investigações (peer-review), assim como foram adotadas as normas de publicação "Requisitos de uniformidad para manuscritos presentados a revistas biomédicas", elaborados pelo Comitê Internacional de Diretores de Revistas Biomédicas, conhecidos geralmente como normas de Vancouver (ver Instruções aos autores). O cumprimento dessas normas permite que a Revista seja indexada nas principais bases de dados de revistas biomédicas, trazendo como benefício uma maior difusão para os trabalhos publicados e, portanto, para seus autores e centros de trabalho.

Em janeiro de 1991 foi introduzido um novo formato, que modificou a disposição e o tipo de informação contido na capa, e substituiu a numeração romana do volume pela arábica; a composição das páginas passou a ser apresentada em duas colunas, o índice passou a ser apresentado também em inglês, o resumo estruturado foi introduzido, e os índices de autores e de assuntos, bem como a lista de pareceristas passaram a ser publicados anualmente.

Além disso, à estrutura anterior do Comitê Científico e do Comitê Editorial (formado atualmente pelos Diretores Gerais de Saúde Pública de cada Comunidade Autônoma) somou-se em 1995 o Comitê de Redação, formado por profissionais da Direção Geral de Saúde Pública do Ministerio de Sanidad y Consumo, que realizam e decidem diretamente o processo de edição da revista.

Ainda em 1995, junto com a mudança de título da revista, o lay-out da capa foi modificado novamente, sem alterar a informação aí veiculada.

A Revista Española de Salud Pública mantém intercâmbio com outras revistas científicas, tanto nacionais como internacionais, fazendo com que a difusão dos trabalhos que publica seja considerada importante, repercutindo positivamente nos estudos e pesquisas realizados no país.

Com a sua atual presença na Internet propomos que a Revista Española de Salud Pública, decana no país entre as revistas dedicadas à saúde pública e à administração sanitária, continue cumprindo os objetivos para os quais foi criada e que, durante os próximos anos, siga contribuindo para a difusão dos principais trabalhos de pesquisa que se realizam na Espanha.

Seu título abreviado é Rev Esp Salud Pública, que deve ser usado em bibliografias, notas de rodapé, bem como em referências e legendas bibliográficas.

 

Fontes de indexação

A Revista é indexada em:
  • Medline / Index Medicus

  • Índice Médico Español (IME)

  • Excerpta Médica / EMBASE

  • Index de Enfermería

  • Índice Bibliográfico Español en Ciencias de la Salud (IBECS)

  • Diretório Ulrich's

[Home] [Corpo editorial] [Instruções aos autores] [Assinaturas]


© 2010 MSC

Paseo del Prado, 18-20
28071 Madrid - España
Tel.: 91 596 41 75

Fax: 91 360 13 61


resp@msc.es