Scielo RSS <![CDATA[Ciência & Saúde Coletiva]]> http://www.scielosp.org/rss.php?pid=1413-812320070003&lang=en vol. 12 num. 3 lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielosp.org/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielosp.org <![CDATA[<B>Information and information technology in health</B>: <B>need for creative breaks?</B>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232007000300001&lng=en&nrm=iso&tlng=en <![CDATA[<B>Information and information technology in health</B>: <B>contemporary health kaleidoscope</B>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232007000300002&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este ensaio assume como pressuposto que as atuais práticas e saberes de Informação e Informática em Saúde não dão conta da complexidade dos processos de saúde/doença/cuidado e dos problemas contemporâneos a serem superados, constituindo-se em um dos limitantes para a ampliação da capacidade de resposta do Estado brasileiro. Tem por objetivos aprofundar a compreensão da gênese e dos determinantes desses limites e analisar alternativas para sua superação que dependem menos de iniciativas pontuais internas ao campo da informação e mais, dentre outras, da adoção de novos referenciais, a começar pelo significado e conceito de Saúde. Identifica a existência de um 'intercampo de informação e informática em saúde' que se consubstancia tanto a partir de uma epistemologia que tenha por referencial a abordagem transdisciplinar, quanto da consolidação de um processo político-histórico de construção institucional, espaço portador de potência e relevância: intercampo político-epistemológico. Desenvolve essa análise através de estudo exploratório dos processos sociopolíticos e epistemológicos presentes na construção histórica das redes de informação em saúde constituídas pela C&T em saúde, pelos sistemas e serviços de saúde e pelas informações sociais, políticas e econômicas.<hr/>This essay is based on the assumption that current practices and knowledge of Information and Information Technology in Health are unable to deal with the complexity of the health/disease/care processes and contemporary problems that must be overcome, curbing the expansion of the response capacity of the Brazilian State. It aims to further explore the understanding of the roots and determining factors behind these constraints, analyzing alternatives for confronting them that depend less on location-specific initiatives in the field of information and more - among others - on the adoption of new benchmarks, starting with the meaning and concept of Health. It identifies the existence of an 'information and information technology interfield' that arises from an epistemology based on a transdisciplinary approach, as well as the consolidation of a political and historical process of institutional construction, an area endowed with power and relevance: a political-epistemological interfield. The analysis goes on through an exploratory study of the social, political and epistemological processes found in the historical construction health information networks established by Science and Technology in health, as well as by healthcare systems and services, in addition to social, political and economic information. <![CDATA[<B>Health policy and information</B>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232007000300003&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este ensaio assume como pressuposto que as atuais práticas e saberes de Informação e Informática em Saúde não dão conta da complexidade dos processos de saúde/doença/cuidado e dos problemas contemporâneos a serem superados, constituindo-se em um dos limitantes para a ampliação da capacidade de resposta do Estado brasileiro. Tem por objetivos aprofundar a compreensão da gênese e dos determinantes desses limites e analisar alternativas para sua superação que dependem menos de iniciativas pontuais internas ao campo da informação e mais, dentre outras, da adoção de novos referenciais, a começar pelo significado e conceito de Saúde. Identifica a existência de um 'intercampo de informação e informática em saúde' que se consubstancia tanto a partir de uma epistemologia que tenha por referencial a abordagem transdisciplinar, quanto da consolidação de um processo político-histórico de construção institucional, espaço portador de potência e relevância: intercampo político-epistemológico. Desenvolve essa análise através de estudo exploratório dos processos sociopolíticos e epistemológicos presentes na construção histórica das redes de informação em saúde constituídas pela C&T em saúde, pelos sistemas e serviços de saúde e pelas informações sociais, políticas e econômicas.<hr/>This essay is based on the assumption that current practices and knowledge of Information and Information Technology in Health are unable to deal with the complexity of the health/disease/care processes and contemporary problems that must be overcome, curbing the expansion of the response capacity of the Brazilian State. It aims to further explore the understanding of the roots and determining factors behind these constraints, analyzing alternatives for confronting them that depend less on location-specific initiatives in the field of information and more - among others - on the adoption of new benchmarks, starting with the meaning and concept of Health. It identifies the existence of an 'information and information technology interfield' that arises from an epistemology based on a transdisciplinary approach, as well as the consolidation of a political and historical process of institutional construction, an area endowed with power and relevance: a political-epistemological interfield. The analysis goes on through an exploratory study of the social, political and epistemological processes found in the historical construction health information networks established by Science and Technology in health, as well as by healthcare systems and services, in addition to social, political and economic information. <![CDATA[<B>Public health kaleidoscope</B>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232007000300004&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este ensaio assume como pressuposto que as atuais práticas e saberes de Informação e Informática em Saúde não dão conta da complexidade dos processos de saúde/doença/cuidado e dos problemas contemporâneos a serem superados, constituindo-se em um dos limitantes para a ampliação da capacidade de resposta do Estado brasileiro. Tem por objetivos aprofundar a compreensão da gênese e dos determinantes desses limites e analisar alternativas para sua superação que dependem menos de iniciativas pontuais internas ao campo da informação e mais, dentre outras, da adoção de novos referenciais, a começar pelo significado e conceito de Saúde. Identifica a existência de um 'intercampo de informação e informática em saúde' que se consubstancia tanto a partir de uma epistemologia que tenha por referencial a abordagem transdisciplinar, quanto da consolidação de um processo político-histórico de construção institucional, espaço portador de potência e relevância: intercampo político-epistemológico. Desenvolve essa análise através de estudo exploratório dos processos sociopolíticos e epistemológicos presentes na construção histórica das redes de informação em saúde constituídas pela C&T em saúde, pelos sistemas e serviços de saúde e pelas informações sociais, políticas e econômicas.<hr/>This essay is based on the assumption that current practices and knowledge of Information and Information Technology in Health are unable to deal with the complexity of the health/disease/care processes and contemporary problems that must be overcome, curbing the expansion of the response capacity of the Brazilian State. It aims to further explore the understanding of the roots and determining factors behind these constraints, analyzing alternatives for confronting them that depend less on location-specific initiatives in the field of information and more - among others - on the adoption of new benchmarks, starting with the meaning and concept of Health. It identifies the existence of an 'information and information technology interfield' that arises from an epistemology based on a transdisciplinary approach, as well as the consolidation of a political and historical process of institutional construction, an area endowed with power and relevance: a political-epistemological interfield. The analysis goes on through an exploratory study of the social, political and epistemological processes found in the historical construction health information networks established by Science and Technology in health, as well as by healthcare systems and services, in addition to social, political and economic information. <![CDATA[<B>Tower of Babel effect</B>: <B>between the core, the field of knowledge and praxis management: between crystallized identity and post-modern fusion</B>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232007000300005&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este ensaio assume como pressuposto que as atuais práticas e saberes de Informação e Informática em Saúde não dão conta da complexidade dos processos de saúde/doença/cuidado e dos problemas contemporâneos a serem superados, constituindo-se em um dos limitantes para a ampliação da capacidade de resposta do Estado brasileiro. Tem por objetivos aprofundar a compreensão da gênese e dos determinantes desses limites e analisar alternativas para sua superação que dependem menos de iniciativas pontuais internas ao campo da informação e mais, dentre outras, da adoção de novos referenciais, a começar pelo significado e conceito de Saúde. Identifica a existência de um 'intercampo de informação e informática em saúde' que se consubstancia tanto a partir de uma epistemologia que tenha por referencial a abordagem transdisciplinar, quanto da consolidação de um processo político-histórico de construção institucional, espaço portador de potência e relevância: intercampo político-epistemológico. Desenvolve essa análise através de estudo exploratório dos processos sociopolíticos e epistemológicos presentes na construção histórica das redes de informação em saúde constituídas pela C&T em saúde, pelos sistemas e serviços de saúde e pelas informações sociais, políticas e econômicas.