Scielo RSS <![CDATA[Ciência & Saúde Coletiva]]> http://www.scielosp.org/rss.php?pid=1413-812320120011&lang=en vol. 17 num. 11 lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielosp.org/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielosp.org <![CDATA[<b>Access to health services</b>: <b>a right and a utopia</b>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232012001100001&lng=en&nrm=iso&tlng=en <![CDATA[<b>Access to health services</b>: <b>approaches, concepts, policies and analysis model</b>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232012001100002&lng=en&nrm=iso&tlng=en O acesso aos serviços de saúde é um tema multifacetado e multidimensional envolvendo aspectos políticos, econômicos, sociais, organizativos, técnicos e simbólicos, no estabelecimento de caminhos para a universalização da sua atenção. Pretendemos discutir, nesta revisão teórica, as diferentes abordagens, a análise do contexto e as políticas voltadas para grupos especiais sobre acesso, demarcando um modelo de análise pautado nos aspectos acima referidos, a partir releituras sobre a temática em questão. As análises revelam uma diversidade de abordagens sobre acesso na formulação e implementação de políticas públicas e no seu potencial para mudanças na organização do sistema de saúde. Identificaram-se avanços na diminuição das iniquidades e na ampliação do acesso na rede do Sistema Único de Saúde (SUS), em especial na atenção básica. Observaram-se também limites relacionados a acessibilidade, fragmentação, descentralização e regionalização da rede de assistência, com inadequação no processo de acolhimento e da atenção a grupos específicos, além das assimetrias regionais. O modelo de análise proposto busca desenvolver uma postura crítica para refletir e intervir nas práticas e serviços, tendo como imagem objetivo uma atenção responsável, integral, resolutiva, equânime e de qualidade.<hr/>Access to health services is a multifaceted and multidimensional issue involving political, economic, social, organizational, technical and symbolic aspects in establishing access to universal healthcare. This theoretical review paper intends to discuss the different approaches, analyze the context and policies for special groups on access, marking an analysis model delineated by the above aspects, from readings on the topic in question. This analysis reveals a diversity of approaches to access the formulation and implementation of public policies and their potential for changing the organization of the health system. We identified progress in reducing inequalities in health and increased access to the network of the Unified Health System (SUS), especially in primary care. There were also limitations related to accessibility, fragmentation, decentralization and regionalization of the service network, with inadequacies in the process of care and attention to specific groups, and regional disparities. Finally, the analysis model proposed seeks to develop a critical stance to reflect and intervene in health practices and services, with the objective goal being responsible, comprehensive, effective, equitable and quality healthcare. <![CDATA[<b>Access to health actions and services: a polysemic approach</b>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232012001100003&lng=en&nrm=iso&tlng=en O acesso aos serviços de saúde é um tema multifacetado e multidimensional envolvendo aspectos políticos, econômicos, sociais, organizativos, técnicos e simbólicos, no estabelecimento de caminhos para a universalização da sua atenção. Pretendemos discutir, nesta revisão teórica, as diferentes abordagens, a análise do contexto e as políticas voltadas para grupos especiais sobre acesso, demarcando um modelo de análise pautado nos aspectos acima referidos, a partir releituras sobre a temática em questão. As análises revelam uma diversidade de abordagens sobre acesso na formulação e implementação de políticas públicas e no seu potencial para mudanças na organização do sistema de saúde. Identificaram-se avanços na diminuição das iniquidades e na ampliação do acesso na rede do Sistema Único de Saúde (SUS), em especial na atenção básica. Observaram-se também limites relacionados a acessibilidade, fragmentação, descentralização e regionalização da rede de assistência, com inadequação no processo de acolhimento e da atenção a grupos específicos, além das assimetrias regionais. O modelo de análise proposto busca desenvolver uma postura crítica para refletir e intervir nas práticas e serviços, tendo como imagem objetivo uma atenção responsável, integral, resolutiva, equânime e de qualidade.