Scielo RSS <![CDATA[Ciência & Saúde Coletiva]]> http://www.scielosp.org/rss.php?pid=1413-812320160006&lang=pt vol. 21 num. 6 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielosp.org/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielosp.org <![CDATA[10 anos da Política Nacional de Promoção da Saúde: trajetórias e desafios]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232016000601681&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[Política Nacional de Promoção da Saúde (PNPS): capítulos de uma caminhada ainda em construção]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232016000601683&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo A saúde faz-se um bem público produzido pelas e nas redes de relação e disputas de sujeitos que almejam colocar determinados interesses e necessidades na agenda das políticas públicas. A Promoção da Saúde, como conjunto de estratégias e formas de produzir saúde, no âmbito individual e coletivo, visando atender às necessidades sociais de saúde e garantir a melhoria da qualidade de vida da população, emerge marcada pelas tensões próprias à defesa do direito à saúde. O artigo pretende explicitar certo percurso da Promoção da Saúde no SUS, contando a história de sua afirmação como Política Nacional e as possibilidades que aí se produziram para ampliar a integralidade do cuidado em saúde. Os autores, totalmente implicados na formulação, implementação e revisão da Política Nacional de Promoção da Saúde (PNPS), sistematizam a caminhada em três capítulos: 1998/2004 – Embrião de uma PNPS; 2005/2013 – Nasce, cresce e se desenvolve uma PNPS; 2013-2015 – Revisando, ampliando e divulgando a PNPS. Para além da narrativa de uma história, análise de ciclo de uma política, ou balanço de avanços tenta-se resgatar contextos, textos, discursos, tensões na trajetória da PNPS. Os próximos capítulos são uma obra em aberto e anunciam caminhos.<hr/>Abstract Health is a fundamental human right, according to the global commitment to the Universal Declaration of Human Rights. Health is a public good socially produced by and within social networks and disputes among subjects that seek to place certain interests and needs on the agenda of public policies. Health Promotion, as a set of strategies and forms of producing health, both individual and collective, aiming to meet the social needs of health and to assure better quality of life of the population, emerges intrinsically marked by tensions inherent to the defense of the right to health. The present article intends to detail a certain pathway of Health Promotion at SUS, telling the history of its affirmation as a National Policy and the possibilities that were produced therein to amplify the completeness of healthcare. The authors, totally involved in the preparation, implementation, and revision of the National Health Promotion Policy (PNPS), classified the journey into three chapters: (1) 1998/2004 – Embryo of a PNPS; (2) 2005/2013 – Birth, growth, and development of a PNPS; (3) 2013-2015 – Revision, expansion and dissemination of the PNPS. In addition to the narrative of a history, the cycle analysis of a policy, or balance of advancements, there is an attempt to restore contexts, texts, speeches, and tensions in the PNPS trajectory. The next chapters are still ongoing, and announce paths and possibilities on how to ensure that a Policy is kept alive. <![CDATA[Perspectivas e desafios da “nova” Política Nacional de Promoção da Saúde: para qual arena política aponta a gestão?]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232016000601695&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo A “nova” Política Nacional de Promoção da Saúde projeta perspectivas e desafios para a arena política. É nesse locus que se estabelecem os acordos e os desacordos circunscritos às tomadas de decisão, as quais nortearão a sua implementação. Este estudo visou entender essas questões buscando refletir sobre a formação das arenas, contribuindo na construção de estratégias coerentes à política. Trata-se de estudo qualitativo, fundamentado na teoria da justificação e seus mundos, conforme Boltanski e Thévenot. Os entrevistados foram atores envolvidos com a gestão dessa política. Na análise, verificou-se a presença dos mundos: cívico-visão e conceitos; por projetos-execução; e industrial-limites impostos. Estes mundos definem as arenas onde as perspectivas e os desafios apontados aparecem. As configurações advindas dos cruzamentos dos mundos esboçam arenas estabelecidas mediante seus interesses e características resultantes da construção de acordos. Ressaltam-se ainda grandezas dos mundos que podem configurar-se em controvérsias ou conflitos, principalmente entre as subcategorias presentes em mais de um mundo. A consciência crítica e o estabelecimento de um jogo político claro serão exigidos dos atores envolvidos para promover acordos e/ou desacordos relativos à nova política.<hr/>Abstract The “new” National Health Promotion Policy opens up prospects and challenges for the political arena. This is the space where agreements and disagreements relating to decision-making, which will underpin its implementation, are established. This study sought to understand these questions, seeking to reflect upon the formation of arenas, in order to contribute with strategies coherent with the policy. It is a qualitative study, based on the theory of justification and its ‘polities’ according to Boltanski and Thévenot. Those interviewed were social actors involved with management of this policy. The analysis verified the presence of the polities such as: civic –vision and concepts; project –execution; and industrial – imposed limits. These polities define the arenas where the designated prospects and challenges appear. The configurations arising from the intersection points of these polities reveal arenas established through interests and issues resulting from agreements. It further highlights the grandeur of polities that may be found in controversies or conflicts, especially among the subcategories present in more than one polity. Critical awareness and the establishment of a clear political game are required of the social actors involved in promoting agreements and/or disagreements related to the new policy. <![CDATA[Autores-atores e processos organizacionais e relacionais na revisão da Política Nacional de Promoção da Saúde]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232016000601707&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo O artigo apresenta análise organizacional e relacional da revisão da Política Nacional de Promoção da Saúde e visa compreender o papel do agrupamento formado para elaborar esta Política, as negociações necessárias para a concretização do produto, o papel e o tipo dos laços construídos, estratégias adotadas e interesses e sua influência nos resultados. Para tanto, coloca-se em diálogo abordagens de capital social, organizacionais, de rede e de estratégias interinstitucionais que destacam mecanismos de coordenação, de integração, zonas de incertezas e tipo de centralização. Analisaram-se as dimensões estrutural, cognitiva e relacional no contexto histórico determinado. Tratou-se de um estudo de caso com fontes de evidências coletadas no processo de revisão e nos documentos do processo. A análise foi realizada por construção de categorias conceituais por autores-atores do processo. Destaca-se o papel da dimensão relacional e dos laços fortes construídos historicamente e por identidade ideológica, profissional ou de origem como fatores que atuaram positivamente na superação das controvérsias.<hr/>Abstract This article offers an organizational and relational analysis of the review of the National Health Promotion Policy and aims to understand the role of the cluster that was formed to review this policy, the negotiations needed to achieve the product, the role and type of alliances that were formed, the strategies adopted and interests, and how they influenced results. To do so, a dialogue is created to discuss social capital, organizational and network approaches, and inter-institutional strategies that highlight coordination mechanisms, integration, zones of uncertainty and the type of centralization. Structural, cognitive and relational dimensions were analyzed in the particular historical context. This was a case study with sources of evidence collected in the review process and in the documents examined. The analysis was performed by building conceptual categories by author-actors presented in the process. It highlights the role of the relational dimension represented by strong ties built over time, and ideological identity, based on profession or origin, as factors that acted positively in overcoming conflicts. <![CDATA[Avaliação de gestores, trabalhadores, conselheiros de saúde e usuários do SUS sobre a Política de Promoção da Saúde]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232016000601717&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo A emergência de um tema à agenda pública é um processo complexo que envolve a interpretação da realidade e a construção de consensos. Este artigo analisa a avaliação feita por gestores, trabalhadores, conselheiros de saúde e usuários do SUS sobre a inclusão, exclusão e revisão de componentes da Política Nacional de Promoção da Saúde (PNaPS). Esta pesquisa compôs o processo de revisão da PNaPS. Estudo descritivo, realizado por meio de questionário eletrônico entre novembro/2013 a março/2014. No total, participaram 1545 pessoas. O questionário avaliou os componentes da primeira edição da PNaPS – 2006 (objetivos, diretrizes, ações específicas) e os eixos operativos construídos para a segunda. Os participantes concluíram que os componentes da PNaPS 2006 estavam adequados às demandas do campo para a atualidade. No entanto sugeriram complementações quanto a: gestão e planejamento; determinantes sociais da saúde; intrassetorialidade e intersetorialidade; equidade; desenvolvimento de habilidades pessoais, etc. Quanto aos eixos operacionais foi dado destaque também à formação profissional e à sustentabilidade das ações. As contribuições dos participantes apontam para as necessidades atuais do campo. Sugere-se que a PNaPS seja avaliada nas diferentes esferas públicas.