<hr/>This essay is based on the assumption that current practices and knowledge of Information and Information Technology in Health are unable to deal with the complexity of the health/disease/care processes and contemporary problems that must be overcome, curbing the expansion of the response capacity of the Brazilian State. It aims to further explore the understanding of the roots and determining factors behind these constraints, analyzing alternatives for confronting them that depend less on location-specific initiatives in the field of information and more - among others - on the adoption of new benchmarks, starting with the meaning and concept of Health. It identifies the existence of an 'information and information technology interfield' that arises from an epistemology based on a transdisciplinary approach, as well as the consolidation of a political and historical process of institutional construction, an area endowed with power and relevance: a political-epistemological interfield. The analysis goes on through an exploratory study of the social, political and epistemological processes found in the historical construction health information networks established by Science and Technology in health, as well as by healthcare systems and services, in addition to social, political and economic information. <![CDATA[<B>Info-interdisciplinary kaleidoscope</B>: <B>midfield discourse</B>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232007000300006&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este ensaio assume como pressuposto que as atuais práticas e saberes de Informação e Informática em Saúde não dão conta da complexidade dos processos de saúde/doença/cuidado e dos problemas contemporâneos a serem superados, constituindo-se em um dos limitantes para a ampliação da capacidade de resposta do Estado brasileiro. Tem por objetivos aprofundar a compreensão da gênese e dos determinantes desses limites e analisar alternativas para sua superação que dependem menos de iniciativas pontuais internas ao campo da informação e mais, dentre outras, da adoção de novos referenciais, a começar pelo significado e conceito de Saúde. Identifica a existência de um 'intercampo de informação e informática em saúde' que se consubstancia tanto a partir de uma epistemologia que tenha por referencial a abordagem transdisciplinar, quanto da consolidação de um processo político-histórico de construção institucional, espaço portador de potência e relevância: intercampo político-epistemológico. Desenvolve essa análise através de estudo exploratório dos processos sociopolíticos e epistemológicos presentes na construção histórica das redes de informação em saúde constituídas pela C&T em saúde, pelos sistemas e serviços de saúde e pelas informações sociais, políticas e econômicas.<hr/>This essay is based on the assumption that current practices and knowledge of Information and Information Technology in Health are unable to deal with the complexity of the health/disease/care processes and contemporary problems that must be overcome, curbing the expansion of the response capacity of the Brazilian State. It aims to further explore the understanding of the roots and determining factors behind these constraints, analyzing alternatives for confronting them that depend less on location-specific initiatives in the field of information and more - among others - on the adoption of new benchmarks, starting with the meaning and concept of Health. It identifies the existence of an 'information and information technology interfield' that arises from an epistemology based on a transdisciplinary approach, as well as the consolidation of a political and historical process of institutional construction, an area endowed with power and relevance: a political-epistemological interfield. The analysis goes on through an exploratory study of the social, political and epistemological processes found in the historical construction health information networks established by Science and Technology in health, as well as by healthcare systems and services, in addition to social, political and economic information. <![CDATA[<B>Information, health, transdisciplinarity and the construction of a social epistemology</B>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232007000300007&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este ensaio assume como pressuposto que as atuais práticas e saberes de Informação e Informática em Saúde não dão conta da complexidade dos processos de saúde/doença/cuidado e dos problemas contemporâneos a serem superados, constituindo-se em um dos limitantes para a ampliação da capacidade de resposta do Estado brasileiro. Tem por objetivos aprofundar a compreensão da gênese e dos determinantes desses limites e analisar alternativas para sua superação que dependem menos de iniciativas pontuais internas ao campo da informação e mais, dentre outras, da adoção de novos referenciais, a começar pelo significado e conceito de Saúde. Identifica a existência de um 'intercampo de informação e informática em saúde' que se consubstancia tanto a partir de uma epistemologia que tenha por referencial a abordagem transdisciplinar, quanto da consolidação de um processo político-histórico de construção institucional, espaço portador de potência e relevância: intercampo político-epistemológico. Desenvolve essa análise através de estudo exploratório dos processos sociopolíticos e epistemológicos presentes na construção histórica das redes de informação em saúde constituídas pela C&T em saúde, pelos sistemas e serviços de saúde e pelas informações sociais, políticas e econômicas.<hr/>This essay is based on the assumption that current practices and knowledge of Information and Information Technology in Health are unable to deal with the complexity of the health/disease/care processes and contemporary problems that must be overcome, curbing the expansion of the response capacity of the Brazilian State. It aims to further explore the understanding of the roots and determining factors behind these constraints, analyzing alternatives for confronting them that depend less on location-specific initiatives in the field of information and more - among others - on the adoption of new benchmarks, starting with the meaning and concept of Health. It identifies the existence of an 'information and information technology interfield' that arises from an epistemology based on a transdisciplinary approach, as well as the consolidation of a political and historical process of institutional construction, an area endowed with power and relevance: a political-epistemological interfield. The analysis goes on through an exploratory study of the social, political and epistemological processes found in the historical construction health information networks established by Science and Technology in health, as well as by healthcare systems and services, in addition to social, political and economic information. <![CDATA[<B>The authors reply</B>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232007000300008&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este ensaio assume como pressuposto que as atuais práticas e saberes de Informação e Informática em Saúde não dão conta da complexidade dos processos de saúde/doença/cuidado e dos problemas contemporâneos a serem superados, constituindo-se em um dos limitantes para a ampliação da capacidade de resposta do Estado brasileiro. Tem por objetivos aprofundar a compreensão da gênese e dos determinantes desses limites e analisar alternativas para sua superação que dependem menos de iniciativas pontuais internas ao campo da informação e mais, dentre outras, da adoção de novos referenciais, a começar pelo significado e conceito de Saúde. Identifica a existência de um 'intercampo de informação e informática em saúde' que se consubstancia tanto a partir de uma epistemologia que tenha por referencial a abordagem transdisciplinar, quanto da consolidação de um processo político-histórico de construção institucional, espaço portador de potência e relevância: intercampo político-epistemológico. Desenvolve essa análise através de estudo exploratório dos processos sociopolíticos e epistemológicos presentes na construção histórica das redes de informação em saúde constituídas pela C&T em saúde, pelos sistemas e serviços de saúde e pelas informações sociais, políticas e econômicas.