<hr/>Access to health services is a multifaceted and multidimensional issue involving political, economic, social, organizational, technical and symbolic aspects in establishing access to universal healthcare. This theoretical review paper intends to discuss the different approaches, analyze the context and policies for special groups on access, marking an analysis model delineated by the above aspects, from readings on the topic in question. This analysis reveals a diversity of approaches to access the formulation and implementation of public policies and their potential for changing the organization of the health system. We identified progress in reducing inequalities in health and increased access to the network of the Unified Health System (SUS), especially in primary care. There were also limitations related to accessibility, fragmentation, decentralization and regionalization of the service network, with inadequacies in the process of care and attention to specific groups, and regional disparities. Finally, the analysis model proposed seeks to develop a critical stance to reflect and intervene in health practices and services, with the objective goal being responsible, comprehensive, effective, equitable and quality healthcare. <![CDATA[<b>Inputs and banners and the Unified Health System (SUS) in the twenty-first century</b>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232012001100004&lng=en&nrm=iso&tlng=en O acesso aos serviços de saúde é um tema multifacetado e multidimensional envolvendo aspectos políticos, econômicos, sociais, organizativos, técnicos e simbólicos, no estabelecimento de caminhos para a universalização da sua atenção. Pretendemos discutir, nesta revisão teórica, as diferentes abordagens, a análise do contexto e as políticas voltadas para grupos especiais sobre acesso, demarcando um modelo de análise pautado nos aspectos acima referidos, a partir releituras sobre a temática em questão. As análises revelam uma diversidade de abordagens sobre acesso na formulação e implementação de políticas públicas e no seu potencial para mudanças na organização do sistema de saúde. Identificaram-se avanços na diminuição das iniquidades e na ampliação do acesso na rede do Sistema Único de Saúde (SUS), em especial na atenção básica. Observaram-se também limites relacionados a acessibilidade, fragmentação, descentralização e regionalização da rede de assistência, com inadequação no processo de acolhimento e da atenção a grupos específicos, além das assimetrias regionais. O modelo de análise proposto busca desenvolver uma postura crítica para refletir e intervir nas práticas e serviços, tendo como imagem objetivo uma atenção responsável, integral, resolutiva, equânime e de qualidade.<hr/>Access to health services is a multifaceted and multidimensional issue involving political, economic, social, organizational, technical and symbolic aspects in establishing access to universal healthcare. This theoretical review paper intends to discuss the different approaches, analyze the context and policies for special groups on access, marking an analysis model delineated by the above aspects, from readings on the topic in question. This analysis reveals a diversity of approaches to access the formulation and implementation of public policies and their potential for changing the organization of the health system. We identified progress in reducing inequalities in health and increased access to the network of the Unified Health System (SUS), especially in primary care. There were also limitations related to accessibility, fragmentation, decentralization and regionalization of the service network, with inadequacies in the process of care and attention to specific groups, and regional disparities. Finally, the analysis model proposed seeks to develop a critical stance to reflect and intervene in health practices and services, with the objective goal being responsible, comprehensive, effective, equitable and quality healthcare. <![CDATA[<b>Regionalization and access to healthcare in Brazilian states</b>: <b>historical and political-institutional conditioning factors</b>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232012001100005&lng=en&nrm=iso&tlng=en O artigo aborda o processo de regionalização da saúde nos estados brasileiros no período de 2007 a 2010, com o objetivo de identificar as condições que favorecem ou dificultam esse processo. Utilizou-se o referencial de análise de políticas públicas e, particularmente, do institucionalismo histórico. Três dimensões sintetizam os condicionantes da regionalização: contexto (histórico-estrutural, político-institucional e conjuntural), direcionalidade (ideologia, objeto, atores, estratégias e instrumentos) e características da regionalização (institucionalidade e governança). A pesquisa empírica privilegiou a análise de documentos oficiais e entrevistas com atores-chave em 24 estados. Observaram-se combinações de fatores e padrões de influência distintos nos estados, sendo a regionalização marcada por importantes ganhos de institucionalidade e governança no período. Entretanto, dificuldades inerentes aos contextos comprometem maiores avanços. Há necessidade de ampliar o enfoque territorial no planejamento governamental e integrar políticas setoriais ao desenvolvimento regional de médio e longo prazo para fortalecer a regionalização e superar entraves ao acesso aos serviços de saúde no Brasil.