<hr/>Abstract Emergence of a subject into the public agenda is a complex process that involves interpretation of the current reality, and consensus-building. This paper analyzes assessments made by managers, employees, health counselors and users of Brazil’s Unified Health System (SUS) on the inclusion, exclusion or revision of components of the Brazilian National Health Promotion Policy (NHPP). The survey is part of the process of review of the NHPP. It is a descriptive study, carried out by web questionnaire in November 2013 – March 2014, with 1,545 participants. The questionnaire assessed the components of the first version of the NHPP – published in 2006 (objectives, guidelines, specific actions), and the central operational guidelines constructed for the second version (2014). The participants concluded that the components of the 2006 NHPP were adequate for the demands of the field in the current situation. However, they suggested some contributions to complement the Policy, including, among others: management and planning; social determinants of health; intra-sectoral and intersectoral actions; equity; and development of personal skills. Participants emphasized professional education and the sustainability of actions in operational strategies. The contributions that the participants made do indeed point to the present needs in the field. We suggest that the NHPP should be evaluated in the various public spheres. <![CDATA[Produção científica sobre a Política Nacional de Promoção da Saúde]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232016000601727&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Objetivou-se avaliar o nível do conhecimento e sistematização da produção científica vinculada à Política Nacional da Promoção da Saúde (PNPS) após dez anos de sua implementação. Estudo cienciométrico da literatura científica nacional e internacional sobre a PNPS nas bases PubMed e SciELO. A pesquisa foi realizada no mês de dezembro de 2015, utilizando o termo “política nacional de promoção da saúde”, que resultou na identificação de 88 publicações relacionadas à PNPS. Os anos de 2012 e 2013 detiveram o maior número de artigos publicados, identificando a Política Nacional de Alimentação e Nutrição e a temática Saúde Bucal como objetos mais estudados. Os estados de São Paulo, Rio de Janeiro e o Distrito Federal destacaram-se pela quantidade e qualidade da produção científica, os quais foram em sua maioria divulgados em periódicos internacionais classificados nos estratos Qualis A2. As políticas de Atenção às Urgências, Saúde Materno-Infantil e Adolescência figuraram como temas pouco explorados. Embora as produções científicas tenham contribuído para aplicação do conhecimento técnico e científico na promoção da saúde, os setores pouco explorados poderão dificultar o dimensionamento e a reformulação de ações estratégicas para o enfrentamento das iniquidades em saúde nas próximas décadas.<hr/>Abstract The objective of this study was to assess the level of knowledge and systematization of scientific research linked to the National Health Promotion Policy (PNPS) ten years after its implementation. A scientometric study was conducted of the national and international scientific literature about the PNPS using the PubMed and SciELO databases. The study was carried out in the month of December 2015, using the phrase “national health promotion policy” which resulted in the identification of 88 publications related to the PNPS. The years 2012 and 2013 had the greatest number of articles published, identifying the National Policy on Diet and Nutrition and the theme of Oral Health as the most studied subjects. The states of São Paulo, Rio de Janeiro, and the Federal District stood out for the quantity and quality of scientific production, which was mostly published in international journals classified in the Qualis A2 stratum. The policies of Emergency Care, Maternal-Infant Health, and Adolescent Health were the themes least explored. Although scientific research has contributed to the application of technical and scientific knowledge in the promotion of health, the underexplored sectors may hinder the design and reformulation of strategic actions for addressing health inequities in subsequent decades. <![CDATA[Pesquisa-intervenção em promoção da saúde: desafios metodológicos de pesquisar “com”]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232016000601737&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Este ensaio discute a ampliação do sentido de intervenção como um caminho da pesquisa em promoção da saúde e pretende suscitar indagações e reflexões de cunho teórico-metodológico. Parte do pressuposto de que o conjunto das práticas de promoção da saúde constitui-se em um dos mais instigantes e necessários desafios metodológicos de um campo que almeja, desde uma perspectiva crítica, fortalecer a autonomia dos sujeitos, a participação, a valorização de movimentos instituintes, os processos de subjetivação e atribuir sentidos às experiências. Um importante norteador metodológico parte da reflexão sobre que tipo de ações melhor serviria para enfrentar os inúmeros desafios dos campos pedagógico e profissionais e a conformação de um coletivo como um catalizador de mudanças. Entre as recentes formulações acerca da pesquisa-intervenção destacamos a abordagem teórico-metodológica da Análise Institucional e o dispositivo da produção de diários de pesquisa. Por fim, consideramos que metodologias informadas por princípios da inclusão buscam romper com as abordagens verticais e estanques e evidenciam elementos de que o desejo de se articular, a potência de agir em favor do diálogo e interação podem produzir saúde e ativar novas formas de construir práticas promotoras de saúde.<hr/>Abstract This article discusses the broadening of the meaning of intervention as a pathway for research in health promotion and raises theoretical-methodological reflections. Its presupposition is that the set of health promotional practices constitute one of the most intriguing and necessary methodological challenges in a field which seeks, in a critical way, to strengthen the autonomy of the subjects, their participation, the institutionalized movement’s value, the processes of subjectivization, and to give meaning to the experiences involved. One important methodological guideline raises the question regarding what type of actions would best address the innumerable challenges of the pedagogical/professional fields and the creation of a collectivity as a catalyst of change. Among recent studies on intervention-research we focused on the theoretical-methodological approach of Institutional Analysis and the writing of research diaries. Finally we consider that methodologies shaped by the principles of inclusion do the following: abandon vertical, self-contained approaches, bring out elements showing the desire to articulate, show the power of action in favor of dialog, highlight that interaction can produce health and that it can activate new forms of constructing health promotion practices. <![CDATA[Comunidades ampliadas de pesquisa ação como dispositivos para uma promoção emancipatória da saúde: bases conceituais e metodológicas]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232016000601747&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo O artigo é uma contribuição para as discussões metodológicas do pilar participação que orienta as estratégias de Promoção da Saúde. Reflete sobre as bases conceituais e metodológicas das Comunidades Ampliadas de Pesquisa-ação (CAP) como dispositivos para uma Promoção Emancipatória da Saúde (PES), tomando por referência a experiência do Laboratório Territorial de Manguinhos. Uma CAP reúne pesquisadores, profissionais engajados e principalmente os sujeitos que vivem e trabalham no território com seus saberes e pontos de vista distintos que, juntos, refletem acerca dos problemas socioambientais, políticas públicas e alternativas num dado contexto. Inicialmente são discutidos três aspectos fundamentais para a PES: a participação, a determinação social e a produção compartilhada de conhecimento, presentes na formulação da Política Nacional de Promoção da Saúde. Com base nas experiências de pesquisa-ação em favelas constatamos um fosso abissal entre o que está na Política e as práticas institucionais em espaços marcados por fronteiras, falta de direitos e enormes tensões. Como resultados das CAP são criados dispositivos diversos em linguagens acessíveis para a circulação e apropriação do conhecimento e para potencializar a ação dos movimentos sociais.<hr/>Abstract This article is a contribution to methodological discussions on the “participation” pillar that guides strategies for Health Promotion. It reflects the conceptual and methodological bases of the Extended Communities for Action-Research (ECAR) as a tool for the Emancipatory Promotion of Health (EPH), taking as reference the experiences from the Territorial Laboratory in Manguinhos. The ECAR brings together researchers and mainly residents who live in the territory with their knowledge and distinct viewpoints who reflect on socioenvironmental problems, public policies and alternatives in a given context. Three key aspects for EPHare discussed: social participation, social determination and shared production of knowledge. Based on the experiences of the action-research model in areas with slums, we found a massive gap between what is written in the Policy and institutional practices where there were spaces marked by borders. We also noted a lack of rights and major tensions between the parties. As a result of the ECAR findings, various tools were produced in accessible languages facilitating knowledge appropriation and the enhancement of actions in social movements. This article concludes with some thoughts and challenges for the Emancipatory Promotion of Health. <![CDATA[Mapeando iniciativas territoriais saudáveis, suas características e evidências de efetividade]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232016000601757&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Este artigo é parte de um recorte do estudo realizado em oito dos nove estados do Nordeste do Brasil com objetivo de mapear iniciativas de cidades, municípios e comunidades saudáveis, conhecer seus mecanismos de operacionalização, evidências de sua efetividade e características dos atores-chave. Foram realizados levantamentos via internet, telefone, contato com órgãos governamentais e não governamentais dos estados nordestinos. Depois do levantamento à distância, foram realizadas visitas locais para conhecimento de cada iniciativa. Durante a visita, junto com os integrantes locais, realizou-se linha do tempo da atividade. Após registro de informantes-chave, realizaram-se entrevistas semiestruturadas e análise documental. Com o nome de “município, cidade ou comunidade saudável” destacaram-se iniciativas específicas no estado de Pernambuco, parte de uma Rede que existe desde 2006 e que vem se mantendo, apesar de mudanças político-administrativas tanto locais quanto estaduais. O apoio da universidade, o forte engajamento de lideranças locais e a participação de movimentos sociais foram sinalizados como fatores-chave para a efetividade das ações nos 23 municípios visitados.