<hr/>This essay is based on the assumption that current practices and knowledge of Information and Information Technology in Health are unable to deal with the complexity of the health/disease/care processes and contemporary problems that must be overcome, curbing the expansion of the response capacity of the Brazilian State. It aims to further explore the understanding of the roots and determining factors behind these constraints, analyzing alternatives for confronting them that depend less on location-specific initiatives in the field of information and more - among others - on the adoption of new benchmarks, starting with the meaning and concept of Health. It identifies the existence of an 'information and information technology interfield' that arises from an epistemology based on a transdisciplinary approach, as well as the consolidation of a political and historical process of institutional construction, an area endowed with power and relevance: a political-epistemological interfield. The analysis goes on through an exploratory study of the social, political and epistemological processes found in the historical construction health information networks established by Science and Technology in health, as well as by healthcare systems and services, in addition to social, political and economic information. <![CDATA[<B>Public scientific knowledge distribution in health information, communication and information technology indexed in MEDLINE and LILACS databases</B>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232007000300009&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este artigo apresenta estudo exploratório sobre a distribuição da produção científica internacional, regional e nacional na área de informação e comunicação em saúde, referenciada nas bases de dados MEDLINE e LILACS, de 1996 a 2005. Para a seleção dos artigos, foi usada a estrutura hierárquica do vocabulário DeCS na área de Ciência da Informação. Foram determinados quatro domínios específicos: informação em saúde, informática médica, comunicação científica em saúde e comunicação em saúde. As variáveis analisadas foram: os assuntos e periódicos mais representativos, a produção por país de afiliação dos autores e por país de publicação e os idiomas, em ambas as bases de dados. Cerca de 5% dos artigos correspondeu à categoria Ciência da Informação. Os quatro domínios tiveram aumento relativo anual em MEDLINE. O domínio Informática Médica foi o que apresentou maior número de registros em MEDLINE, representando pouco mais da metade de todos os artigos indexados. A importância da Ciência da Informação é mais visível nas publicações dos países desenvolvidos e os resultados confirmaram a predominância dos Estados Unidos e o crescimento significativo da produção científica da China e Coréia do Sul e, em menor escala, do Brasil.<hr/>This study explores the distribution of international, regional and national scientific output in health information and communication, indexed in the MEDLINE and LILACS databases, between 1996 and 2005. A selection of articles was based on the hierarchical structure of Information Science in MeSH vocabulary. Four specific domains were determined: health information, medical informatics, scientific communications on healthcare and healthcare communications. The variables analyzed were: most-covered subjects and journals, author affiliation and publication countries and languages, in both databases. The Information Science category is represented in nearly 5% of MEDLINE and LILACS articles. The four domains under analysis showed a relative annual increase in MEDLINE. The Medical Informatics domain showed the highest number of records in MEDLINE, representing about half of all indexed articles. The importance of Information Science as a whole is more visible in publications from developed countries and the findings indicate the predominance of the United States, with significant growth in scientific output from China and South Korea and, to a lesser extent, Brazil. <![CDATA[<B>Training in public health policies and mastery of information for professional development</B>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232007000300010&lng=en&nrm=iso&tlng=en O trabalho aborda a formação pós-graduada na área de políticas públicas e saúde do Programa de Pós-Graduação em Saúde Pública/ENSP. Objetiva rever o processo de constituição histórica dessa área enquanto prática política e área de conhecimento voltada a profissionalizar sujeitos envolvidos com a formulação, implementação e avaliação de políticas. Descreve a experiência de desenvolvimento da área de concentração com base na análise documental produzida pela Pós-graduação da ENSP e formadores da área, sistematizado em ementas disciplinares que traduzem objetivos, conteúdo programático e propostas pedagógicas utilizadas ao longo do tempo. Parte de uma concepção de políticas públicas comprometida com o aperfeiçoamento da democracia no contexto de emergência e desenvolvimento da função estatal de saúde no Brasil e indica a exigência de renovação permanente na formação de especialistas neste campo interdisciplinar. Considera essencial a modernização de métodos e técnicas de investigação articulada ao avanço da área da informação em saúde e da informática. Observa uma transição de certo isolamento e pouco diálogo da área de concentração no Programa, para um foco maior na Saúde Pública e abordagens metodológicas complexas correspondentes aos objetos construídos.<hr/>This paper analyses the Public Policies and Health Course offered by the Graduate Studies Program at the National School of Public Health, Brazil. Its purpose is to review the historical constitution of this area as policy praxis and a field of knowledge designed to train specialists engaged in policy formulation implementation and evaluation. It describes the course development experience, based on an analysis of the documents produced by the Graduate Studies Coordination in this area, systematized in alterations to subjects that reflect the educational objectives, contents and proposals deployed over time. Grounded on a concept of Government policies committed to fine-turning democracy within the context of the emergence and development of the state healthcare function in Brazil, it indicates the need for permanent renewal of training systems for specialists in this field. The modernization of research methods and techniques is crucial, closely linked to progress in the field of healthcare data and information technology. A shift is noted, moving away from a certain isolation and lack of dialog in the Program area towards a tighter focus on Public Health and complex methodological approaches that correspond to the constructed objects. <![CDATA[<B>Information technology for health education</B>: <B>two revisions and a proposal</B>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232007000300011&lng=en&nrm=iso&tlng=en Neste artigo realizam-se duas revisões: a primeira discute a incorporação de tecnologias de informação na saúde e na educação. A segunda apresenta uma revisão de conceitos tecnológicos aplicáveis na Educação na Saúde. O objetivo é evidenciar a pertinência de incorporação de tecnologias de informação em projetos institucionais de formação de profissionais para o Sistema Único de Saúde brasileiro, em larga escala, e apresentar dispositivos materiais e políticos para processos de ensino-aprendizagem em saúde que favoreçam o compartilhamento de conteúdos, a reutilização de materiais educativos e a interdisciplinaridade. Como resultado, ilustram-se possibilidades de adoção de padrões e do desenvolvimento de objetos de aprendizagem, tecnologias aplicáveis para a criação, distribuição e gestão de conteúdos. Na dimensão política, destacam-se liderança institucional e redes de cooperação como os elementos estruturantes para a articulação de esforços de instituições acadêmicas, centros de formação e serviços para a criação coletiva de uma base tecnológica para a Educação na Saúde.<hr/>This paper presents two revisions: one discusses the absorption of information technologies in Health and Education; the other presents a revision of technological concepts applicable to professional healthcare education. The objectives are to demonstrate the relevance of including these technologies in large-scale institutional training projects for healthcare practitioners in Brazil's National Health System, presenting material and political devices for teaching-learning processes that foster the sharing of content, the reusability of educational materials and interdisciplinarity. This paper thus illustrates the possibilities of adopting standards and the development of learning objects as content creation, distribution and management technologies. In the political sphere, institutional leadership and cooperation networks are highlighted as key elements for clustering the efforts of academic institutions, training centers and services for collectively building up a Healthcare Education Technology base. <![CDATA[<B>Government management and society</B>: <B>information, technology and scientific output</B>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232007000300012&lng=en&nrm=iso&tlng=en A complexidade das tarefas governamentais na atualidade sugere que processos de interação virtual, capazes de agilizar a circulação e troca de informações entre governos e sociedade nos espaços de produção de políticas públicas, podem contribuir para intervenções mais resolutivas e sintonizadas com a heterogeneidade e diversidade dos problemas sociais. Proliferam iniciativas inovadoras de gestão governamental participativa e de extensão do controle público sobre as ações dos governos, mediadas pelas tecnologias de informação. O artigo examina este campo temático, identificando questões para a melhor delimitação e qualificação de iniciativas desta natureza nos espaços de gestão estatal, à luz da experiência das autoras na condução de um projeto institucional orientado a potenciar política, técnica e comunicativamente a participação da sociedade no debate sobre a implementação do Sistema Único de Saúde. A partir de literatura sobre as relações entre informação, tecnologia, desenvolvimento e democracia, especialmente no campo da gestão social, examina aspectos a considerar para que experiências de interatividade entre governo e sociedade, mediadas pelo conhecimento científico, contribuam para mais transparência e pluralidade de visões na gestão governamental.