Scielo RSS <![CDATA[Revista de Saúde Pública]]> http://www.scielosp.org/rss.php?pid=0034-891019870005&lang=en vol. 21 num. 5 lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielosp.org/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielosp.org <![CDATA[<B>The "Revista de Saúde Pública" and the refereeing process</B>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-89101987000500001&lng=en&nrm=iso&tlng=en <![CDATA[<B>Determination of the composition and activity of Culicidae mosquitoes by the use of the CDC trap in the Ribeira Valley, S. Paulo State, Brazil</B>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-89101987000500002&lng=en&nrm=iso&tlng=en Com o emprego da armadilha CDC determinou-se a composição específica da fauna de mosquitos Culicidae em locais com vegetação primária, situados em terras baixas e próximas a mangues, no litoral sul do Estado de São Paulo (Brasil). Como resultado geral foram obtidos cerca de 64 espécies ou grupos. Entre as que foram mais freqüentes destacaram-se Culex (Mel.) sacchettae (71,6%), Anopheles (Ker.) cruzii (10,5%), Phoniomiya spp. (8,2%) e Culex (Mel.) taeniopus (2,9%). Também com este método de coleta, nos horários crepuscular vespertino, noturno, ao lado do uso de isca ave e roedor, a dominância nítida foi de Cx. sacchettae, ao contrário do que ocorreu no mesmo local com isca humana, quando An. cruzii foi a espécie predominante. A diversidade calculada para o interior, margem da mata, campo aberto e domicílio, tendo sido de 1,7 a 6,2 revelou fauna relativamente rica para Culicidae. Não obstante a marcante presença de Culex (Cux.) quinquefasciatus no domicílio, foi inesperada a elevada freqüência de Cx. sacchettae. Além disso, a presença proporcional de An. cruzii no solo e copa sugere mobilidade desse anofelino no interior da floresta, enquanto que a sua atividade em ambiente extraflorestal revelou ser restrita. Nesse particular, Cx. sacchettae demonstrou ser espécie ubiqüista e ocorrente durante todos os meses do ano, porém com picos mais elevados nas estações verão e outono.<hr/>Using a CDC light-trap, the specific fauna composition of mosquitoes Culicidae was determined at places with primary vegetation of lowlands near swampy areas along the Southern coast of S. Paulo State, Brazil. As a result, about 64 species or groups were found. Among the more frequent ones, Culex (Mel.) sacchettae (71.6%), Anopheles (Ker.) cruzii (10.5%), Phoniomiya spp. (8.2%) and Culex (Mel.) taeniopus (2.9%) were outstanding. Also by the use of this method of capture, with fowls and rodents as animal bait, in vespertine dusk and night periods, the Cx. sacchettae showed a clear dominance, which was the opposite of what occured at the same places, using human bait, when An. cruzii was the predominant species. Ranging from 1.7 to 6.2, the diversity estimated for inland, edge forest, open field and residential areas showed a relatively rich fauna of Culicidae. Despite the marked presence of Culex (Cux.) quinquefasciatus in domiciliary area, the high frequence of Cx. sacchettae was rather unexpected. Moreover, the proportional presence of An. cruzii, both on the ground and in forest canopy suggests the mobility of this anophelinae inside the wood, while its activity in extraforest environments has revealed itself to be very restricted. In this particular case, Cx. sacchettae has shown itself as the most ubiquitons and frequently occurring species throughout the year, although its higher density peaks occur in summer and autumn. <![CDATA[<B>Planorbidic survey of the 4<SUP>th</SUP> Administrative Region of the State of S. Paulo, Brazil</B>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-89101987000500003&lng=en&nrm=iso&tlng=en A fim de conhecer a distribuição dos hospedeiros intermediários de S. mansoni no Estado de São Paulo (Brasil), a Superintendência de Controle de Endemias (SUCEN) procedeu a amplo inquérito malacológico em todos os municípios paulistas que teve a duração de 4 anos. As pesquisas realizadas na 4ª Região Administrativa que tem sede em Sorocaba e que constituem o objeto do presente relato, mostraram que Biomphalaria tenagophila (d'Orbigny, 1835) ocorre em 26 dos 59 municípios nela compreendidos. Biomphalaria glabrata (Say, 1818) é encontrada em 9 municípios e Biomphalaria straminea (Dunker, 1848), em 2. Vários casos de esquistossomose em migrantes já foram observados na área estudada. B. tenagophila parece estar implicada na cadeia natural de transmissão de S. mansoni em Itu e em São Roque, municípios em que foram descobertos os dois únicos casos da doença, até agora considerados como autóctones em toda a região.