<hr/>Abstract This paper is part of an excerpt from a study made in eight of the States of the Northeast of Brazil. Its purpose was to map initiatives taken by health organizations of cities, municipalities and communities; to become aware of their mechanisms of operation; and to acquire evidence of their effectiveness, and the characteristics of their key players. Information was collected by internet, telephone, and contact with government and non-government bodies of these Northeastern states. After this collection of data at distance, local visits were made to find out more about each initiative. During the visit a timeline of the activity was recorded, working with local participants. After recording of key information sources, semi-structured interviews were held, and documents analyzed. Under the name of ‘healthy municipality, city or community’, specific initiatives were highlighted in the State of Pernambuco, part of a network that has existed since 2006 and which has been maintained in spite of political and/or administrative changes at both local and State level. Key factors indicated for the effectiveness of the actions in the 23 municipalities were: support of the university; strong engagement of local leaderships; and participation of social movements. <![CDATA[Avaliação da Política Nacional de Promoção da Saúde: perspectivas e desafios]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232016000601767&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo O artigo analisa perspectivas e desafios para a avaliação da implementação da Política Nacional de Promoção da Saúde no país. A partir de uma revisão crítica da literatura, destaca os limites das abordagens que dão pouca relevância à teoria dos programas e que desconsideram a avaliação como um conhecimento enraizado na dinâmica histórica, cultural e política de cada sociedade. Conclui-se que apesar dos recentes avanços no debate, a avaliação de intervenções complexas, participativas e intersetoriais impõe maior reflexão sobre a natureza das evidências de efetividade bem como das estratégias metodológicas capazes de iluminar a concepção, o desenho das ações e o processo de implementação no contexto local, para além da ênfase em fatores de risco e resultados finais.<hr/>Abstract This article analyzes prospects and challenges for the evaluation of the implementation of the National Health Promotion Policy in Brazil. Based on a critical review of the literature, it highlights the limits of the approaches that pay little heed to the theory of programs and reject evaluation as know-how entrenched in the historical, cultural and political dynamics of each society. The conclusion is that despite recent advances in this debate, the evaluation of complex, participatory and intersectoral programs imposes in-depth reflection on the nature of proof of effectiveness as well as methodological strategies capable of illuminating aspects of the concept and design of actions and the process of implementation in the local context, over and above the emphasis on risk factors and final results. <![CDATA[Referencial teórico sobre práticas intersetoriais em Promoção da Saúde na Escola]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232016000601777&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Trata-se de um estudo sobre os referenciais teóricos que influenciaram os programas de saúde escolar no Brasil, apoiada na experiência do Rio de Janeiro. Utiliza da literatura brasileira desde meados do século passado até o presente e da internacional sobre a avaliação em promoção da saúde. Analisam-se as propostas de domesticação de comportamentos a partir de princípios higienistas, outras empenhadas na criação de uma disciplina específica sobre saúde no currículo escolar, e ainda aquelas apoiadas em perspectiva clínico-assistencial. Em período mais recente analisa a reaproximação dos dois setores a partir de um modelo vinculado à promoção da saúde. O artigo demonstra a importância dos diferentes referenciais teóricos para a compreensão das ações e estratégias sintetizadas em uma matriz. Explicita, ainda, a influência dos contextos históricos em que se dá o diálogo e a definição de ações entre educação e saúde em uma difícil articulação de práticas e saberes entre os dois setores.<hr/>Abstract This study focuses on the theoretical references that have influenced Brazilian school health programs based on the Rio de Janeiro experience. It draws on Brazilian literature from the mid-20th century to date and international literature on the assessment of health promotion. Proposals for the domestication of student behavior using hygienist principles are analyzed, as well as some engaged in the creation of a specific health course in the school syllabus and other with a clinical and healthcare perspective. Covering a more recent period, the study analyzes how health and educational systems resumed their collaboration from a health promotion-linked model. The paper demonstrates the importance of different theoretical references for the understanding of actions and strategies summarized in a framework. It also explains the influence of historical contexts in which dialogue and definition of actions occur between education and health in the challenging coordination of practice and knowledge involving the two sectors. <![CDATA[Colaboração interprofissional no Projeto Saúde e Prevenção na Escola]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232016000601789&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo A colaboração interprofissional sugere compartilhamento de ação orientada por objetivos comuns. Analisá-la no Projeto Saúde e Prevenção na Escola (PSPE) enquanto dispositivo da promoção da saúde é relevante pelo estímulo à responsabilidade partilhada e à intersetorialidade, valor e princípio da Política Nacional de Promoção da Saúde (PNPS). Estudo de caso realizado em uma cidade de médio porte, no Nordeste brasileiro, cujas fontes foram documentos e questionários aplicados a participantes, subsidiado pelo Modelo de Colaboração interprofissional de D’Amour et al. Com base nas dimensões e indicadores avaliados, identificou-se que os articuladores do PSPE orientam-se por objetivos comuns; o planejamento das ações não se orienta pelas necessidades dos escolares; existem poucas oportunidades para que os integrantes interajam; evidencia-se confiança na capacidade dos outros em assumirem responsabilidades; a infraestrutura não é usada adequadamente; a liderança é pouco impactante; existem processos de capacitação para os integrantes; os encontros dos integrantes do PSPE priorizam discussões específicas e os acordos formais estão em processos de negociação. Resultados que expressam um nível de colaboração interprofissional do tipo “em desenvolvimento”.<hr/>Abstract Inter-professional collaboration implies that there is a sharing of activities with a view to meeting a common goal. This theme was analyzed in the ‘Health and Prevention in Schools’ project (known as PSPE in the Portuguese) as a health promotion device. The aim was to encourage the sharing of ideas and information as well as intersectoral responsibilities and values in adherence to the principles of the National Policy for Health Promotion (PNPS). This was a case study conducted in a medium-sized city, in the northeast of Brazil. Our sources of information came from documents and questionnaires that had been applied to and taken from participants. We used the Inter-professional Collaboration Model designed by D’Amour et al. Based on the dimensions and indicators that were assessed, we identified that the project workers in the PSPE were guided by common goals. We noted that: their planning of actions was not guided by the needs of students, there were few opportunities for members to interact, there was evidence of their having confidence in the ability of others to take on responsibilities, infrastructures were not used properly and the leadership that we studied had little impact. We also noted that there were training processes for members. Our results showed that the level of inter-professional collaboration was at the level of “in development”. <![CDATA[A promoção da saúde no ensino profissional: desafios na Saúde e a necessidade de alcançar outros setores]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232016000601799&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo O artigo discute a natureza dinâmica e complexa da promoção da saúde, o que requer formação profissional que facilite formular e colocar em prática seus princípios teóricos e metodológicos mediante contínua reflexão sobre as contradições dos contextos e a necessidade de enfrentamento dos desafios e expectativas das comunidades nos territórios. Considera também outro desafio que se coloca no trabalho em saúde, que é a mediação/ação intersetorial para implementação do seu conceito ampliado. Assim, demanda uma formação baseada em competências, o que significa um conjunto de atitudes e saberes para viabilizar a capacidade de agir em determinada situação. Apresenta duas experiências de ensino desenvolvidas no Brasil que tem contribuído na formação profissional em saúde, na perspectiva da promoção: a do Programa de Pós-graduação stricto sensu, em Promoção de Saúde da Universidade de Franca e a do Programa de Pós-graduação lato sensu da ENSP/Fiocruz. Em ambas, o uso de metodologias problematizadoras instrumentalizam a construção de capacidades, possibilitando que a teoria se aproxime da prática e proporcione uma formação crítica e reflexiva com rigor científico e relevância temática.