<hr/>The complexity of government tasks today suggests that virtual interaction processes that could streamline flows and exchanges of information between governments and society in public policymaking may contribute to more effective intervention that is more closely attuned to the heterogeneity and diversity of social problems. Innovative participatory government administration initiatives have proliferated, together with the extension of public control over government actions, handled through by information technologies. Exploring this field, this paper identifies some key issues for better demarcation and qualification of such initiatives in public sector management, based on the authors' own experience in leading an institutional project designed to empower the political, technical, and communicative participation of society in discussions of the implementation of the Unified National Health System in Brazil. Based on a review of the literature analyzing the links among information, technology, development, and democracy, and particularly with regard to social management, this paper systematizes aspects for consideration drawn from in experiences of interactions between government and society, mediated by scientific knowledge, fostering greater transparency and plurality of views in government management. <![CDATA[<B>Justice, law and epidemiological data bases</B>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232007000300013&lng=en&nrm=iso&tlng=en A compreensão das características do direito do século XXI, que enfrenta uma crise de legitimidade, e das grandes linhas que definem o relacionamento entre a sociedade e a ciência nesse século, marcado pelo risco e, conseqüentemente, pelo medo, sustentam a busca do justo equilíbrio entre a proteção individual e o desenvolvimento coletivo empreendida. Esse exercício foi realizado tendo como objeto os bancos de dados epidemiológicos. Examinou-se o interesse social, que pretende ter à disposição bancos de dados com as mais completas informações sobre todos os aspectos da vida das pessoas, e o interesse individual, que espera o máximo respeito à esfera da vida privada de cada membro da sociedade. Conclui-se que o direito na "sociedade do risco" demanda a construção de mecanismos que permitam a decisão e o controle públicos, de todos os cidadãos, a respeito do grau de risco que pretendem correr. No caso em exame, comissões de cidadãos, peritos e populares deveriam opinar sobre a construção, a alimentação e o uso dos bancos de dados. Nesse caso, seria importante, também, tornar acessível para todos os operadores do sistema jurídico as informações relativas a tais temas do direito sanitário.<hr/>An understanding of the characteristics of the law in the XXI century, facing a crisis of legitimacy characterized by risk and thus fear as the main lines defining the relationship between the society and science blur, supports the quest for a fair balance between individual protection and public development. This exercise was conducted with epidemiological data bases as its purpose. The interests of society that require data bases to be made available with full information on all aspects of people's lives were examined, in parallel to individual interests that demand the utmost respect for the private life of each member of society. The conclusion is that, in a risk society, the law requires the construction of mechanisms that allow public decision and control by all citizens of level of risk they are willing to accept. For the matter under examination, committees of citizens and experts, as well as grassroots groups, should decide on the construction, inputs and use of data bases. It would also be important to provide all practitioners within the legal system with information related to such subjects as health law. <![CDATA[<B>Quality analysis of Brazilian vital statistics</B>: <B>the experience of implementing the SIM and SINASC systems</B>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232007000300014&lng=en&nrm=iso&tlng=en Sabe-se que um dos fins da informação é fornecer subsídios para ações adequadas, em cada setor. Há cerca de trinta anos, sistemas de informação vêm sendo criados pelo Ministério da Saúde. Objetivo: mostrar a evolução dos Sistemas de Informações sobre Mortalidade e Nascidos Vivos, desde a concepção, implantação (respectivamente, 1975 e 1989), até sua avaliação. Os Sistemas foram concebidos para suprir falhas do Registro Civil e permitir conhecer o perfil epidemiológico em todo o país. Este registro é ato jurídico e as anotações referem-se a dados necessários à comprovação legal do evento; à área de saúde faltavam informações sobre esses eventos e suas características relacionadas à saúde. Mostram-se avaliações quantitativas e qualitativas dos sistemas, feitas em níveis federal, estadual e municipal, visando medir a fidedignidade e as limitações dos dados. Conclui-se que os Sistemas vêm melhorando acentuadamente e, para o futuro, espera-se que a captação dos eventos, em ambos, aproxime-se de 100%, com adequada qualidade.<hr/>One of the main purposes of health information is to help administrative staff and health planners take the best possible decisions for promoting the wellbeing of society. Since 1970, the Brazilian Ministry of Health has been developing and organizing Health Information Systems. This paper presents the progress of the Mortality Information System and the Live Birth Information System since they were first established, building up historical series with accurate figures for these vital events. Their positive and negative aspects are analyzed through quantitative and qualitative evaluations. Steadily improving, they are expected to attain full coverage and adequate quality in the near future. <![CDATA[<B>Information use in public hospital management</B>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232007000300015&lng=en&nrm=iso&tlng=en Analisa-se a utilização da informação para a tomada de decisão, segundo a visão dos diretores e dos responsáveis pela área de informações dos 24 hospitais públicos estaduais da administração direta da Região Metropolitana de São Paulo, assim como alguns aspectos relativos aos sistemas de informação existentes. Os resultados mostram que esses hospitais produzem um considerável volume de dados, embora com lacunas importantes, e que muitos gestores desconhecem a existência de tais informações ou não as utilizam adequadamente para subsidiar a gestão hospitalar.<hr/>This study investigates managerial perceptions of the use of information in health management and planning in 24 Public Hospitals in the São Paulo Metropolitan Region, analyzing its usefulness for the decision-making process. In addition, some characteristics of the existing information system are studied. The findings show that ample amounts of information and data are available in the hospitals covered by this study, despite some gaps, and that managers do not know about the existing data and do not use this information to guide hospital management. <![CDATA[<B>Monitoring inequalities in health</B>: <B>meanings and strengths of information sources</B>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232007000300016&lng=en&nrm=iso&tlng=en O artigo busca desenvolver a reflexão conceitual sobre desigualdades sociais e iniqüidades em saúde articulada à discussão de dimensões de análise, indicadores e fontes de dados a serem privilegiadas na caracterização de perfis e tendências no Brasil. Nesta direção, o texto enfatiza a necessidade de aprofundar o debate acerca das desigualdades sociais, identificando as variações na situação de saúde a partir do conceito de vulnerabilidade diferencial e os parâmetros a serem considerados na busca de informação estratégica para a formulação, implementação, monitoramento e avaliação de políticas públicas na área.