<hr/>This article examines the healthcare regionalization process in the Brazilian states in the period from 2007 to 2010, seeking to identify the conditions that favor or impede this process. Referential analysis of public policies and especially of historical institutionalism was used. Three dimensions sum up the conditioning factors of regionalization: context (historical-structural, political-institutional and conjunctural), directionality (ideology, object, actors, strategies and instruments) and regionalization features (institutionality and governance). The empirical research relied mainly on the analysis of official documents and interviews with key actors in 24 states. Distinct patterns of influence in the states were observed, with regionalization being marked by important gains in institutionality and governance in the period. Nevertheless, inherent difficulties of the contexts prejudice greater advances. There is a pressing need to broaden the territorial focus in government planning and to integrate sectorial policies for medium and long-term regional development in order to empower regionalization and to overcome obstacles to the access to healthcare services in Brazil. <![CDATA[<b>Primary healthcare and the construction of thematic health networks</b>: <b>what role can they play?</b>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232012001100006&lng=en&nrm=iso&tlng=en O fortalecimento da atenção básica tem sido valorizado como estratégia central para a construção do SUS. Diretrizes recentes emanadas pela OPAS e pelo MS destacam seu papel como centro de comunicação de redes temáticas, como reguladora do acesso e utilização dos serviços necessários para a integralidade do cuidado. O presente estudo, financiado com recursos PPSUS/Fapesp, problematiza as possibilidades da rede básica exercer tal função estratégica. Foram produzidas narrativas de vida de 15 usuários altamente utilizadores de serviços de saúde em dois municípios do ABC paulista, que adotaram a Estratégia de Saúde da Família para organização de suas redes básicas. O estudo apresenta três achados principais: a rede básica funciona como posto avançado do SUS, produzindo valores de uso mesmo para os pacientes utilizadores de serviços de alta complexidade; a rede básica é vista como lugar de coisas simples; há uma impotência compartilhada entre usuários e equipes quando se trata da rede básica funcionar como coordenadora do cuidado, indicando como ela não reúne condições materiais (tecnológicas, operacionais, organizacionais) e simbólicas (valores, significados e representações) de deter a posição central da coordenação das redes temáticas de saúde.<hr/>The enhancement of primary healthcare has been a core strategy for the empowerment of the Brazilian Unified Health System (SUS). Recent guidelines issued by OPAS and the Ministry of Health highlight the role it has played as a thematic communication network center, a regulating agent for the access and use of services required for comprehensive healthcare. Sponsored by PPSUS/Fapesp, this study examines the possibilities of the primary healthcare network exercising such a strategic function. Life narratives involving 15 regular users were produced in two cities of ABC Paulista, which have adopted the Family Health Strategy for the organization of their primary healthcare networks. The study presents three main findings: the primary healthcare network serves as an outpost of SUS by producing user values even for high complexity service users; the primary network is perceived is a place for simple care needs; there is shared impotence between users and teams when it comes to the network functioning as the coordinator of care, indicating that it does not possess the technological, operational and organizational material conditions or symbolic conditions (values, meanings, and representations) to be in a central position in the coordination of thematic healthcare networks. <![CDATA[<b>Access to Primary Healthcare services</b>: <b>still a way to go</b>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232012001100007&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este estudo tem por objetivo avaliar a acessibilidade nas Unidades Básicas da Estratégia de Saúde da Família (UB-ESF) e Unidades Básicas Tradicionais (UB-T) da cidade do Recife em 2009. Os dados foram coletados através de três instrumentos: roteiro de observação sistemática das unidades e questionários destinados aos usuários e profissionais das unidades. Trata-se de um estudo descritivo de corte transversal com abordagem quantitativa. Foram entrevistados 1.180 usuários, 61 médicos e 56 enfermeiros. Os resultados indicaram uma boa vinculação e adscrição dos usuários evidenciando a atenção básica como porta de entrada do sistema de saúde. Na confrontação entre UB-ESF e UB-T as avaliações são sempre favoráveis à estratégia de saúde da família, diferenças nem sempre significativas. O resultado geral evidenciou uma grande insatisfação geral com a facilidade para obter medicamentos, realizar os exames, com o tempo de espera e o acesso à referência especializada, demonstrando a existência de problemas organizacionais que podem se constituir em barreiras que limitam a acessibilidade dos usuários aos serviços básicos de saúde.