<hr/>In order to discover the actual distribution of the intermediate hosts of Schistosoma mansoni in the State of São Paulo, Brazil, a planorbidic survey was made in the 572 counties of the State. Investigation carried out in the State's 4th Administrative Region, which comprises 59 counties, has shown that Biomphalaria tenagophila (d'Orbigny, 1835), Biomphalaria glabrata (Say, 1818) and Biomphalaria straminea (Dunker, 1848) are found, respectively, in twenty nine, nine and two of the counties. Many cases of schistosomiasis were detected among migrants to the Region but, up to the present, only two patients - at Itu and São Roque - could have contracted, the disease in the studied area. It seems that the fluke was intermediated by B. tenagophila. <![CDATA[<B>A study of children's health in S. Paulo city (Brazil), 1984/1985</B>: <B>VI - Respiratory disease</B>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-89101987000500004&lng=en&nrm=iso&tlng=en Como parte de pesquisa sobre condições de saúde de menores de cinco anos, uma amostra probabilística de crianças residentes no Município de São Paulo (Brasil) (n = 1.016) foi estudada quanto à freqüência e à distribuição de episódios de doença respiratória. Através de anamnese e exame físico aplicados em dias aleatórios nos domicílios das crianças sorteadas, foram apuradas a prevalência de doença respiratória no dia do exame e a incidência de episódios que demandaram internação hospitalar nos últimos doze meses. No dia do exame, 29,0% das crianças mostraram-se acometidas por episódios de doença respiratória, sendo os episódios altos (até laringe, inclusive) três vezes mais comuns do que os episódios baixos. A incidência apurada para as internações por doença respiratória foi de 6,5 internações por 100 crianças-ano, sendo de 3,5 e de 2,8, respectivamente, as taxas correspondentes a pneumonias e a afecções respiratórias com componente obstrutivo. Comparadas à literatura, as freqüências encontradas foram muito elevadas, igualando ou mesmo superando freqüências registradas em países muito pobres do Terceiro Mundo. A faixa de idade da criança revelou ser importante condicionador da presença da doença respiratória, sendo as crianças mais jovens as mais atingidas. Forte influência da condição socioeconômica foi constatada no caso das internações por pneumonias, entretanto com relação aos demais indicadores pouca ou nenhuma influência foi identificada. Este último fato sugere que parte considerável da excessiva morbidade respiratória observada em São Paulo possa ser atribuída a elementos adversos que afetam de forma relativamente homogênea os diversos estratos sociais da população.<hr/>As part of a broad survey on the health status of children living in the City of São Paulo, a random sample of under-fives (n=1,016) was investigated in relation to rates and distribution of respiratory diseases. Based on medical histories and physical examinations carried out at home, the point prevalence of episodes of respiratory disease and the yearly incidence of hospitalizations due to those episodes were calculates. On the day of the examination, 29.0% of the children surveyed had signs and/or symptons of respiratory disease (high episodes, disease not passing the larynx, were three times more frequent than low episodes). The yearly incidence of hospitalizations due to respiratory diseases was 6.5 per 100 children; rates due exclusively to pneumonia and to respiratory disease with an obstructive component were, respectively, 3.5 and 2.8. In comparison with the existent literature, the rates found in the City of São Paulo were very high, equal to or even higher than those registered in very poor countries of the Third World. The age of the children proved to be an important determinant of respiratory disease, the youngest children being the group most affected. Strong influence of the socio-economic level was found in the case of hospitalizations due to pneumonia, but in relation to the other indicators of respiratory disease little or no influence was registered. This fact suggests that at least part of the very high frequency of respiratory disease in the City of São Paulo could be attributed to factors not directly related to the socio-economic conditions of the population. <![CDATA[<B>Health education for primary school students</B>: <B>evaluation of a didatic material for instruction and prevention on schistosomiasis</B>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-89101987000500005&lng=en&nrm=iso&tlng=en Considerando a importância da informação sobre a esquistossomose para alunos de 7 a 15 anos, faixa etária apontada como de alta prevalência em regiões endêmicas e cujos hábitos colaboram para a disseminação da doença, foi elaborado um material de ensino baseado em um texto de conotação literária, o qual foi aplicado em escolas de região considerada foco isolado da doença no Município do Rio de Janeiro (Brasil). Desenvolveu-se uma metodologia de uso do material a ser empregada pelos professores, que resultou eficaz em promover aprendizagem de conceitos e cuidados básicos em relação à esquistossomose. Propõe-se o uso deste processo para outras doenças parasitárias a serem testadas em áreas caracteristicamente endêmicas.<hr/>Considering the importance of information about schistosomiasis for students 7-15 years old, age groups at risk of exposure to the disease and whose habits contribute to its spread, a brochure based on a literary text was elaborated and applied in schools situated within an isolated focus of the disease in Rio de Janeiro, Brazil. A method to make use of the material to be employed by the teachers was successful in the learning of concepts and primary care of schistosomiasis. The use of this method is proposed also in relation to other parasitic diseases to be applied in characteristically endemic areas. <![CDATA[<B>Who has the rigth to speak</B>: <B>knowledge or power. Report of an experiment in participative research</B>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-89101987000500006&lng=en&nrm=iso&tlng=en Como parte de uma experiência de Pesquisa Participante levada a cabo no contexto do Projeto de Integração Docente-Assistencial Itapecerica da Serra, foi realizada uma primeira reunião envolvendo um Centro de Saúde e clubes de mães do Município de Itapecerica da Serra, SP (Brasil) e uma instituição de ensino e pesquisa. Com vistas a prevenir, desde o início da pesquisa, o poder daqueles que detêm o conhecimento acadêmico e técnico, frente à comunidade, foi adotada, nesta primeira reunião, um procedimento chamado "Estratégia do Silêncio". As relações de poder preexistentes na cultura e na sociedade foram discutidas pelos três grupos permitindo com isso uma primeira tomada de consciência do problema. Algumas considerações de ordem metodológica foram levantadas, especialmente no que concerne às oportunidades abertas pela pesquisa participante no que se refere às relações sujeito-objeto da pesquisa social, bem como no que toca aos resultados práticos (ou retornos) deste tipo de pesquisa.<hr/>As part of a participative research experiment carried out within the context of the Itapecerica da Serra Teaching and Services Program, a first preliminary meeting, which brought together a Health Center and associations of mothers of Itapecerica da Serra county, SP (Brazil) and an academic institution was held. In order to prevent the imposition of power relationships, by those who had academic and tecnical knowledge upon the community, a proceeding called "strategy of silence" was chosen for the aforementioned meeting. The power relationships pre-existent both in culture and society were discussed by the three groups in such a way as to make people aware of the problems. Some methodological considerations were raised, specially those related to the opportunities opened up by the participant research concerning the subject-object relationship in social research as well as the problems of output in this kind of research. <![CDATA[<B>Appropriate technology in obstetrics</B>: <B>definition and assessment of the public and of health professionals</B>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-89101987000500007&lng=en&nrm=iso&tlng=en Se parte de la hipótesis de que para lograr satisfacer las necesidades de salud de la población, es preciso, entre otras cosas, que los servicios de salud utilicen tecnologías apropiadas. El problema que surge es el de definir lo que se considera "adecuado" y quiénes lo definen. Para ello se ha efectuado una investigación que permite detectar y analizar comparativamente la definición que, desde las perspectivas de la población y de los profesionales, se hace de la tecnología apropiada en obstetricia, como así también la tecnología utilizada en los distintos sectores de atención (público, de