<hr/>This paper presents a conceptual analysis of inequalities in healthcare associated with the discussion of dimensions, indicators and data sources that are crucial for understanding major trends within the Brazilian context. From this standpoint, the text emphasizes the importance of in-depth discussions of social inequalities, identifying changes in healthcare conditions using the concept of differential vulnerability and the parameters that should be considered in the quest for strategic information required to draw up, implement, monitor and assess healthcare policies in this area. <![CDATA[<B>The social division of the city and the health promotion</B>: <B>the importance of new information and decoupage levels</B>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232007000300017&lng=en&nrm=iso&tlng=en O artigo põe em destaque as complexas relações entre a noção sociológica de segregação socioespacial, a pobreza urbana e a chamada promoção da saúde, sugerindo temas de pesquisa que possam contribuir para uma análise mais elaborada da realidade social brasileira prevalente nos contextos da saúde pública, com vistas a apoiar a decisão em saúde. Primeiramente, são assinalados os principais aspectos do problema da divisão social nas grandes cidades, do ponto de vista histórico-sociológico. Em seguida, discutem-se, analiticamente, as imprecisões e problemas envolvidos na chamada noção de segregação, tendo sempre como referência o debate da sociologia urbana. A importância de novas informações e outros níveis de decupagem do tecido social, face à problemática da dita promoção de saúde, também é abordada, concluindo-se com a indicação de quatro temas que podem constituir-se em pauta investigativa, a saber: análise das estruturas da segregação socioespacial; comparação das estruturas sociais e das práticas de socialização nos bairros pobres; o estudo das classes médias e sua distribuição espacial; e as políticas públicas e a regulação da segregação e das desigualdades urbanas.<hr/>The article examines the complex relationships among the sociological concept of socio-spatial segregation, urban poverty and health promotion, suggesting research topics that could contribute to a detailed analysis of the Brazilian social reality within the public health context, underpinning decisions on healthcare. Initially, the main aspects of the social division problems in major cities are examined from the historical and sociological viewpoints. The inaccuracies and problems related to the concept of segregation are then discussed analytically, referenced to discussions of urban sociology. The importance of new information and the decoupage of other levels of social ties are also addressed, taking the problems of health promotion into account. Finally, four themes are listed that might well constitute a research agenda: analysis of socio-spatial segregation structures; comparison of social structures and socialization practices in poverty-stricken neighborhoods; a study of the middle class and its space distribution; and Government policies, regulations curtailing segregation and urban inequalities. <![CDATA[<B>The strategic importance of health information for social control</B>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232007000300018&lng=en&nrm=iso&tlng=en O artigo trata da nova forma de relacionamento entre Estado e sociedade a partir da década de 80, na realidade brasileira. Destacam-se os conselhos de saúde que atuam na formulação de estratégias e no controle da execução da Política de Saúde. Analisa as Políticas de Informação em saúde para o exercício do controle social e contribui para ampliar o acesso dos conselhos de saúde a essas políticas em seus diferentes níveis de complexidade, à luz do princípio da integralidade e da atenção à saúde. O Conselho Nacional de Saúde tem contribuído nesse processo através de sua Comissão Intersetorial de Comunicação e Informação em Saúde, que foi reativada em 2005. Para tanto, foram realizados Seminários Regionais Descentralizados e um Seminário Nacional para discutir a construção do Pacto pela Democratização e Qualidade da Comunicação e Informação em Saúde. Foram analisadas as propostas apresentadas pelos conselhos de saúde, entre as quais destacam-se: estabelecer indicadores para avaliar/acompanhar a qualidade da informação e publicizar os direitos dos usuários no SUS.<hr/>This paper discusses the relationship between the State and Brazilian society since the early 1980s. Particularly noteworthy are the Healthcare Councils that draw up strategies and controls for implementing Healthcare Policies. It also analyzes healthcare information policies for deploying social controls and helps extend the access of these Councils to these policies at various levels of complexity, based on the principle of all-round healthcare. Brazil's National Health Council has contributed to this process through its Intersector Healthcare Communication and Information Commission, which was brought back into operation in 2005. To do so, Decentralized Regional Seminars were held, as well as a National Seminar, discussing the construction of a Pact for the Democratization and Quality of Health Communication and Information. The proposals presented by the Health Councils were analyzed, with the outstanding being the establishment of indicators to evaluate and oversee information quality and publicizing the rights of the users of Brazil's National Health System (SUS). <![CDATA[<B>The Chernobyl accident 20 years on</B>: <B>an assessment of the health consequences and the international response</B>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232007000300019&lng=en&nrm=iso&tlng=en Twenty years after the Chernobyl accident the WHO and the International Atomic Energy Authority issued a reassuring statement about the consequences. Our objectives in this study were to evaluate the health impact of the Chernobyl accident, assess the international response to the accident, and consider how to improve responses to future accidents. So far, radiation to the thyroid from radioisotopes of iodine has caused several thousand cases of thyroid cancer but very few deaths; exposed children were most susceptible. The focus on thyroid cancer has diverted attention from possible nonthyroid effects. The international response to the accident was inadequate and uncoordinated, and has been unjustifiably reassuring. Accurate assessment in future health effects is not currently possible in the light of dose uncertainties, current debates over radiation actions, and the lessons from the late consequences of atomic bomb exposure. Because of the uncertainties from and the consequences of the accident, it is essential that investigations of its effects should be broadened and supported for the long term. The United Nations should initiate an independent review of the actions and assignments of the agencies concerned, with recommendations for dealing with future international-scale accidents. These should involve independent scientists and ensure cooperation rather than rivalry.<hr/>Vinte anos após o acidente de Chernobyl ocorrido em 1986, a OMS e a Autoridade Internacional sobre Energia Atômica lançaram um relatório sobre as conseqüências desse desastre. Nosso objetivo neste estudo é avaliar o impacto de tal acidente sobre a saúde e a reação internacional sobre o ocorrido, além de considerar se é possível melhorar as respostas em futuros desastres. Observamos que a radiação sobre a tireóide, proveniente de radioisótopos de iodo, causou milhares de casos de câncer, mas poucas mortes; as crianças expostas foram as mais suscetíveis. O foco no câncer de tireóide, porém, distraiu a atenção de especialistas sobre outros possíveis efeitos. A resposta internacional ao acidente foi inadequada, descoordenada e injustificavelmente tranqüilizadora. Acurada avaliação sobre efeitos futuros nem sempre é possível por causa de uma certa dose de incertezas frente ao estágio atual dos debates sobre radiação. É essencial que investigações sobre efeitos e conseqüências do desastre possam ser socializadas e apoiadas por um longo período de tempo. Por causa das inadequadas respostas internacionais ao problema, a ONU deveria iniciar uma revisão independente a respeito das ações e responsabilidades das agências, com recomendações de como agir em futuros desastres. Isso deveria envolver cientistas independentes e não que atuassem em competição. <![CDATA[<B>Information technology and hospital care</B>: <B>reflection on the meaning of the work</B>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232007000300020&lng=en&nrm=iso&tlng=en O objetivo deste artigo é discutir a vivência da enfermeira a partir da introdução da informatização no processo de trabalho hospitalar. Tem por objeto o significado da informatização na subjetividade e da percepção de saúde no trabalho da enfermeira, em um hospital geral. Adota como abordagem teórica os estudos da psicopatologia/psicodinâmica do trabalho, fazendo referência ao processo de trabalho em saúde e à implicação desta temática na saúde do trabalhador. É uma investigação qualitativa, que busca a compreensão do significado desta temática no cotidiano dos sujeitos. A pesquisa de campo baseou-se na entrevista semi-estruturada e na observação não-sistemática de algumas atividades das enfermeiras. Foram observadas atitudes de resistência a mudanças por parte das enfermeiras e dificuldades da organização do trabalho em inseri-las no novo modo de realizar o trabalho. Diante da máquina, se percebem presas, em condição de isolamento. Conclui-se que a informatização interfere significativamente no processo de trabalho da enfermeira, considerando especialmente suas condições de implantação no hospital em estudo, e pode comprometer a saúde destas trabalhadoras no futuro.