<hr/>Abstract This article discusses the dynamic and complex nature of health promotion that requires training to facilitate, formulate, and put into practice its theoretical and methodological principles through continuous reflection on the contradictions of the contexts, and the need to face the challenges and expectations of communities in the region it serves. It also considers another challenge facing the health work, which is the mediation/intersectoral action for implementation of the expanded concept of health. Thus, a demand for competency based education, which means a set of attitudes and knowledge that enable the ability to act in a given situation. A discussion on two teaching experiences developed in Brazil that has contributed to the training of health from the perspective of health promotion: the Graduate Program in the strict sense, in Health Promotion at the University of Franca and the Graduate Program broad sense of the ENSP/Fiocruz will be discussed. In both cases, the use of problem-solving methodologies as a tool for capacity building, enabling theory to approach practice and provide critical and reflective training with scientific rigor and thematic relevance. <![CDATA[Políticas de promoção da saúde e potenciais conflitos de interesses que envolvem o setor privado comercial]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232016000601809&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo O estudo analisou os potenciais conflitos de interesses (CDI) que envolvem o setor privado comercial no âmbito das políticas de promoção da saúde (PS), especialmente em sua interface com o campo da alimentação e nutrição no Brasil. Consideraram-se as influências do ideário internacional nesse processo e, para tal, foram analisadas as duas edições da Política Nacional de Promoção da Saúde (2006 e 2014) e os pactos internacionais que as subsidiaram. O estudo pautou-se em método de análise documental, considerando as seguintes dimensões e categorias de análise: na dimensão do ideário da PS foram identificados os enfoques, os princípios e as estratégias propostos; na dimensão dos CDI foram identificadas a abordagem do tema nos documentos, as relações com o setor privado comercial, e as propostas denominadas “parcerias público-privado”. Concluiu-se que a abordagem de CDI ainda é frágil nessas políticas. O debate é despolitizado quando não são explicitadas as assimetrias de poder entre os setores envolvidos nas relações público-privado, ou quando são desconsideradas as práticas do setor privado comercial que ferem objetivos, princípios e valores das políticas de PS.<hr/>Abstract This study analyzed potential conflicts of interest regarding the commercial private sector and health promotion policies, particularly their interface with the food and nutrition field in Brazil. The paper addresses the influence of international ideas in this process. The study analyzed the two separate publications of the Brazilian National Health Promotion Policy – of 2006, and of 2014 – and the international agreements that supported them. The method used was analysis of documents, with a categorization into the following dimensions and categories: In the dimension of the Ideas of health promotion, the focus items were the principles and the strategies proposed; In the dimension of conflicts of interest, these aspects were identified: the approach in the documents, relationships with the commercial private sector, and proposals referred to as ‘public-private partnerships’. It was concluded that these policies still adopt a fragile approach in terms of conflict of interest. The debate is de-politicized when the asymmetries of power between the sectors involved in the public-private relationships are not made explicit, or when the practices of the commercial private sector that harm objectives, principles and values of health promotion policies are left out of account. <![CDATA[A contribuição do CEPEDOC para a construção da Política de Promoção da Saúde no Brasil]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232016000601819&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo A Política Nacional de Promoção da Saúde (PNPS), institucionalizada no Sistema Único de Saúde em 2006, e revista em 2014, contou com a contribuição de vários núcleos existentes no país, entre eles o Centro de Estudos, Pesquisa e Documentação em Promoção da Saúde e Cidades Saudáveis (CEPEDOC), uma Organização não Governamental ligada à Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo, hoje Centro Colaborador da Organização Mundial de Saúde. Esta colaboração iniciou-se antes da Política ser institucionalizada: houve participação na criação de subsídios teóricos e práticos que justificassem a sua existência e participação na mobilização e advocacia para sua criação. O objetivo deste artigo é demonstrar a participação independente do CEPEDOC, como uma ONG, na aplicação e revisão das teorias e princípios da Promoção da Saúde através projetos realizados, das produções científicas resultantes e dos relatos da participação em mobilizações que contribuíram para efetivação da PNPS como política e prática importante para a produção social da saúde com equidade.<hr/>Abstract The Brazilian Health Promotion Pol- icy (PNPS, for its acronym in Portuguese), institutionalized in the National Public Health System in 2006 and revised in 2014, resulted from the contribution of various groups, including the Centro de Estudos, Pesquisa e Documentação em Cidades Saudáveis (CEPEDOC) [Center for Studies, Research and Documentation on Healthy Cities], a non-governmental organization linked to the School of Public Health of the University of Sao Paulo, and currently designated as a WHO Collaborating Center. This collaboration took place since before the institutionalization of the Policy through the participation in the development of the practical and theoretical bases that justified the existence of the policy and the mobilization and advocacy for its creation. This article aims to demonstrate the independent participation of CEPEDOC, as an NGO, in the construction of the PNPS objectives through its projects, scientific production, participation in events and that contributed to the development of the PNPS as a key policy and practice for the social production of health with equity. <![CDATA[Práticas corporais e atividades físicas na perspectiva da Promoção da Saúde na Atenção Básica]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232016000601829&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo O presente artigo busca refletir criticamente sobre o processo de institucionalização e fortalecimento das práticas corporais e atividades físicas como ações de Promoção da Saúde na Atenção Básica do Sistema Único de Saúde (SUS). Para examinar a configuração dessa forma de cuidado e eixo de ação que emerge e vem se consolidando na saúde pública brasileira, optamos por revisitar historicamente, de forma sucinta, o processo de conformação e desenvolvimento da Promoção da Saúde no SUS de modo a, na sequência, apresentar alguns dados sobre as práticas corporais e atividades físicas nesta realidade. Por fim, há a análise crítica das interações, interfaces e distanciamentos que se processam entre as práticas corporais e atividades físicas e os referenciais teóricos da Promoção da Saúde, em sua vertente crítica. Argumenta-se que parte do problema reside na produção de saberes que desconsideram os aspectos epistemológicos da relação entre práticas corporais e atividades físicas. Conclui-se que apesar do exponencial crescimento da oferta dessas ações, ainda não é possível afirmar que esta forma de cuidado possa ser caracterizada como Promoção da Saúde já que seria necessário observar alguns princípios para isso, tais como empoderamento, participação social, autonomia, equidade, integralidade, entre outros. <![CDATA[Equipe “Consultório na Rua” de Manguinhos, Rio de Janeiro, Brasil: práticas de cuidado e promoção da saúde em um território vulnerável]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232016000601839&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo A estruturação do cuidado à população em situação de rua (PSR) pela atenção primária à saúde (APS) é desafio para o Sistema Único de Saúde. O objetivo do artigo é discutir as práticas de uma equipe Consultório na Rua (eCnaR) para PSR e usuários de álcool, crack e outras drogas de forma a efetivar um cuidado integral implementado segundo os atributos da APS e da Promoção da Saúde. Análise qualitativa das práticas de uma eCnaR do Rio de Janeiro no período 2011-2013, considerando como referencial, atributos essenciais da APS e as seguintes categorias analíticas: a abordagem territorial; o acolhimento em serviços de portas abertas; a complexidade do cuidado a grupos vulneráveis e a articulação da rede de saúde e intersetorial. Sistematizou-se as concepções de cuidado previstas nas políticas/normas brasileiras. A eCnaR, como uma equipe de Saúde da Família para populações e territórios dinâmicos e vulneráveis, foi potente em promover acesso, construir vínculo, prover um cuidado integral na perspectiva da redução de danos e da clínica ampliada. Há desafios para a efetividade da atenção, como a formação e a composição multiprofissional,o suporte logístico para a abordagem na rua, o apoio institucional e de especialistas e a fragilidade das Redes.