obras sociales y privado). Se presentan algunos datos referidos a dos aspectos de la atención: Utilización de técnicas y procedimientos biomédicos (pujar, jadear, episiotomía, anestesia, etc.) y consideración de las relaciones interpersonales en el proceso de atención (continuidad de la atención, rol del padre, favorecimiento del vínculo madre-hijo, etc.). Se observa que se utilizan modalidades de atención diferenciales según sectores de atención: son más tecnologizadas y medicalizadas en el sector privado. A la vez en éste se consideran más las relaciones interpersonales que favorecen la atención. Además, las opiniones de los profesionales, en cuanto a lo que cosideran adecuado, concuerdan más con las de las madres de dicho sector, siendo sus necesidades satisfechas en mayor medida que las de las demás. Resulta así que las necesidades de las mayorías - las que se atienden en servicios privados y de obras sociales - son cubiertas en menor medida, no qual se opone a un enfoque de riesgo que vuelca sus recursos en los grupos considerados vulnerables.<hr/>Parte-se da hipótese de que para satisfazer as necessidades de saúde do povo será necessário, entre outras coisas, que os serviços de saúde utilizem tecnologias adequadas, quando e como definir o que se considera "adequado", e quem deverá fazê-lo. Para tanto foi realizada pesquisa para detectar e analisar comparativamente a definição que, a partir das perspectivas da população e dos profissionais, se faz da tecnologia apropriada em obstetrícia e também da tecnologia utilizada nos distintos setores da assistência (público, de obras sociais e privado). São apresentados alguns dados referentes a dois aspectos da assistência: utilização de técnicas e procedimentos biomédicos e consideração das relações interpessoais no processo de assitência. Observou-se que foram utilizadas modalidades de assistência diferenciadas segundo o setor, sendo, no privado mais tecnologizadas e medicalizadas, bem como nesse mesmo setor são levadas mais em consideração as relações interpessoais. Além disso, as opiniões dos profissionais, quanto ao que se considera adequado, estão mais em concordância com as das mães deste setor, sendo suas necessidades satisfeitas em maior intensidade que as dos demais. Como resultado deste enfoque, as necessidades da maioria - as que são atendidas nos serviços públicos e obras sociais -, recebem uma cobertura menor, ao que se opõe enfoque de risco que direciona seus recursos considerados vulneráveis.<hr/>The starting point is the hypothesis that in order to satisfy the population's health needs it is necessary, among other things, that the health services should make use of appropriate technologies. The problem is to define that which is considered "appropriate" and who should define it. To that end a research project was carried out such as to permit the comparative detection and analysis of the definition that is given, from the point of view of the population and the professionals concerned, of the appropriate technology in obstetrics as well as of the technology utilized in the different sectors of health care (public, social services and private). Data on two aspects of care are provided: utilization of biomedical techniques and procedures (push, pant, episiotomy, anesthesia) and consideration of the interpersonal relationships in the care process (continuity of care, the father's role, the strengthening of the mother-child tie, etc.). It is observed that there are differentiated methods of care according to the care sector: they are more "technologized" and medicalized in the private sector. At the same time the interpersonal relationships which favor health care receive greater attention within this sector. Furthermore, the professionals' opinions about what they consider appropriate agree largely with those of the mothers in this sector, showing thus that their needs are satisfied to a larger extent than those of mothers in the other sectors. Therefore the requirements of the majority of the patients who receive care from public and social services are satisfied to a smaller extent - which runs counter to the risk approach which directs the resources of those sectors to those groups regarded as vulnerable. <![CDATA[<B>An evaluation of the health services of Cáceres, Mato Grosso State, Brazil</B>: <B>contributions to the local program</B>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-89101987000500008&lng=en&nrm=iso&tlng=en São analisadas