<hr/>The purpose of this paper is to present the experience of nurses since the introduction of information technology in hospital work processes. It analyzes the meaning of information technology within the subjectivity and perception of healthcare in nursing work in a general hospital. As a theoretical background, it takes studies of work psychodynamics/psychopathology, referred to healthcare work processes and their repercussions on worker health. This qualitative inquiry strives to understand the significance of this subject in nursing routines. The field research was based on semi-structured interviews and non-systematic observation of some nursing activities, noting some resistance to change among the nurses, with difficulties in organizing the work and introducing them to new ways of handling their tasks. Faced by a machine, they feel trapped and isolated. This leads to the conclusion that the implementation of information technology interferes significantly in the work processes of the nurses participating in this study, and may adversely affect their health in the future. <![CDATA[<B>The use of key informants from within the community for identifying people with functional kinetic alterations in Caxias do Sul, Rio Grande do Sul State, Brazil</B>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232007000300021&lng=en&nrm=iso&tlng=en OBJETIVO: Manter-se funcionalmente ativo em um determinado contexto social, parece ser um dos grandes desafios para a sociedade da atualidade. O objetivo deste trabalho foi estudar o perfil epidemiológico de portadores de alterações cinético-funcionais, a partir de informantes-chave da comunidade de Caxias do Sul (RS), considerando características socioeconômicas, socioculturais, familiares/ individuais e cuidados com a saúde, vinculando-as com a capacidade funcional. MATERIAL E MÉTODOS: Esta pesquisa compreendeu um estudo observacional descritivo. A população em estudo foi constituída pelos portadores de alterações cinético-funcionais provenientes de indicações de informantes-chave da comunidade, conhecidos como zeladoras de capelinha. Os instrumentos aplicados foram: questionário às zeladoras de capelinha, entrevista estruturada e Índice de Barthel aos incapacitados funcionais. RESULTADOS: Apenas 21,9% da população estudada que possui dependência funcional realiza tratamento fisioterapêutico. O uso de informantes-chave é uma alternativa viável no auxílio do diagnóstico funcional deste grupo populacional. As características da população em estudo supõem exclusão de atendimento fisioterapêutico e a necessidade de programas efetivos na abordagem do problema.<hr/>PURPOSE: Remaining functionally active within a specific social context seems to be one of the hardest challenges faced by our society. The purpose of this paper is to study the epidemiological profiles of people with functional kinetic alterations as noted by key informants living in Caxias do Sul, Rio Grande do Sul State, Brazil, considering social, economic and cultural characteristics, as well as family/individual profiles and healthcare aspects, linked to functional capacities. METHODOLOGY: This research project included an observational descriptive study. The population studied consisted of people suffering from functional kinetic alterations noted by from key informants, known as chapel-keepers. The tools used were: questionnaires addressed to the chapel-keepers, structured interviews and a Barthel Index rating for the functionally challenged. FINDINGS: Only 21.9% of the population under study is being treated through physiotherapy. The use of key informants is a feasible alternative for helping the functional diagnosis of this population group. The characteristics of the population under study indicate the absence of physiotherapy and the need for effective programs addressing this problem. <![CDATA[<B>Scientific journalism and epidemiological risk</B>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232007000300022&lng=en&nrm=iso&tlng=en A importância dos meios de comunicação na construção simbólica tem sido reconhecida por diversos segmentos. Dentre as inúmeras matérias nos jornais diários sobre saúde, muitas se referem a estudos médicos cujas fontes são publicações científicas tendo como foco um novo risco. A divulgação nos meios de comunicação de massa sobre os estudos de risco também é tema de editoriais e artigos em revistas científicas, enfocando o problema das distorções e a elaboração de notícias contraditórias. O presente artigo tem como objetivo explorar os significados e conteúdos da divulgação científica dos estudos sobre risco nos jornais diários de grande circulação. Foram analisadas as notícias e as respectivas publicações científicas que serviram de fonte durante o ano de 2000. Observou-se que "risco" é apresentado nas pesquisas científicas como uma "caixa preta" na acepção de Latour e que as notícias ocultam as controvérsias científicas e atribuem uma dimensão maior à associação entre hábitos comportamentais e a ocorrência das doenças, ressaltando ainda mais os aspectos individuais da abordagem epidemiológica em detrimento do enfoque coletivo.<hr/>The importance of the communications media in the construction of symbols has been widely acknowledged. Many of the articles on health published in the daily newspapers mention medical studies, sourced from scientific publications focusing on new risks. The disclosure of risk studies in the mass media is also a topic for editorials and articles in scientific journals, focusing the problem of distortions and the appearance of contradictory news items. The purpose of this paper is to explore the meaning and content of disclosing scientific risk studies in large-circulation daily newspapers, analyzing news items published in Brazil and the scientific publications used as their sources during 2000. The "risk" is presented in the scientific research projects as a "black box" in the meaning of Latour, with the news items downplaying scientific disputes and underscoring associations between behavioral habits and the occurrence of diseases, emphasizing individual aspects of the epidemiological approach, to the detriment of the group. <![CDATA[<B>External control of fluoride levels in the public water supply in Lages, Santa Catarina State, Brazil</B>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232007000300023&lng=en&nrm=iso&tlng=en O objetivo deste estudo foi monitorar mensalmente e oficializar um programa de heterocontrole dos níveis de flúor na água de abastecimento público de Lages, Santa Catarina, Brasil. O município foi dividido geograficamente em dez pontos e a coleta realizada de outubro de 2004 a setembro de 2005, em duplicata. Após a coleta, as amostras eram enviadas para o Laboratório de Vigilância Sanitária de Flúor da Universidade do Vale do Itajaí (Santa Catarina), que realizou as análises utilizando o método eletrométrico (Orion 920A/Eletrodo Orion 9609). Após doze meses, 45,8% das amostras de água coletadas apresentaram teores inadequados de flúor. Verificou-se uma elevada e contínua variabilidade nos resultados. Entre os pontos que apresentaram teores inadequados de flúor, houve predomínio daqueles com excesso de fluoretos (35,8%). Também houve um significativo número de unidades amostrais com uma concentração adequada de flúor (54,2%). Os resultados permitiram concluir que o heterocontrole em Lages é fundamental para a manutenção de um correto programa de fluoretação das águas de abastecimento público.<hr/>The purpose of this study is a monthly assessment of fluoride levels in the public water supply in Lages, Santa Catarina State, Brazil. This town was divided into ten regions, where water samples were collected from October 2004 to September 2005. Two samples were drawn from each region and sent to the Fluoride Health Surveillance Laboratory at Vale do Itajaí University for analysis through an electrometric method (Orion 920A/Orion Electrode 9609). After twelve months, 120 samples had been collected, demonstrating gaps in the fluoride levels and some points with excessive fluoride levels (35,8%). Several points with ideal fluoride concentrations (54.2%) also appeared. These findings lead to the conclusion that external controls are required for monitoring fluoride levels in the public water supply in Lages. <![CDATA[<B>Women's perceptions of preventive examinations for cervical-uterine cancer</B>: <B>a case study</B>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232007000300024&lng=en&nrm=iso&tlng=en O câncer cérvico-uterino é uma das doenças crônico-degenerativas mais temidas, em razão do seu alto grau de letalidade e morbidade. Nesse sentido, realizamos um estudo para descrever a percepção das mulheres ante o exame de prevenção de câncer cérvico-uterino. Optamos por um estudo de caso tendo a observação e a entrevista semi-estruturada como técnicas de coleta das informações. Foram entrevistadas vinte e quatro mulheres, entre 18 e 60 anos, que buscaram o serviço de prevenção em uma unidade básica de saúde de Fortaleza-CE, entre abril e agosto de 2004. O estudo revelou que a mulher geralmente só procura fazer o exame de prevenção quando surgem sintomas, por ter vivenciado este exame com apreensão e medo pela possibilidade de um diagnóstico positivo de um câncer cérvico-uterino; sente-se constrangida em expor seu corpo e tê-lo examinado, sobretudo, quando o profissional de saúde é do sexo masculino; não tem conhecimento do corpo e tampouco de sua sexualidade. Esse resultado aponta para a necessidade de o profissional de saúde desenvolver atividades educativas junto às mulheres, no sentido de melhorar a relação profissional de saúdeusuária e, conseqüentemente, diminuir a incidência deste tipo de câncer, pela maior freqüência aos exames de prevenção.