<hr/>This study seeks to evaluate accessibility to the Basic Units of the Family Health Strategy (ESF-UB) and Traditional Basic Units (BU-T) in the city of Recife in 2009. Data were collected through three instruments: a roadmap for systematic observation of the units and questionnaires for users and professional units. This is a descriptive cross-sectional study using a quantitative approach, and 1180 users, 61 doctors and 56 nurses were interviewed. The results showed good ties and recognition of users whereby primary healthcare is seen as the access portal to the health system. In the comparison between ESF-UB and UB-T, evaluations are always more favorable to the family healthcare strategy, though with relatively insignificant differences. The overall result revealed widespread dissatisfaction with the difficulty of obtaining drugs and taking tests, and also with the waiting times and access to specialized care. This showed the existence of organizational problems that may constitute barriers limiting accessibility to basic healthcare services for users. <![CDATA[<b>Access to the Family Healthcare Program in an area with "extensive" coverage of the private healthcare system</b>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232012001100008&lng=en&nrm=iso&tlng=en O perfil do acesso realizado aos distintos serviços ofertados pelo PSF em área com importante cobertura do sistema privado é identificado em unidade de saúde na cidade de Santo André, estado de São Paulo. A amostra, em duas fases, foi delineada partindo do pressuposto de que o uso possível das atividades ofertadas pela estratégia saúde da família não é uniforme, com base neste uso foram considerados três grupos populacionais: residual, parcial e completo. Foram entrevistadas 175 pessoas, a população cadastrada é composta por 0,5% de usuários com perfil completo, 31,0% parcial e 68,5% residual. Na análise bivariada observaram-se diferenças significantes entre os grupos parcial e residual em relação à idade, renda, trabalho, afiliação ao subsistema privado e anos de escolaridade. No entanto, as razões de prevalência, quando estimadas por meio do modelo múltiplo de Poisson indicam que os fatores que influem no perfil de acesso são afiliação ao subsistema privado e renda. Chama atenção que alguns serviços ofertados não alcancem mais de 20% da população cadastrada. Apesar da imensa potencialidade das propostas inovadoras incorporadas pelo PSF, observa-se uso seletivo de suas atividades pela população, fortemente influenciado pela afiliação ao subsistema privado e pela renda.<hr/>The access profile to the various services offered by the Family Health Program (PSF) in an area with extensive private health system coverage is studied in the city of Santo André, state of São Paulo. The sample was studied in two phases based on the assumption that the use of the activities offered by the Family Health Program is not uniform. Residual, full and partial population groups were therefore considered. Interviews were conducted with 175 individuals and the registered population is composed of full (0.5%), partial (31.0%) and residual (68.5%) users. In the bivariate analysis, significant differences were observed between partial and residual groups in relation to age, income, employment, affiliation to the private subsystem and years of schooling. However, the ratios of prevalence when estimated by the Poisson multiple model indicate that the factors that influence the access profile of the PSF activities are private subsystem membership and income. This highlights the fact that some services offered do not reach more than 20% of the population. Despite the immense potential of innovative proposals incorporated by the PSF, this study shows that there is selective use of its activities by the population, strongly influenced by private subsystem affiliation and income. <![CDATA[<b>Access, educational practice and empowerment of patients with chronic diseases</b>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232012001100009&lng=en&nrm=iso&tlng=en O Empoderamento é um processo pelo qual as pessoas adquirem o domínio sobre suas vidas, apreendendo conhecimento para tomar decisões acerca de sua saúde. Cada dia mais comuns, as doenças crônicas estão presentes no serviço de saúde, requerendo atenção dos profissionais de saúde e empoderamento dos acometidos por elas. Este estudo teve por objetivo analisar as percepções dos usuários com doenças crônicas, em acompanhamento na Estratégia Saúde da Família sobre o empoderamento. Tratou-se de uma pesquisa qualitativa na qual foram realizadas entrevistas abertas e observação sistemática. A análise dos dados se deu com a utilização do software NVIVO. Os usuários apontam a existência de algumas barreiras geográficas no acesso à saúde gerando fadiga e falta de estímulo, e ocasionando baixa continuidade do tratamento. Observou-se que a adesão e a prática do cuidado estão intimamente ligadas ao atendimento diferenciado, baseado na confiança e no respeito aos anseios dos usuários. Estes consideram a orientação e a educação em saúde como elementos principais para incentivar a prática do cuidado de si. Torna-se necessário reestruturar a conduta dos profissionais inseridos na Estratégia Saúde da Família, uma vez que tem como função a promoção da saúde, em uma lógica intersetorial e interdisciplinar.