informações sobre a oferta dos serviços de saúde do Município de Cáceres, MT (Brasil), que permitirá fomentar discussões com os órgãos gerenciadores do setor, tendo em vista a reformulação dos planos e programas de saúde. Com a utilização do instrumento da técnica CENDES/OPS, foram coletados dados referentes à estrutura nosológica da demanda atendida, distribuição e utilização dos recursos humanos e capacidade física dos serviços de saúde do Município, no período de 1981 a 1984. Verificou-se que o perfil da morbidade registrado manteve-se constante, com predomínio das Demais Doenas Infecciosas e Parasitárias e Doenças Agudas do Aparelho Respiratório. Constatou-se melhora quantitativa quanto à capacidade física e recursos humanos para o setor saúde, especialmente na rede pública. Acredita-se que estas não foram acompanhadas por alterações significativas na qualidade dos serviços oferecidos.<hr/>It was analysed information relating to the health services offered in Cáceres county, Mato Grosso, Brazil, with a view to stimulating discussion with the organs which administer the system, with the intention of reformullating health plans and programs. By means of CENDES/OPS, data have been collected concerning the nosologic structure of the demandmet, distribution and utilization of human resources and the physical capacity of the municipal health services in the period from 1981 to 1984. It was observed that the profile of morbidity registered remained constant with a predominance of the "Other Infections and Parasitic Diseases" and "Acute Diseases of the Respiratory System" as causes of death. A quantitative improvement was observed with reference to the physical capacity and human resources of health care offered, especially in the public sector. The opinion was that these were not accompanied by significant improvements in the quality of the services offered. <![CDATA[<B>Access to health services</B>: <B>a geographical approach to public health</B>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-89101987000500009&lng=en&nrm=iso&tlng=en O acesso da população aos serviços de saúde é um pré-requisito de fundamental importância para uma eficiente assistência à saúde. A localização geográfica dos serviços é um dos fatores que interferem nessa acessibilidade. Pretendeu-se estudar a localização dos serviços de saúde. A proposta básica foi a de apresentação de uma metodologia considerando-se as relações de variáveis geográficas, demográficas e sociais. Enfatizou-se, no processo, a participação da comunidade. Efetuou-se o estudo da adequação dessa metodologia às características da região de Santo Amaro, Município de São Paulo, Brasil. A contribuição dada pela abordagem geográfica abre ampla perspectiva quanto ao estabelecimento de novas linhas de estudo, planejamento e gestão, advindas do intercâmbio entre a Geografia Humana e a Saúde Pública, numa área que se sugere denominar Geografia em Saúde Pública.<hr/>The access of the population to the health services is a requirement of basic importance for the efficiency of health assistance. The geographical localization of the services is one of the factors that interfere with this accessibility. It is intended to make a contribution to the study of the localization of health services. The basic proposal introduces a method which takes into account the relationships between geographical, demographical and social variables. Emphasis is placed on community participation in the process. The study of the adequacy of this method was undertaken under the regional characteristics of Santo Amaro, a suburb of the city of S. Paulo, Brazil. The contribution furnished by the geographical approach in this work opens up a broad perspective for the setting up of new lines of research, planning and administration resulting from the interation between human geography and public health within the common field for which it is suggested Geography of Public Health. <![CDATA[<B>Possible consequences of increasing life expectancy in Brazil</B>: <B>the perspective of a European historical demographer</B>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-89101987000500010&lng=en&nrm=iso&tlng=en Those over sixty years of age accounted for 6.6% of the total population of Brazil in 1985, in the Federal Republic of Germany this proportion was 20.3% in 1984. As early as 1950 it had been 14.5%. This proportion will not even be reached in Brazil in the year 2000 when persons aged sixty years and older are only