<hr/>Cervical-uterine cancer is among the most feared chronic degenerative diseases, due its high mortality and morbidity rates. This study describes women's feelings before a preventive examination for cervical-uterine cancer, through a case study based on observations and semi-structured interviews as data collection techniques. A total of 24 women were interviewed, between eighteen and sixty years old, who attended the cancer prevention unit at a basic healthcare clinic in Fortaleza, Ceará State between April and August 2004. This study shows that women generally request these preventive examinations only when symptoms appear. They view this procedure with apprehension and fear, due to the possibility of a positive diagnosis of cervical-uterine cancer; they feel embarrassed at exposing their bodies for examination, particularly by male physicians; and they are poorly informed about their own bodies and even their own sexuality. These findings highlight the need for healthcare practitioners to conduct educational activities for women, in order to enhance professional relationships between healthcare providers and users, helping lower the rate of this type of cancer through more frequent preventive examinations. <![CDATA[<B>Assessment of sanitation and housing conditions</B>: <B>the importance of home visits in the Family Health Program context</B>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232007000300025&lng=en&nrm=iso&tlng=en O conhecimento das condições do meio pertinente à saúde, como saneamento e moradia, são essenciais no estabelecimento de medidas de promoção da qualidade de vida do indivíduo, famílias e comunidades. Objetivou-se avaliar, através de visitas domiciliares, as condições habitacionais e de saneamento básico das famílias adstritas no PSF de Teixeiras-MG. Tratou-se de estudo observacional transversal, com realização de entrevistas a 10% (n=364) das famílias adstritas no PSF, utilizando questionário semi-estruturado. A cobertura por rede de abastecimento de água era de 83% dos domicílios da zona urbana e 11,7% da zona rural, e a rede pública era o destino final da água utilizada em 82,2% dos domicílios da zona urbana e de apenas 10,9% da zona rural. Destaca-se distribuição desigual de infra-estrutura e saneamento entre as zonas urbana e rural. A visita domiciliar permitiu um olhar in loco da realidade do usuário do PSF e se constitui em importante instrumento na Estratégia Saúde da Família, identificando determinantes do processo saúde-doença percebidos no ambiente em que vivem as famílias e possibilitando promoção da saúde por meio da educação em saúde.<hr/>Knowledge of health-related environmental conditions - such as basic sanitation and housing - are of singular importance for establishing measures designed to upgrade the quality of life at the individual, family and community levels. Through home visits, this paper evaluates families enrolled in the Family Health Program (FHP) in Teixeiras, Minas Gerais State, Brazil, including their housing and basic sanitation conditions. A transverse observational study, its semi-structured questionnaire was applied to 10% (n=364) of the families enrolled in this Program. The net water supply coverage reached 83% of homes in urban areas and 11.7% in rural areas. The public water supply was the final disposal point for the water used in 82.2% of urban dwellings and 10.9% of rural homes. Home visits offer inside glimpses into the lives of the beneficiaries of this Program, particularly in view of the unequal distribution of the sanitation infrastructure between urban and rural areas, constituting an important tool for the Family Health Strategy, by helping identify the key factors in the health x disease processes noted in the settings within which these families live, and paving the way to better health through Health Education. <![CDATA[<B>Ethical problems in patient care at a dental school clinic</B>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232007000300026&lng=en&nrm=iso&tlng=en Estudo empírico, exploratório, de abordagem qualitativa, com professores de disciplinas clínicas no curso de Odontologia de uma universidade pública, com o objetivo de identificar e analisar os problemas éticos que permeiam o atendimento a pacientes na clínica odontológica de ensino da respectiva universidade. Os dados foram coletados por meio de entrevistas semi-estruturadas e analisados através da técnica da análise de conteúdo, utilizando como referenciais os princípios bioéticos da autonomia do paciente e da confidencialidade das informações. No processo de análise, emergiram quatro categorias que apontam a existência de vários problemas éticos no cotidiano do atendimento a pacientes na clínica de ensino. Entre eles, estão o agendamento de pacientes-reserva, o privilégio do atendimento de conhecidos de professores e funcionários, a falta de informações fornecidas aos pacientes sobre a realização de procedimentos terapêuticos e de imagens fotográficas, distorções no uso do termo de consentimento informado, etc. Ficou clara a condição de vulnerabilidade a qual os pacientes da clínica são constantemente submetidos e a importância e responsabilidade dos professores no processo de formação da competência ética dos futuros cirurgiões-dentistas.<hr/>An exploratory, descriptive and qualitative survey was conducted at the Dentistry School, Santa Catarina State Federal University, Brazil, in order to identify and analyze the ethical problems involved in patient care at this teaching clinic. Data were collected through semi-structured interviews with professors of clinical disciplines and assessed through the Analysis of Content technique, using the bioethical principles of the autonomy of the patient and the confidentiality of the information as references. Some analysis categories were identified, pointing to the existence of several ethical problems in the daily patient care routines at this teaching clinic. They include scheduling stand-by patients, favored care for the friends of lecturers and employees, a lack of information offered to patients on treatment and imaging procedures, distortions in the use of deed of informed consent, etc. The constantly vulnerable situation of the patients became quite clear, together with the importance and responsibility of the professors in building up the ethical competence of future dentists. <![CDATA[<B>Causes of avoidable mortality through effective healthcare services</B>: <B>a review of the literature</B>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232007000300027&lng=en&nrm=iso&tlng=en Foram revisados os principais artigos que discutem conceitualmente ou empiricamente as listas de causas de morte evitáveis (CME) por ações efetivas dos serviços de saúde, publicados entre 1975 e 2004. O objetivo foi rever o conceito, a idade limite a ser considerada, os usos e tipos de análises e as classificações propostas para as CME. Além disso, foram revisadas as listas existentes de CME, com especial destaque à mortalidade infantil e perinatal. Identificou-se extensa publicação internacional, em contraste com escasso número de artigos nacionais. As CME podem ser definidas como aquelas que são totalmente ou parcialmente prevenidas pela efetiva ação dos serviços de saúde disponível (ou acessível) em um determinado local e momento histórico. Dessa forma, essas causas devem ser revisadas à luz da evolução do conhecimento e da tecnologia disponível para a prática da atenção à saúde. São discutidos os processos que poderiam apoiar o desenvolvimento de listas adequadas para o Brasil, incluindo definição das CME, validação e detalhamento de quesitos necessários para o aprofundamento do debate. Conclui-se que, apesar das dificuldades metodológicas, existe a necessidade de se iniciar processos para a definição das listas brasileiras de CME pela ação do Sistema Único de Saúde brasileiro.<hr/>Theoretical and empirical articles analyzing the Causes of Avoidable Mortality (CAM) due to healthcare published between 1975 and 2004 were reviewed. The purpose was to review the concepts and age limits for these analyses, as well as the uses and types of indicators and ratings for the CAM. Additionally, CAM listings for infant and perinatal mortality were reviewed. Many international articles were found, contrasting with a very small number of Brazilian articles. CAM may be conceptualized as being totally or partially preventable by the effective healthcare measures available (or accessible) at a given time and place. Consequently, these CAM lists must be reviewed, based on the knowledge and improvements in healthcare technology. Further developments should be deployed in support of adequate Brazilian listings, including the definition of CAM, with validation and details regarding the underlying assumptions in order to encourage discussions in greater depth. In conclusion, and despite some methodological difficulties, a process should be launched to define the Brazilian CAM listings through the actions of Brazil's National Health System. <![CDATA[<B>The importance of interpersonal trust for the consolidation of Brazil's Family Health Program</B>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232007000300028&lng=en&nrm=iso&tlng=en Vive-se em um país cuja realidade aponta significativas discrepâncias socioeconômicas. A saúde, direito social universal garantido pela Constituição Federal, se constitui em um dos principais desafios do Estado e em uma das mais cruéis desigualdades no Brasil. Visando também a redução das mesmas, a gestão do Sistema Único de Saúde regra-se por princípios como a universalidade de acesso e a integralidade da atenção. O Programa de Saúde da Família (PSF), desenvolvido pelo Governo Federal como uma ferramenta para alcançar estes princípios, é caracterizado como estratégia de gestão da política nacional de saúde. Este artigo tem como objetivo analisar a importância da confiança, entre os principais atores ativos do PSF, para sua consolidação como estratégia de reordenamento do sistema. Utilizou-se aporte teórico sobre confiança e políticas públicas de saúde do governo, o qual se constituiu em base para a análise, desenvolvida a partir da teia de relacionamentos existentes entre os principais envolvidos no PSF. Após o estudo das relações entre seus personagens, concluiu-se que a confiança possui importância ímpar em todas mas, principalmente, sobre a figura do Agente Comunitário de Saúde, o qual se constitui no principal elo de ligação entre a população atendida e os demais atores do processo.