<hr/>Empowerment is a process whereby people achieve mastery over their lives, acquiring knowledge to make decisions about their health. Chronic diseases are increasingly common in the health service, requiring the attention of health professionals and empowering those affected by them. The scope of this study was to analyze the perceptions of users with chronic diseases and monitored by the Family Health Program with respect to empowerment. This was a qualitative study in which open interviews and systematic observations were conducted and NVIVO software was used for data analysis. Users indicate the existence of some geographical barriers in access to health, which caused fatigue, discouragement and low continuity of care. It was noted that adherence and practices of care were linked to differentiated service, based on trust and respect for the wishes of users. This includes healthcare guidance and education as key elements to encourage the practice of self-care. It is necessary to restructure the conduct of health professionals involved in the Family Health Strategy because its function is to promote health in a logical intersectoral and interdisciplinary manner. <![CDATA[<b>Community Health Workers</b>: <b>promoters of interaction between territories</b>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232012001100010&lng=en&nrm=iso&tlng=en O artigo apresenta reflexões produzidas a partir de uma série de encontros com Agentes Comunitários de Saúde, ao longo de dez anos. Identifica-se a consolidação de dois territórios existenciais, que ora se aproximam, ora se afastam: o do saber técnico em saúde e o do saber popular em saúde. A partir da análise de algumas falas de ACS e de reflexões que dialogam com o referencial teórico da área, o texto discute alguns dos dilemas e impasses do acesso e da adesão na ótica desses Agentes, bem como as estratégias cotidianamente inventadas a partir dos encontros que se dão entre esses dois territórios. Identifica-se o lugar do Agente Comunitário de Saúde como agenciador de fronteiras, atuando em alguns momentos como um inventor ou potencializador de zonas de contato entre territórios e, em outros, como um representante de um dos territórios no outro.<hr/>This article presents reflections originating from a series of meetings with community health workers over a period of ten years. It identifies the consolidation of two existential territories, which are sometimes closer and at other times more distant from each other, namely the territory of technical knowledge about health and the territory of popular knowledge about health. Starting with the analysis of some quotes from health workers and reflections which tally with the theoretical reference in the area, this paper discusses some of the dilemmas and deadlocks of access and affiliation from the perspective of some of these health workers, as well as the strategies devised on a day-to-day basis from the crossovers that take place between these two territories. It identifies the function of community health workers as frontier agents, at times acting as inventors or motivators of contact zones between the territories, and at other times acting as a representative by one territory inside the other. <![CDATA[<b>The viewpoint of health professionals on the role of basic units in the healthcare network of the Brazilian Unified Health System</b>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232012001100011&lng=en&nrm=iso&tlng=en No processo de construção do SUS, como política universal e que busca assegurar a integralidade das ações, a assistência à demanda não agendada na atenção básica constitui desafio não superado. Objetivo: analisar a concepção de profissionais de saúde quanto ao papel das unidades básicas de saúde (UBS) na assistência a essa demanda. Método: estudo transversal considerou dados qualitativos obtidos por meio de questionários e entrevistas. Incluídos 106 médicos de 6 PS/AMA e 190 profissionais de 30 UBS. Estes opinaram sobre razões de a população procurar PS/AMA por ocorrências nosológicas próprias da atenção básica. Para análise, utilizou-se a técnica de análise do conteúdo, segundo categorias temáticas. Resultados: insuficiência de recursos e dificuldades no processo de trabalho das UBS (50,8%) foi a explicação mais frequentemente apontada por médicos de PS/AMA para justificar procura inadequada. Apenas 33,3% dos profissionais das UBS opinaram que essas ocorrências deveriam ser atendidas na atenção básica. Conclusões: A concepção limitada sobre o papel das UBS na atenção a essa demanda, sobretudo de profissionais da atenção básica, resulta, possivelmente, em práticas restritivas ao acesso da população.