projected to make up 8.8% of the total population. Similarly, in 1982/84 life expectancy at birth in the Federal Republic was 70.8 years for men and 77.5 for women; in Brazil the figures for 1980/85 were, by contrast, "only" 61.0 and 66.0. Against this background it is easy to understand why the discussion concerning an ageing society with its many related medical, economic, individual and social problems has been so slow in coming into its own in Brazil. As important as a more intensive consideration of these aspects may be in Brazil at present, they are, nevertheless, only one side of the story. For a European historical demographer with a long-term perspective of three of four hundred years, the other side of the story is just as important. The life expectancy which is almost ten years lower in Brazil is not a result of the fact that no one in Brazil lives to old age. In 1981 people sixty-five years and older accounted for 34.4% of all deaths! At the same time infants accounted for only 22.1% of total mortality. They are responsible, along with the "premature" deaths among youths and adults, for the low, "average" life expectancy figure. In Europe, by contrast, these "premature" deaths no longer play much of a role. In 1982/84 more than half of the women (52.8%) in the Federal Republic of Germany lived to see their eightieth birthdays and almost half of the men (47.3%) lived to see their seventy-fifth. Our biological existence is guaranteed to an extent today that would have been unthinkable a few generations ago. Then, the classic troika of "plague, hunger and war" threatened our forefathers all the time and everywhere. The radical transition from the formerly uncertain to a present-day certain lifetime, which is the result of the repression of "plague, hunger and war", led to unexpected consequences for our living together. Our forefathers were forced to live in closely knit Gemeinschaften in the interest of physical survival and to subordinate their egoistic goals to a common value, but now these pressures have, for the most part, fallen away. Correspondingly, this much more certain EGO has taken center stage. An ever greater number of us chooses to live life as single beings: the number of marriages is lower every year; the number of divorces is on the increase; in Berlin (West) more than half (sic! 52.3%) of all households are already composed on only one person. For the last dozen years the annual number of births in the Federal Republic has been insufficient to ensure population replacement. Not a population explosion but rather the opposite, a population implosion, is our problem. Human beings do not appear to be "social animals", as was axiomatically assumed for so long. They were only forced to behave as such for as long as "plague, hunger and war" forced them to do so. When these life endangering conditions no longer exist and life becomes certain even without their being integrated into a Gemeinschaft then humans suddenly show themselves more and more to be independent single beings. It is not the percentage of the population that is over sixty or sixty-five that is decisive in this context but rather how certain adults perceive their biological lives to be, since they are the ones who organize their lives, who build communities or who are ever more often willing only to enter into means-to-an-end personal unions without lasting or close ties and mutual responsibilities. There are many signs which seem to point to a development in this direction in Brazil as well. More and more adults in Brazil are caught up in the deep-seated transition from an uncertain to a certain lifetime. A third of them die after having reached their sixty-fifth birthday. It therefore seems to me to be high time that one began to give more consideration to the other side of the story in Brazil as well. And who is more suited intensively to consider the long-term perspectives than those engaged in the public health sector in whose competence, after all, such aspects, as "life certainty", "life expectancy" and "age at death" belong?