<hr/>Brazil is characterized by significant social and economic discrepancies. Although guaranteed by the Brazilian Constitution as a universal social right, healthcare is a major challenge for the State, constituting one of the cruelest types of inequality in Brazil. Designed to even out these inequalities, Brazil's National Health System (SUS) is ruled by principles that include universal access and all-round care. Developed by the Brazilian Government as a tool for implementing these principles, the Family Health Program is a management strategy for its National Health Policy. This paper analyzes the importance of trust between the main players in this Program as a crucial factor for its consolidation as a strategy for reorganizing this system. Theoretical input on trust and Government health policies served as the basis for this analysis, built up by the network of relationships among those most deeply engaged with this Program. After examining the many different relationships among the players, we conclude that trust is significant and relevant for all of them but, more particularly for the Community Health Agents who form the main links between the assisted population and other players in this process. <![CDATA[<B>The Grounded Theory as a methodological approach for qualitative research in dentistry</B>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232007000300029&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este trabalho consiste na proposta de utilização, em Odontologia, de uma abordagem metodológica usada em pesquisas qualitativas, denominada Grounded Theory, quando se objetiva compreender fenômenos ou se pretende descrevê-los de acordo com o ponto de vista do sujeito. Pesquisas em saúde, utilizando abordagens qualitativas, estão sendo, cada vez mais, empregadas entre pesquisadores e, na Odontologia, esta abordagem metodológica proposta torna-se fundamental, no sentido de propiciar a exploração de assuntos ainda pouco trabalhados nesta perspectiva metodológica, possibilitando que as pesquisas adquiriram contribuições originais e, assim, ampliando nosso conhecimento. São apresentadas as etapas a serem seguidas nesta abordagem, elucidando-as com alguns exemplos de parte de entrevistas realizadas numa pesquisa que teve como objetivos: compreender a experiência do idoso com a saúde bucal ao longo da vida e desenvolver e validar um modelo teórico representativo dessa experiência.<hr/>This study proposes the use of a methodological approach in Dentistry that is also deployed in qualitative research: Grounded theory. The proposal is to use it whenever the intention is to understand phenomena or describe them from a subjective standpoint. Researchers are using the qualitative approach more and more often in health studies, and, in Dentistry, a methodological approach such as this has become essential in order to explore subjects that have not yet been addressed through this methodological approach, endowing studies with original contributions and improving knowledge. The steps to be followed are presented and illustrated by some examples drawn from interviews conducted during a study aimed at understanding the experience of older persons with regard to oral health during their life spans, in parallel to the development and validation of a theoretical model that is representative of such experience. <![CDATA[<B>Correspondence analysis as a strategy for describing the profiles of women battered by their partners and assisted by a specialized unit</B>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232007000300030&lng=en&nrm=iso&tlng=en A violência doméstica contra a mulher praticada pelo parceiro íntimo pode ser considerada como um problema de saúde pública. O conhecimento do perfil de mulheres vitimadas contribui para geração de ações específicas que reduzam esse tipo de agressão. Buscou-se investigar as relações conjuntas entre grupos de violência e condições sociodemográficas da vítima e do agressor, utilizando a técnica de análise de correspondência múltipla na caracterização do perfil das mulheres atendidas no Centro Integrado de Atendimento à Mulher (CIAM). Os resultados apontaram um perfil diferenciado de mulheres vitimadas pelo parceiro no que se refere à gravidade da violência. As vítimas de lesão grave de origem sexual associaram-se ao ensino médio incompleto e com mais de três residentes trabalhadores. As vítimas de lesão grave de origem física e psicológica estão relacionadas ao ensino superior e pós-graduação e declaradas como chefes de família. O grupo das vítimas de lesões leves de origem física e psicológica se relaciona com tempo de união inferior a cinco anos, ensino médio completo da mulher, agressor mais novo, trabalhador e com até três residentes trabalhadores.<hr/>Domestic violence perpetrated against women by their live-in partners may be rated as a public health problem. Knowledge of battered women's profiles helps shape specific actions that curtail this type of aggression. This paper examines the links between violence groups, and the socio-demographic status of aggressors and their victims, using the Multiple Correspondence analysis technique in order to profile the women helped by the Integrated Women's Assistance Center (CIAM). The findings showed different profiles for women assaulted by their partners in terms of the severity of the violence. Victims with severe sexually-related injuries were associated with incomplete high school educations and more than three workers resident in the home. Victims with serious physical and psychological injuries were related to university educations and graduate studies, declared as heads of families. Victims with minor physical and psychological injuries were related to relationships lasting less than five years, with high school diplomas for the women and younger aggressors, employed, and with up to three workers resident in the home. <![CDATA[<B>Políticas de memória e informação</B>: <B>reflexos na organização do conhecimento</B>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232007000300031&lng=en&nrm=iso&tlng=en A violência doméstica contra a mulher praticada pelo parceiro íntimo pode ser considerada como um problema de saúde pública. O conhecimento do perfil de mulheres vitimadas contribui para geração de ações específicas que reduzam esse tipo de agressão. Buscou-se investigar as relações conjuntas entre grupos de violência e condições sociodemográficas da vítima e do agressor, utilizando a técnica de análise de correspondência múltipla na caracterização do perfil das mulheres atendidas no Centro Integrado de Atendimento à Mulher (CIAM). Os resultados apontaram um perfil diferenciado de mulheres vitimadas pelo parceiro no que se refere à gravidade da violência. As vítimas de lesão grave de origem sexual associaram-se ao ensino médio incompleto e com mais de três residentes trabalhadores. As vítimas de lesão grave de origem física e psicológica estão relacionadas ao ensino superior e pós-graduação e declaradas como chefes de família. O grupo das vítimas de lesões leves de origem física e psicológica se relaciona com tempo de união inferior a cinco anos, ensino médio completo da mulher, agressor mais novo, trabalhador e com até três residentes trabalhadores.<hr/>Domestic violence perpetrated against women by their live-in partners may be rated as a public health problem. Knowledge of battered women's profiles helps shape specific actions that curtail this type of aggression. This paper examines the links between violence groups, and the socio-demographic status of aggressors and their victims, using the Multiple Correspondence analysis technique in order to profile the women helped by the Integrated Women's Assistance Center (CIAM). The findings showed different profiles for women assaulted by their partners in terms of the severity of the violence. Victims with severe sexually-related injuries were associated with incomplete high school educations and more than three workers resident in the home. Victims with serious physical and psychological injuries were related to university educations and graduate studies, declared as heads of families. Victims with minor physical and psychological injuries were related to relationships lasting less than five years, with high school diplomas for the women and younger aggressors, employed, and with up to three workers resident in the home.