<hr/>In the process of creation of the Unified Health System (SUS) as a universal policy seeking to ensure comprehensive care, unscheduled assistance in primary healthcare units (UBS) is an unresolved challenge. The scope of this paper is to analyze the viewpoint of health professionals on the role of primary healthcare units in meeting this demand. It is a transversal study of qualitative data obtained through questionnaires and interviews with 106 medical practitioners from 6 emergency medical services and 190 professionals from 30 units. They explained why people seek emergency care for occurrences pertaining to primary care. The content analysis technique with thematic categories was used for data analysis. Lack of resources and problems with primary health unit work processes (50.8%) were the reasons most frequently cited by emergency care physicians to explain this inadequate demand. Only 33.3% of the health unit professionals agreed that these occurrences should be attended in the primary healthcare services. The limited viewpoint of the role of health services on the unscheduled care, particularly among primary care professionals, possibly leads to restrictive practices for access by the population. <![CDATA[<b>Inequalities in mortality from cardiovascular diseases in small municipalities</b>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232012001100012&lng=en&nrm=iso&tlng=en Estudo ecológico que teve por objetivo identificar a mortalidade por doenças cardiovasculares nos municípios da 16ª Regional de Saúde (RS), no período de 2003 a 2007, verificando diferenças entre eles, a distribuição por sexo e idade e relacionando o coeficiente médio de mortalidade do período com variáveis socioeconômicas, de investimento, de cobertura e de acesso em saúde, buscando identificar alguns fatores que poderiam ser significativos para explicar estas diferenças. Foi realizada análise de correlação e regressão múltipla. Os resultados indicaram que em municípios com até 5000 habitantes a cobertura da Estratégia Saúde da Família pode representar um fator protetor melhor do que nos municípios maiores e a renda per capita tem menor influência na mortalidade. Encontrou-se relação direta entre as internações por doenças cardiovasculares e a mortalidade, principalmente nos municípios maiores. A regressão múltipla mostrou a despesa em saúde por habitante/ano como o fator mais relacionado com o aumento da mortalidade. Concluiu-se que as variáveis selecionadasno estudoexplicam apenas parcialmente as diferenças na mortalidade por doenças cardiovasculares em um grupo de municípios similares de uma regional de saúde no sul do Brasil.<hr/>The scope of this ecological study was to identify mortality from cardiovascular disease in the municipalities of the 16th Health Region of Rio Grande do Sul between 2003 and 2007. It looked at differences among them, sex and age distribution and related the mean coefficient of mortality during the period to socioeconomic variables of investment, healthcare coverage and access, seeking to identify a few factors that might be significant to explain these differences. Correlation and multiple regression were analyzed. The results indicated that in counties with up to 5000 inhabitants the Family Health Strategy coverage may be a better protective factor than in larger municipalities, and per capita income has less influence on mortality. A direct relationship was found between hospital admissions for cardiovascular disease and mortality, especially in the larger municipalities. Multiple regression showed health costs per inhabitant/year as the factor most closely related to increased mortality. It was concluded that the variables selected explain partially the differences in mortality caused by cardiovascular disease in a similar group of municipalities of a regional health area in southern Brazil. <![CDATA[<b>Regional differences in access to coronary bypass surgery in Brazil, 2002-2010</b>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232012001100013&lng=en&nrm=iso&tlng=en As taxas internação por angioplastia e cirurgia de revascularização vêm sendo usadas como proxies de acesso a serviços de alta complexidade. O objetivo é analisar sua evolução e discutir quais seriam as possíveis causas associadas às desigualdades regionais. Foram calculadas as taxas padronizadas de realização de angioplastia e cirurgia de revascularização por sexo e idade por 100 mil habitantes de 20 anos e mais, no período 2002 a 2010. A comparação com os dados internacionais mostra que o Brasil tem taxas menores que as observadas nos países da OECD. No Brasil, as taxas padronizadas de internação por angioplastia na população de 20 anos ou mais apresentaram uma tendência de crescimento, passando de 27,5 por 100 mil habitantes em 2002 para 39 por 100 mil em 2010. Na comparação das taxas padronizadas por idade e sexo entre as grandes regiões do Brasil, além das diferenças marcantes no eixo Norte - Sul, o que chama atenção é que mantenham um padrão estável e também as diferenças regionais. A constituição de redes assistenciais regionais hierarquizadas para cirurgias cardíacas constitui uma estratégia importante para: garantir a qualidade do cuidado, a optimização dos custos operacionais e reduzir as desigualdades no acesso entre as regiões brasileiras.