<hr/>Em 1985, as pessoas com mais de 60 anos de idade representavam 6,6% da população total do Brasil, enquanto na República Federativa da Alemanha esta proporção era, em 1984, de 20,3%; em 1950 havia chegado aos 14,5%. Esta proporção não será alcançada no Brasil, nem mesmo no ano 2000, pois se prevê que as pessoas acima de 60 anos comporão 8,8% da população total. Da mesma forma, no período 1982/84 a expectativa de vida ao nascer na República Federativa da Alemanha era de 70,8 anos, para homens, e de 77,5, para mulheres. No Brasil, para 1980/85, foi de 61,0 e 66,0, respectivamente. Com este pano de fundo entende-se porque o debate sobre o envelhecimento da sociedade com os seus múltiplos problemas - médicos, econômicos, individuais e sociais - tem demorado a assumir qualquer destaque no Brasil. Embora sejam importantes no Brasil estas considerações, elas constituem, no entanto, presentemente, apenas um lado da história. Para um europeu estudioso de demografia histórica com a vantagem de uma visão de 300 ou 400 anos, o outro lado da história é igualmente importante. O fato de a longevidade estar 10 anos mais baixa no Brasil não significa que ninguém nesse país viva até a idade avançada. Em 1981, pessoas de 65 anos ou mais representaram 34,4% do total de óbitos; ao mesmo tempo a mortalidade infantil representou 22,1% da mortalidade geral. Estas e as mortes "prematuras" entre jovens e adultos são responsáveis pela baixa cifra da vida média. Na Europa, por outro lado, as mortes "prematuras" já não desempenham importante papel. Mais da metade das mulheres (52,8%) da Alemanha sobreviveram até 80 anos de idade, de 1982/84, e quase metade dos homens (47,3%) sobreviveram até 75 anos. A durabilidade da vida é hoje garantida de tal forma que teria sido inconcebível há poucas gerações. O tripé clássico de "peste, fome e guerra" ameaçava os nossos antepassados em todos os lugares e todo tempo. A transição radical de uma vida anteriormente incerta para a vida segura atual, resultado da repressão daquele tripé, levou a conseqüências imprevistas para o convívio em comunidade. Nossos antepassados eram obrigados a viver em sociedade, bem integrados na busca de sua sobrevivência física, e subordinar seus dejetos pessoais aos valores comuns; mas, agora, ao menos na sua maior parte, estas pressões desapareceram. O ego, com muito mais segurança, passou a ocupar lugar de destaque. Um número crescente de pessoas tem optado por uma vida solitária: o número de casamentos diminui a cada ano, o número de divórcios aumenta; em Berlim Ocidental, mais da metade (52,3%) das "famílias" já se compõe de uma só pessoa. Durante os últimos 6 anos o número anual de nascimentos foi insuficiente para assegurar a reposição da população. O problema da Alemanha não é de explosão demográfica e, sim, de implosão. Os seres humanos já não parecem ser "animais sociais", como se supunha. Na verdade, a "peste, fome e guerra" os obrigavam a este comportamento. Quando estas condições ameaçadoras se modificaram e a vida se tornou mais segura, mesmo sem estarem integrados numa sociedade, os seres humanos vêm se tornando cada vez mais solitários. Não é a existência de população acima de 60 ou 65 anos que se constituiu um fator decisivo neste contexto, mas, sim, a percepção dos adultos de sua condição humana, desde que são eles que organizam suas vidas, que constroem comunidades e que com freqüência cada vez maior contraem uniões pessoais como um fim em si mesmo, sem laços chegados ou duradouros ou responsabilidades mútuas. Uniões estas que fazem com que as pessoas convivam sem um verdadeiro relacionamento mútuo. Há vários sinais que parecem indicar tendência nesta direção, também no Brasil. Mais e mais adultos estão envolvidos nesta profunda transição de uma vida incerta para outra mais segura. Um terço deles morre depois de ter alcançado seu 65.º aniversário. Já é tempo, pois, de levar em consideração este outro lado da história no Brasil. E quem melhor para estudar estas perspectivas, a longo prazo, do que aqueles da área da Saúde Pública, a quem compete, afinal, lidar com aspectos tais como "certeza de vida", expectativa de vida e "idade ao morrer". <![CDATA[<B>Larvas of the <I>Anopheles</I> (sub-genus <I>Kerteszia)</I> Theobald 1905, found in artificial breeding pens, in the State of Paraná, Brazil</B>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-89101987000500011&lng=en&nrm=iso&tlng=en Discute-se encontro de larvas de duas espécies de anofelinos do subgênero Kerteszia - An. (Ker.) cruzii e An. (Ker.) bambusicolus - em criadouros artificiais, no Estado do Paraná, Brasil.<hr/>The finding of larvas of two species of anofelini (Kerteszia) An. (Ker.) cruzii and An. (Ker.) bambusicolus in artificial breeding pens, in the state of Paraná, Brazil, is discussed. http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-89101987000500012&lng=en&nrm=iso&tlng=en