<hr/>Abstract The structuring of care to the homeless people through Primary Health Care (PHC), standardized in 2012 is a challenge to the Brazilian Health System. This article discuss the practices of a Street Clinic (eCnaR) team for the homeless and alcohol, crack and other drugs users in order to provide comprehensive care implemented according to PHC and health promotion conceptions. A qualitative analysis of an eCnaR of the Municipality of Rio de Janeiro in the period 2011-2013 was performed, considering PHC essential atributes, with the following analytical categories: the territorial approach; open-door reception services; the complexity of care to vulnerable groups and the coordination of the health and intersectoral network. As theoretical framework, we systematized the concepts of care provided for in Brazilian policies/standards, considering health needs, as well as alcohol, crack and drug dependence in the homeless. As a PHC team for vulnerable populations and territories, the eCnaR was powerful in promoting access, building longitudinality, providing comprehensive care from the perspective of harm reduction and extended clinic. There are challenges to achieve effectiveness of care, such as the multi-professional education and composition; logistical and specialized support to address complex cases and also, the fragility of the network. <![CDATA[O Programa Academia da Saúde como estratégia de promoção da saúde e modos de vida saudáveis: cenário nacional de implementação]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232016000601849&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo A Política Nacional de Promoção da Saúde reafirmou o compromisso do Ministério da Saúde com o fortalecimento da promoção da saúde no Sistema Único de Saúde e, nesse contexto, o Programa Academia da Saúde se destaca como novo equipamento na rede de serviços, potencializando ações de cuidados individuais e coletivos na atenção básica. Este trabalho teve por objetivo descrever o cenário da implantação do Programa e apresentar características de seu funcionamento no país. Os dados foram coletados por meio de formulário eletrônico enviado a todas as Secretarias Municipais de Saúde que receberam recurso para implantar o Programa e a taxa de resposta foi de 85%, correspondendo a 2418 municípios. Um total de 856 polos informou estar em funcionamento, desenvolvendo prioritariamente atividades de práticas corporais, alimentação saudável e educação em saúde. O principal público participante do Programa foram adultos e idosos. Dificuldades apontadas pelos gestores incluem a inclusão de crianças e adolescentes e a contratação de profissionais. Mais de 90% dos polos não dependem exclusivamente do recurso federal para funcionamento, recebendo contrapartidas municipais para o desenvolvimento de suas atividades. Os resultados evidenciam o potencial do Programa como estratégia de promoção da saúde e produção do cuidado nas comunidades, sendo fundamental qualificar suas ações em todo o país.<hr/>Abstract The National Health Promotion Policy reasserted the Brazilian Ministry of Health’s commitment to bolster the promotion of health in the Unified Health System. In this context, the Health Academy Program constitutes a new tool of the health network for the enhancement of individual and collective primary healthcare. The scope of this study is to present the program implementation scenario, describing characteristics of its operation in the country. Data were collected through an electronic form sent to all Municipal Health Departments that received federal resources to implement the program. The response rate was 85%, corresponding to 2,418 municipalities. A total of 856 centers were found to be in operation, primarily promoting physical exercise, healthy eating and health education. The main participants were adults and the elderly. Difficulties reported by the administrators involve the inclusion of children and adolescents and the hiring of professionals. Over 90% of the program centers do not depend exclusively on federal funding for operation and receive municipal support to conduct their activities. The results show the potential of the program as a strategy to promote healthcare in the community nationwide in Brazil. <![CDATA[O direito humano à água e ao esgotamento sanitário como instrumento para promoção da saúde de populações vulneráveis]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232016000601861&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo O conceito de promoção da saúde, baseado nos determinantes sociais, alinha-se com princípios dos direitos humanos como: participação social, responsabilidade, transparência e não discriminação. O Direito humano à água e ao esgotamento sanitário (DHAES) foi aprovado em 2010 pela Assembleia Geral das Nações Unidas e Conselho de Direitos Humanos, e visa garantir acesso à água e ao esgotamento sanitário sem discriminação para toda a população. Dito isso, o presente artigo tem como objetivo analisar de que forma o referencial dos direitos humanos, em especial do DHAES, pode ser mobilizado para fortalecer a promoção da saúde de populações vulneráveis. Para isso, inicia apresentando a relação entre saúde e direitos humanos, em seguida demonstra como o conceito de vulnerabilidade social se baseia nestes, e finaliza mostrando a relação entre o DHAES e a promoção da saúde de grupos vulneráveis.<hr/>Abstract The concept of health promotion, which is based on social determinants, is aligned with principles of human rights such as social participation, accountability, transparency and non-discrimination. The Human Right to Water and Sanitation (HRWS) was approved in 2010 by the United Nations General Assembly and the Human Rights Council and it aims to ensure access to water and sanitation, without discrimination, for all. This article aims to analyze how the human rights framework, and more specifically the HRWS, can be used to strengthen the health promotion of vulnerable groups. The article begins by presenting the relationship between health and human rights. It then demonstrates how the concept of social vulnerability is based on human rights and, finally, it shows the relationship between the HRWS and the promotion of the health of vulnerable groups. <![CDATA[Percepção da qualidade ambiental de localidades próximas ao Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro, Brasil]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232016000601871&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo O artigo tem por objetivo verificar a diferença da percepção de residentes sobre a qualidade ambiental de duas localidades próximas à área de construção do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro. Nove aspectos da qualidade ambiental (serviços de abastecimento de água, esgotamento sanitário e coleta de lixo; áreas de lazer; segurança pública; serviços de saúde; ruas; ar; rios) foram avaliados. Estudo transversal realizado com 240 residentes de Porto das Caixas e Manilha, ambos situados no município de Itaboraí-RJ, Brasil. A análise estatística envolveu o teste do qui-quadrado e exato de Fisher. Área de lazer foi o fator percebido igualmente pelos participantes das duas localidades do estudo com pior qualidade. A percepção da qualidade dos serviços de saúde, segurança e saneamento diferiu significativamente entre os moradores das duas localidades estudadas. A piora da qualidade ambiental foi relacionada por 51% dos residentes de Porto das Caixas à ausência de medidas mitigatórias após a ocorrência de um acidente químico local em 2005. A priorização de intervenções deve ser baseada na percepção de grupos populacionais específicos como estratégia que possa permitir a redução de iniquidades em saúde ambiental em contextos de instalação e construção de indústrias de petróleo e gás.<hr/>Abstract This article aims to verify the residents’ perception difference on the environmental quality of two localities near the construction area of the Petrochemical Complex of Rio de Janeiro. Nine environmental quality aspects (water supply services, sewage and garbage collection; leisure areas; public security; health services; streets; air; rivers) were evaluated. Cross-sectional study conducted with 240 residents of the Porto das Caixas and Manilha, both of them located in Itaboraí city, RJ state, Brazil. The statistical analysis involved the chi-square test and Fisher´s exact test. Leisure Area was the factor perceived also by participants of both locations of the study with worse quality. The quality perception of health services, security and sanitation differed significantly among the inhabitants of the two studied localities. The worsening of environmental quality was related by 51% of the residents of Porto das Caixas to the absence of mitigatory measures after the occurrence of a local chemical accident in 2005. The prioritization of interventions should be based on the perception of specific population groups such as strategy that can allow a reduction of environmental health inequities in installation and construction contexts of the oil and gas industries. <![CDATA[O Programa Iluminar Campinas: a construção de uma política intersetorial e interinstitucional para o enfrentamento da violência como um problema social]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232016000601879&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo A inclusão da temática violência na agenda da promoção da saúde demanda a reorientação nas linhas de cuidado do sistema de serviços e a consolidação de ações voltadas para indivíduos e coletividades, em uma perspectiva de trabalho intersetorial, multidisciplinar, integrado e em redes que contemple a reorganização das práticas para acolher esta questão como um determinante de saúde. O objetivo deste artigo é compartilhar a experiência da implementação do Programa Iluminar Campinas – uma política local de promoção da saúde de um município de grande porte –que articulou o setor saúde em uma ampla rede intersetorial e interinstitucional para ofertar cuidados às pessoas que sofreram violência. As perspectivas teóricas do estudo foram o Construcionismo Social e a Teoria Ator Rede (TAR) e a metodologia envolveu a análise de documentos, entrevistas e observações de eventos do Programa Iluminar.<hr/>Abstract Including the issue of violence in the health promotion agenda requires restructuring health services to incorporate violence into the front lines of care and consolidate individual and collective measures from an intersectoral, multidisciplinary and integrated standpoint, within networks that reorganize practices and embrace this issue as a key determinant of health. The aim of this article is to share the experience of implementing the Enlighten Campinas Program – a local endeavor to promote health in a large city – which amalgamated the health sector into a wide intersectoral and interinstitutional network to provide care to victims of violence. The theoretical approaches used were Social Constructionism and the Actor-Network Theory (ANT) and the methodology involved analyzing documents, a field diary, interviews and observations of Enlighten Program events. <![CDATA[Estratégias pedagógicas em grupos com o tema alimentação e nutrição: os bastidores do processo de escolha]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232016000601889&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo O estudo objetivou compreender as representações sociais dos profissionais de saúde que explicam a escolha de estratégias pedagógicas para o desenvolvimento de grupos educativos com o tema alimentação e nutrição, como espaços de promoção da saúde, na Atenção Primária à Saúde (APS). Pesquisa qualitativa, realizada por meio de observação sistemática de um encontro de cada grupo acessado e entrevista semiestruturada com os respectivos coordenadores das ações. Na análise, utilizou-se a técnica do Discurso do Sujeito Coletivo (DSC), fundamentada na Teoria das Representações Sociais. Foram gerados seis DSC, mostrando que a escolha das estratégias pedagógicas é feita considerando: a valorização da participação coletiva; o perfil da população; o acesso a recursos audiovisuais; a praticidade para os profissionais; a disponibilidade de recursos humanos; e o uso da experiência corporal. Fica evidente que as decisões sobre o uso de estratégias pedagógicas são influenciadas pelo contexto, relações de trabalho e instituição, além das próprias crenças e conhecimentos dos profissionais de saúde. A abordagem da alimentação e nutrição em grupos educativos como espaços promotores de saúde está inserida numa APS complexa, que envolve elementos estruturais, além das políticas públicas.