<hr/>The hospitalization rates for angioplasty and coronary bypass surgery have been used as proxies for access to highly specialized services. The scope of this study is to analyze the evolution of these rates and discuss what are the possible causes associated with regional inequalities. Standardized rates of angioplasty and coronary bypass surgery by age and sex per 100,000 inhabitants aged 20 and over, in the period from 2002 to 2010 were calculated. Comparison with international data shows that Brazil has lower rates than those observed in OECD countries. In Brazil, the standardized rates of hospitalization for angioplasty in the population aged 20 and over showed an upward trend, rising from 27.5 per 100,000 in 2002 to 39 in 2010. When mortality rates by age and sex from different geographical regions were compared, besides the marked differences in the north - south axis, what is notable is the maintenance of a stable pattern of these rates and regional differences over the period analyzed. The definition of regional health care networks for cardiac surgery is an important strategy to ensure the quality of care, optimization of operating costs and reduction of inequalities in access to healthcare between Brazilian regions. <![CDATA[<b>Study on blindness</b>: <b>mortality of patients with chronic kidney disease during non-elective hemodialysis</b>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232012001100014&lng=en&nrm=iso&tlng=en A doença renal crônica (DRC) leva à falência renal e à necessidade de terapia renal substitutiva (TRS). A prevenção secundária pode retardar em muitos anos a evolução da doença. O presente estudo, retrospectivo, objetivou analisar os fatores prognósticos e estimar a mortalidade de portadores de doença renal crônica (DRC) secundária à hipertensão ou diabetes que iniciam a TRS por hemodiálise de emergência, desde a admissão hospitalar até a transferência para clínica-satélite ou óbito, no Rio de Janeiro. A taxa de mortalidade foi de 35,1%. Houve diferença significativa entre as curvas de sobrevida até o óbito, por doença de base (log-rank e Peto, p = 0,02) e por presença de fístula funcional (log-rank, p = 0,0099; Peto, p = 0,0090). A análise multivariada (modelo de Cox) mostrou aumento no risco de óbito de 7% (p = 0,002) por ano de idade; a presença de fístula funcional foi associada a uma redução de 81% no risco (p = 0,03). Conclui-se que um terço dos pacientes portadores de DRC por hipertensão e diabetes, que iniciam a TRS de forma não planejada, morrem no período entre a admissão hospitalar e a transferência para clínicas-satélites, o que indica baixo acesso à prevenção secundária na DRC, inclusive à cirurgia para a confecção da fístula arteriovenosa.<hr/>Chronic kidney disease (CKD) leads to renal failure and the need for renal replacement therapy (RRT). Secondary prevention may postpone CKD for many years. This retrospective study sought to analyze prognostic factors and estimate the mortality of patients with CKD secondary to diabetes mellitus and to hypertension that initiate RRT through non-elective hemodialysis at an emergency hospital unit in Rio de Janeiro, from hospital admission until transfer to referral units. The mortality rate was 35.1%. The study detected a significant difference between the survival curves according to disease etiology (log-rank and Peto, p=0.02) and the presence of functional arteriovenous fistulae (log-rank, p=0.0099; Peto, p=0.0090). Multivariate analysis (Cox model) revealed a 7% increase in the risk of death (p=0.002) by one-year increment in age; the presence of a functional fistule was associated to an 81% reduction in the risk of death (p=0.03). About one third of patients with CKD followed by hypertension or diabetes that initiate renal replacement therapy through non-elective hemodialysis die before being transferred to a referral unit, indicating low access to secondary prevention in CKD, including surgery for arteriovenous fistula creation. <![CDATA[<b>Market and public policy network failures</b>: <b>challenges and possibilities for the Brazilian Unified Health System</b>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232012001100015&lng=en&nrm=iso&tlng=en Os princípios e as diretrizes do Sistema Único de Saúde (SUS) impõem uma estrutura de assistência baseada em redes de políticas públicas que, combinada ao modelo de financiamento adotado, conduz a falhas de mercado. Isso impõe barreiras à gestão do sistema público de saúde e à concretização dos objetivos do SUS. As características institucionais e a heterogeneidade dos atores, aliadas à existência de diferentes redes de atenção à saúde, geram complexidade analítica no estudo da dinâmica global da rede do SUS. Há limitações ao emprego de métodos quantitativos baseados em análise estática com dados retrospectivos do sistema público de saúde. Assim, propõe-se a abordagem do SUS como sistema complexo, a partir da utilização de metodologia quantitativa inovadora baseada em simulação computacional. O presente artigo buscou analisar desafios e potencialidades na utilização de modelagem com autômatos celulares combinada com modelagem baseada em agentes para simulação da evolução da rede de serviços do SUS. Tal abordagem deve permitir melhor compreensão da organização, heterogeneidade e dinâmica estrutural da rede de serviços do SUS e possibilitar minimização dos efeitos das falhas de mercado no sistema de saúde brasileiro.