<hr/>Abstract study aimed to understand the health professionals’ social representations about the choice on pedagogical techniques to develop educational groups about food and nutrition, as health promotion strategies, in Primary Health Care (PHC). It is a qualitative research performed through the systematic observation of each accessed group (23) and semi-structured interviews with the respective coordinators (28). The analysis was made using the Discourse of the Collective Subject (DCS) technique, based on the Social Representation Theory. Six DCS were produced, highlighting that the health professionals’ choice on pedagogical techniques consider: the appreciation of the collective participation; the access to audio-visual resources; the practicality to the professional; the availability of workforce; the population profile; and the use of body experience. We concluded that the decisions about the use of pedagogical techniques are influenced by the context, labor relationships and the institution, besides health professionals’ beliefs and knowledge. The food and nutrition approach in educational groups as health promoters strategies is comprehended in a complex PHC, which involves structural elements, beyond public policies. <![CDATA[Sustentabilidade de um programa de alimentação escolar bem-sucedido: estudo de caso no Nordeste do Brasil]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232016000601899&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo O Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) tem caráter intersetorial, estimula a participação social e incentiva as economias locais, sendo aqui considerado enquanto uma prática de promoção da saúde. Tabira, no sertão pernambucano, se destacou nacionalmente em 2012 na gestão do programa de alimentação escolar (PAE). Para compreender os processos relacionados à continuidade das ações inovadoras realizadas, este estudo analisou os fatores favoráveis e os desfavoráveis à sustentabilidade das inovações do PAE de Tabira. A pesquisa teve abordagem qualitativa com estratégia de estudo de caso. Foi realizado um grupo focal, entrevistas com informantes-chave e análise documental. Os dados foram submetidos à análise de conteúdo, com a técnica de análise temática. Os resultados relativos aos contextos organizacional e sociopolítico considerados favoráveis foram: institucionalização do programa, uso eficiente dos recursos financeiros, gestão municipalizada, alta participação comunitária e uso dos recursos locais a favor do programa. Desfavoráveis: fragilidade da articulação intersetorial e qualificação profissional deficiente. O forte acirramento político local é um fator com aspectos positivos e negativos para a sustentabilidade.<hr/>Abstract The Brazilian School Food Program (PNAE) is intersectoral innature. It encourages social participation and local economies and is considered here as a health promotionpractice. In the Northeastern State of Pernambuco, the city of Tabira acquired international renownin 2012 for the management of its school food program (PAE). This study analyzed the positive and negative factors related to the sustainability of the innovations in Tabira to understand the processes related to the continuity of the innovative actions implemented. The research used a qualitative approach with a case study strategy. A focus group, semi-structured interviews with key actors and document analysis were performed. The data were processed using content analysis and the techniques of thematic analysis. Positive organizational and socio-political factors were: the program institutionalization, the efficient use of financial resources, municipalized management, high community participation and the use of local resources. Negative factors were: weak inter-sectoral coordination and training and poor professional qualification. The strong political engagement at the local level showed both positive and negative impacts on sustainability. <![CDATA[Workplace Health Promotion: a path to follow]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232016000601909&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumen Es necesario trascender en el desarrollo conceptual y en la aplicación de la promoción de la salud en los lugares de trabajo (PSLT), ya que éstos han sido considerados como un espacio propicio y prioritario para la promoción de la salud. Se realizó un estudio cualitativo con aproximación hermenéutica que emplea como técnica el estado del arte, para lo cual se estudiaron 131 documentos de organismos nacionales e internacionales y de las bases de datos Embase, Science Direct y SciELO. Emergieron tres categorías principales: desarrollo conceptual de la PSLT, metodologías en el estudio de la PSLT y medición de resultados de la PSLT. La producción científica se genera principalmente en Norteamérica, Europa y Brasil en América Latina. Se han documentado impactos positivos en salud, productividad y costos. La amplitud de acción de la PSLT se restringe al ámbito empresarial formal, con mínimos acercamientos a entornos laborales de trabajadores informales. La PSLT debe ser orientada a la mejora de las condiciones de la organización, condiciones de trabajo, participación activa y desarrollo individual de los trabajadores, sin embargo, las investigaciones se han limitado en acciones puntuales relacionadas con reducción de algunos factores de riesgo, programas de prevención de enfermedades e intervención sobre hábitos individuales.<hr/>Abstract It is necessary to transcend barriers with respect to the conceptual development and implementation of Workplace Health Promotion (WHP), given that workplaces are priority settings for health promotion. This study consists of a qualitative analysis that adopts a hermeneutic approach using a state-of-the-art technique. A total of 131 documents consisting of guidelines produced by national and international organizations and articles contained in the Embase, ScienceDirect, and Scielo databases were analyzed. Three main categories emerged from this analysis: conceptual development, study methodologies, and measurement of the results and impacts of WHP. Research output was concentrated mainly in North America, Europe, and Brazil. The studies document the positive impacts of WHP interventions on health, productivity and costs. The reach of WHP interventions is restricted to the formal sector. The working environments of informal workers are minimally addressed. WHP interventions should be geared towards improving work organization, working conditions, active participation and worker personal development; however, research has tended to focus on specific actions that address risk reduction, disease prevention, and workers’ habits. <![CDATA[Geração de trabalho e renda como estratégia de Promoção da Saúde: o caso das mulheres mastectomizadas em Nova Iguaçu, RJ, Brasil]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232016000601921&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo O tema abordado neste artigo é a geração de trabalho e renda de mulheres mastectomizadas. Surgiu a partir da necessidade da reorientação das práticas de saúde desenvolvidas em um ambulatório de fisioterapia em mastologia oncológica de um município da baixada fluminense do Estado do Rio de Janeiro, baseada na Promoção da Saúde. Diante do dilema de que a maioria das mulheres possuía condições físicas para exercerem uma atividade laborativa, porém não eram absorvidas pelo mercado de trabalho devido às sequelas da cirurgia e as mudanças na rotina de cuidado pós-mastectomia originou-se um projeto de intervenção, com objetivo de promover o empoderamento dessas mulheres, com vistas ao restabelecimento da sua capacidade produtiva e independência econômica. Embora ainda não tenha sido completamente operacionalizado, espera-se como resultados maior autonomia, aumento do poder aquisitivo, valorização social e reforço do vínculo entre as mulheres e outros atores criando uma rede de apoio. Esses resultados estão em consonância com valores da Política Nacional de Promoção da Saúde, como solidariedade, humanização, corresponsabilidade, justiça e inclusão social.<hr/>Abstract The topic covered in the present article, generating employment and income for women submitted to mastectomy, came from the need to redirect the health practice developed by a breast oncology physical therapy outpatient clinic of a city of the BaixadaFluminense region of the State of Rio de Janeiro, based on Health Promotion. Given the dilemma that most women physically fit for work were not in the labor market because of complications of surgery and changes in post-mastectomy care routine, an intervention project was developed aimed at empowering these women in order to restore their productive capacity and economic independence. Although it has not been completely implemented, expected results are greater autonomy, increased purchasing power, social recognition and strengthening the link between women and other players, thereby creating a support network. The results are in line with National Health Promotion Policy values, such as solidarity, humanization, co-responsibility, justice, and social inclusion. <![CDATA[Política de promoção da saúde e planejamento urbano: articulações para o desenvolvimento da cidade saudável]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232016000601931&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo A Politica Nacional de Promoção da Saúde (PNPS) define as estratégias para a construção de políticas públicas, intersetoriais, que contribuem para o desenvolvimento de cidades saudáveis. O planejamento urbano é uma ferramenta para a melhoria da qualidade de vida, colaborando na promoção da saúde. Tomando por referência estudos e ações de cooperação desenvolvidas pelo Laboratório de Investigações Urbanas (LABINUR/FEC-Unicamp), este artigo descreve aspectos relevantes da PNPS que têm interface com as políticas de Planejamento Urbano no Brasil. Identificou-se um crescimento de dispositivos interdisciplinares e intersetoriais com a nova PNPS, através da Portaria 2.446/14, tais como: mobilidade e acessibilidade; desenvolvimento seguro (saneamento, habitação, transporte); alimentação saudável com inclusão social e diminuição da pobreza (hortas urbanas); práticas corporais e atividades físicas com a melhoria dos espaços urbanos. Conclui-se que a participação social, a intersetorialidade e a contribuição da universidade são aspectos diferenciais para promoção das cidades saudáveis.<hr/>Abstract The National Health Promotion Policy (PNPS) defines strategies for devising inter-sectoral public policies that ensure the development of healthy cities. Urban planning constitutes a tool to improve the quality of life and enhance health promotion. Using the studies and cooperation actions conducted by the Urban Research Laboratory (LABINUR/FEC-Unicamp) as a reference, this article describes relevant aspects of the PNPS that have an interface with urban planning policies in Brazil. An increase in interdisciplinary and inter-sectoral measures related to the new PNPS after the passing of Ordinance 2.446/14 was identified, which include: mobility and accessibility; safe development (sanitation, housing and transport); healthy eating with social inclusion and reduction of poverty (community vegetable gardens); corporal activities and physical exercise and the enhancement of urban spaces. The conclusion drawn is that social participation, inter-sectoral activities and the role of the university are important aspects for the promotion of healthy cities. <![CDATA[Por uma agenda global pós-Objetivos de Desenvolvimento do Milênio]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232016000601939&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Nos últimos anos o Brasil canalizou esforços em torno da agenda global pela saúde dos povos. Em outubro de 2011, com suporte técnico e financeiro do Governo Brasileiro, a Organização Mundial de Saúde organizou no Rio de Janeiro a Conferencia Mundial de Determinantes Sociais da Saúde. A Declaração Política do Rio, produto desta conferencia mundial, expressou os múltiplos compromissos dos estadistas presentes. Esse processo de debate e intercambio de experiências globais se ampliou e em junho de 2012 realizou-se, também no Rio de Janeiro, a Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável. Conhecido como Rio+20, esse fórum global contou com a participação de chefes de estados de 190 nações que propuseram mudanças, sobretudo, no modo como estão sendo usados os recursos naturais do planeta. “El futuro que queremos”, principal documento deste forum, recebeu inúmeras contribuições da sociedade global. Passadas essas discussões globais, urge traduzir compromissos de estadistas, assumidos naquelas declarações, em políticas para o enfrentamento das iniquidades a partir de ações sobre os determinantes sociais de saúde.<hr/>Abstract In recent years, Brazil channeled efforts around the global agenda for the health of people. In October 2011, with the technical and financial support of the Brazilian Government, the World Health Organization held the World Conference on the Social Determinants of Health, in Rio de Janeiro, Brazil. The Rio Declaration, which came out of this global conference, included multiple commitments drawn up by the government representatives who were present. This process of debate and exchange of global experiences widened and, in June 2012 the United Nations Conference on Sustainable Development was also held in Rio de Janeiro. Known as Rio+ 20, this global forum was attended by 190 nations and heads of state. They proposed changes especially in the ways in which the planet’s natural resources were being used. Besides environmental issues, other issues related to social policies such as health, education, work and housing were addressed. “The Future We Want for All”, the main document and product of this forum, received numerous contributions from global society. These discussions pushed for the implementation of global public policies that, through an extensive process of capacity building, translate these commitments of heads of states, from all over the world, into policies that act on social determinants of health, dealing with social inequities. <![CDATA[Abordagem de Tratamento de Elementos Comuns com base em uma Terapia Cognitiva de Conduta: realização no Pacífico Colombiano]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232016000601947&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Abstract Due to the limited supply of mental health services for Afro-Colombian victims of violence, a Common Elements Treatment Approach (CETA) intervention has been implemented in the Colombian Pacific. Given the importance of improvement in mental health interventions for this population, it is necessary to characterize this process. This article seeks to describe the implementation of CETA for Afro-Colombian victims of violence in Buenaventura and Quibdó, Colombia through case studieswith individual in-depth interviews with Lay Psychosocial Community Workers (LPCW), supervisors, and coordinators responsible for implementing CETA. From this six core categories were obtained: 1. Effect of armed conflict and poverty 2. Trauma severity 3. Perceived changes with CETA 4. Characteristics and LPCW’s performance 5. Afro-Colombian culturalapproach and 6. Strategies to promote users’ well-being.Colombian Pacific’s scenario implies several factors, such as the active armed conflict, economic crisis, and lack of mental health care resources, affecting the implementation process and the intervention effects. This implies the need to establish and strengthen partnerships between institutions in order to administer necessary mental health care for victims of violence in the Colombian Pacific.<hr/>Resumo Devido à carência de serviços em saúde mental destinados aos Afro-colombianos vítimas de violência, a intervenção CETA (Common Elements Treatment Approach) foi implementada no pacífico da Colômbia. Dada a importância em melhorar essas intervenções, é necessário caracterizar o seu processo de execução. O objetivo deste artigo é descrever a realização da intervenção CETA para Afro-colombianos vítimas de violência em Buenaventura e Quibdó, Colômbia. Trata-se de estudo de caso com elaboração de entrevistas aprofundadas a Trabalhadores Comunitários Psicossociais (TCP), supervisores e coordenadores responsáveis pela execução CETA. Obtiveram-se seis categorias Núcleo: 1. Efeito do conflito armado e pobreza; 2. Severidade do trauma; 3. Mudanças percebidas com a intervenção CETA; 4. Características e desempenho dos TCP; 5. Enfoque na cultura Afro-colombiana; e 6. Estratégias para promover bem estar dos usuários. O contexto do pacífico colombiano está relacionado a múltiplos fatores, como o conflito armado ativo, crise econômica, e carência de serviços em saúde mental, afetando o processo de implementação e seus efeitos. Isto gera a necessidade de fortalecimento e estabelecimento de alianças institucionais, visando garantir a saúde mental das vítimas dessa região. <![CDATA[Promoção da saúde da mulher brasileira e a alimentação saudável: vozes e discursos evidenciados pela Folha de SP]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232016000601957&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo O estudo identifica discursos e vozes sobre saúde da mulher no que se refere à sua alimentação, por meio de pesquisa qualitativa utilizando o método de análise do discurso jornalístico do impresso Folha de São Paulo. A partir da seleção dos textos sobre saúde, saúde da mulher e alimentação, publicados ao longo do ano de 2013, a amostra resultou em sete textos jornalísticos, nos quais foram identificadas predominantemente vozes provenientes do universo científico relacionadas a pesquisas, citação de periódicos, associações científicas e falas de profissionais da saúde e pesquisadores. Entretanto, as falas de cidadãs comuns pouco apareceram na amostra analisada. Nos conteúdos predominaram o discurso relacionado ao risco à saúde e sua relação com a prática alimentar, nutricional ou de suplementação, como também à gravidez e/ou ao tipo de parto; a saúde como mercadoria associada a produtos ou procedimentos, como dietas, suplementos alimentares, medicamentos e cirurgia bariátrica, sem espaço para a promoção da saúde e alimentação saudável.<hr/>Abstract The study identifies the discourse and opinions about women’s health in relation to their eating habits by means of qualitative research using the journalistic discourse analysis method of the Folha de São Paulo newspaper. Based on the selection of texts on health, women’s health and nutrition published throughout the year 2013, the sample resulted in seven journalistic texts, in which voices from the scientific universe related to research, quotes from journals, scientific associations and the opinion of health professionals and researchers were predominantly identified. However, the discourse of women in general about their health rarely appears in the sample analyzed. The main topics were related to health risks and the connection with diet or supplements, as well as pregnancy. The predominant content discourse related to health risk and its relationship with eating habits, nutrition or supplements, as well as pregnancy and/or the manner of delivery; health as a commodity associated with products or procedures, such as diets, dietary supplements, drugs and bariatric surgery, with no room for the promotion of health and healthy eating. <![CDATA[Atenção pré-natal e fatores de risco associados à prematuridade e baixo peso ao nascer em capital do nordeste brasileiro]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232016000601965&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Os principais determinantes do risco de morrer no período neonatal são o baixo peso ao nascer e a prematuridade. O estudo teve como objetivo analisar a adequação do pré-natal e fatores de risco associados à prematuridade e ao baixo peso ao nascerem uma capital do nordeste brasileiro. Trata-se de um estudo caso-controle. Foi construído um modelo de adequação do pré-natal composto por quatro indicadores. Utilizou-se estatística descritiva para análise univariada; testes de Wald, de tendência linear, t de Student e qui-quadrado para a análise bivariada e regressão logística múltipla para análise multivariada com p&lt;0,05. A análise multivariada mostrou que baixa escolaridade, não realizar atividade remunerada, parto cesáreo, oligodrâmnio, descolamento prematuro da placenta e pré-eclâmpsia são fatores independentes associados com a prematuridade e/ou baixo peso ao nascer. Para adequação do pré-natal, a variável Indicador III permaneceu significativa, mostrando que as mães que apresentaram inadequação da atenção pré-natal tiveram chance aumentada para a ocorrência do desfecho, evidenciando a necessidade de adequação de políticas públicas de saúde de atenção às gestantes no município estudado.<hr/>Abstract The main determinants of the risk of mortality in the neonatal period are low birth weight and premature birth. The study sought to analyze the adequacy of prenatal care and risk factors associated with premature birth and low birth weight in a northeastern Brazilian capital. This is a case-control study. A model for adequacy of prenatal conditions composed of four indicators was created. Descriptive statistics for univariate analysis were used; as well as Wald linear trend tests, Student’s t and chi-square test for bivariate analysis and multiple logistic regression for multivariate analysis with p &lt;0.05. Multivariate analysis showed that poor education, not performing gainful activity, caesarean section, oligohydramnios, placental abruption and pre-eclampsia are independent factors associated with premature birth and/or low birth weight. For adequacy of prenatal care, variable indicator III remained significant, showing that mothers who had inadequate prenatal care had an increased chance for the occurrence of the outcome, highlighting the need for adequate public health policies of care for pregnant women in the municipality under scrutiny. <![CDATA[O conhecimento e o ensino sobre doenças sexualmente transmissíveis entre universitários]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232016000601975&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Doenças sexualmente transmissíveis (DST) são a principal causa global de doença aguda e morte e representam elevado custo socioeconômico. Universitários são altamente expostos. A pesquisa desenvolvida na Unicamp teve como objetivo quantificar e gerar autopercepção do (des)conhecimento sobre as DST, além de avaliar o interesse em uma disciplina sobre o tema. O instrumento de coleta de dados foi o questionário enviado eletronicamente aos graduandos do final de 2011 e aos alunos recém-ingressos em 2012. Responderam o questionário 1.448 veteranos e 371 calouros. Não tinham tido atividade sexual 20% dos veteranos e 38% dos calouros. Dos alunos que já haviam tido, 26,9% não tinham parceria fixa e 28,2%, mais que duas parcerias/ano. O preservativo foi usado por 99% dos alunos, mas menos de 20% deles faziam uso adequado. Cerca de 80% não sabiam que o preservativo não protege fora da área de barreira; pretendiam ler mais sobre DST e aprenderam algo sobre o assunto. Quase a metade julgou que uma disciplina deveria ser oferecida a todos os graduandos. Estes dados serão úteis para definir estratégias de prevenção e o instrumento didático poderá ser utilizado em outros ambientes de ensino.<hr/>Abstract Sexually transmitted diseases (STDs) are the main global cause of acute illness and death and represent a high socioeconomic cost. Undergraduate students are highly exposed to STDs. The research developed at UNICAMP sought to quantify and generate self-perception of knowledge(or lack thereof) about STDs, as well as evaluate the interest of the students in a course on the topic. The data collection instrument was a questionnaire sent electronically to students about to graduate at the end of 2011 and to freshmen in 2012. The questionnaire was answered by 1,448 seniors and 371 freshmen. Twenty percent of seniors and 38% of freshmen had no sexual activity. Among sexually active students, 26.9% had no regular partner and 28.2% more than two partners per year. The condom was used by 99% of students, but less than 20% used them appropriately. About 80% were unaware that condoms do not provide protection outside the barrier area; they intended to read more about STDs and learnt something about the subject. Nearly half of the students considered that a course should be offered to all undergraduates. These findings will be of use in defining strategies for prevention and the teaching tool could be used in other learning environments. <![CDATA[O valor da inovação: criar o futuro do sistema de saúde]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232016000601985&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Doenças sexualmente transmissíveis (DST) são a principal causa global de doença aguda e morte e representam elevado custo socioeconômico. Universitários são altamente expostos. A pesquisa desenvolvida na Unicamp teve como objetivo quantificar e gerar autopercepção do (des)conhecimento sobre as DST, além de avaliar o interesse em uma disciplina sobre o tema. O instrumento de coleta de dados foi o questionário enviado eletronicamente aos graduandos do final de 2011 e aos alunos recém-ingressos em 2012. Responderam o questionário 1.448 veteranos e 371 calouros. Não tinham tido atividade sexual 20% dos veteranos e 38% dos calouros. Dos alunos que já haviam tido, 26,9% não tinham parceria fixa e 28,2%, mais que duas parcerias/ano. O preservativo foi usado por 99% dos alunos, mas menos de 20% deles faziam uso adequado. Cerca de 80% não sabiam que o preservativo não protege fora da área de barreira; pretendiam ler mais sobre DST e aprenderam algo sobre o assunto. Quase a metade julgou que uma disciplina deveria ser oferecida a todos os graduandos. Estes dados serão úteis para definir estratégias de prevenção e o instrumento didático poderá ser utilizado em outros ambientes de ensino.<hr/>Abstract Sexually transmitted diseases (STDs) are the main global cause of acute illness and death and represent a high socioeconomic cost. Undergraduate students are highly exposed to STDs. The research developed at UNICAMP sought to quantify and generate self-perception of knowledge(or lack thereof) about STDs, as well as evaluate the interest of the students in a course on the topic. The data collection instrument was a questionnaire sent electronically to students about to graduate at the end of 2011 and to freshmen in 2012. The questionnaire was answered by 1,448 seniors and 371 freshmen. Twenty percent of seniors and 38% of freshmen had no sexual activity. Among sexually active students, 26.9% had no regular partner and 28.2% more than two partners per year. The condom was used by 99% of students, but less than 20% used them appropriately. About 80% were unaware that condoms do not provide protection outside the barrier area; they intended to read more about STDs and learnt something about the subject. Nearly half of the students considered that a course should be offered to all undergraduates. These findings will be of use in defining strategies for prevention and the teaching tool could be used in other learning environments. <![CDATA[A Política Pública como campo multidisciplinar]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232016000601987&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Doenças sexualmente transmissíveis (DST) são a principal causa global de doença aguda e morte e representam elevado custo socioeconômico. Universitários são altamente expostos. A pesquisa desenvolvida na Unicamp teve como objetivo quantificar e gerar autopercepção do (des)conhecimento sobre as DST, além de avaliar o interesse em uma disciplina sobre o tema. O instrumento de coleta de dados foi o questionário enviado eletronicamente aos graduandos do final de 2011 e aos alunos recém-ingressos em 2012. Responderam o questionário 1.448 veteranos e 371 calouros. Não tinham tido atividade sexual 20% dos veteranos e 38% dos calouros. Dos alunos que já haviam tido, 26,9% não tinham parceria fixa e 28,2%, mais que duas parcerias/ano. O preservativo foi usado por 99% dos alunos, mas menos de 20% deles faziam uso adequado. Cerca de 80% não sabiam que o preservativo não protege fora da área de barreira; pretendiam ler mais sobre DST e aprenderam algo sobre o assunto. Quase a metade julgou que uma disciplina deveria ser oferecida a todos os graduandos. Estes dados serão úteis para definir estratégias de prevenção e o instrumento didático poderá ser utilizado em outros ambientes de ensino.<hr/>Abstract Sexually transmitted diseases (STDs) are the main global cause of acute illness and death and represent a high socioeconomic cost. Undergraduate students are highly exposed to STDs. The research developed at UNICAMP sought to quantify and generate self-perception of knowledge(or lack thereof) about STDs, as well as evaluate the interest of the students in a course on the topic. The data collection instrument was a questionnaire sent electronically to students about to graduate at the end of 2011 and to freshmen in 2012. The questionnaire was answered by 1,448 seniors and 371 freshmen. Twenty percent of seniors and 38% of freshmen had no sexual activity. Among sexually active students, 26.9% had no regular partner and 28.2% more than two partners per year. The condom was used by 99% of students, but less than 20% used them appropriately. About 80% were unaware that condoms do not provide protection outside the barrier area; they intended to read more about STDs and learnt something about the subject. Nearly half of the students considered that a course should be offered to all undergraduates. These findings will be of use in defining strategies for prevention and the teaching tool could be used in other learning environments.