<hr/>The principles and guidelines of the Brazilian Unified Health System (SUS) impose a healthcare service structure based on public policy networks which, combined with the financing model adopted, leads to market failings. This imposes barriers to the management of the public health system and the enactment of SUS objectives. The institutional characteristics and the heterogeneity of players, allied to the existence of different healthcare approaches, generate analytical complexity in the study of the global dynamics of the SUS network. There are limitations in the use of quantitative methods based on static analysis of retrospective SUS data. Thus, an approach taking SUS as a complex system using innovative quantitative methodology based on computational simulation is proposed. This paper sought to analyze challenges and possibilities of the combined application of cellular automata modeling and agent-based modeling for simulation of the evolution of the SUS healthcare service network. This approach should permit better understanding of the organization, heterogeneity and structural dynamics of the SUS service network and a minimization of the effects of market failings on the Brazilian health system. <![CDATA[<b>Factors associated with difficulty of access of the elderly with disabilities to the health services</b>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232012001100016&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este estudo propõe analisar quais variáveis se associam com a dificuldade no acesso de idosos com deficiência aos serviços de saúde. Trata-se de um estudo observacional analítico de caráter transversal, com uma amostra de 244 idosos com deficiência. Foram agrupados dados pertinentes ao perfil socioeconômico, à caracterização da deficiência e às condições de acessibilidade aos serviços de saúde. Para análise estatística descritiva e analítica dos dados, foi utilizado o software Statistical Package for the Social Science, versão 11.0. As variáveis de proteção para a dificuldade em ser atendido nos serviços de saúde foram: ausência de esgotos, bueiros, dejetos, sacos de lixos, ou pisos quebrados; ausência de degraus nas calçadas e existência de calçamento; presença de transporte; facilidade na marcação de consultas; e o baixo tempo de espera para ser atendido. O somatório dos fatores expostos mostra que as barreiras arquitetônicas e situação atual de atenção à saúde precisam ser adequadas, visando o ingresso e utilização plena dos idosos com deficiência aos serviços de saúde.<hr/>This study seeks to analyze which are the variables associated with the difficulty of elderly people with disabilities gaining access to the health services. This is an observational study of an analytical cross-sectional nature, with a sample of 244 elderly people with disabilities. Data relating to socio-economic profile, the nature of the disability, and the conditions of access to health services were gathered. Version 11.0 of the Statistical Package for the Social Sciences software was used for descriptive, statistical and analytical assessment of the data. The protection variables for difficulties in being treated in the health services were: the lack of drains, culverts, trash, bags of refuse, or irregular floor surfaces; the absence of ramps on sidewalks and pavements; the availability of transport; ease in scheduling appointments; and the length of the waiting period to be attended. The number of factors listed shows that the architectonic barriers and the current situation of healthcare need to be adequate in order to ensure full access and use by the elderly with disabilities to the health services. <![CDATA[<b>Therapeutic itineraries of users of medication in a unit of the Family Heatlh Strategy</b>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232012001100017&lng=en&nrm=iso&tlng=en Itinerários terapêuticos representam os caminhos percorridos por indivíduos na tentativa de solucionar seus problemas de saúde. Este trabalho analisou o percurso de usuários, quando não foram atendidas as necessidades prescritivas de medicamentos em uma Unidade de Estratégia de Saúde da Família de Porto Alegre, RS. Utilizou-se o cadastro de usuários que não tiveram suas necessidades prescritivas atendidas, efetuou-se um questionário em visita domiciliar. Os entrevistados usuários tinham idade entre 53 e 85 anos. Os principais problemas relatados foram a falta de recursos financeiros, dificuldade física de locomoção, efeitos colaterais, receita médica não legível, falta do medicamento nas Farmácias Distritais, receios relacionados a efeitos atribuídos ao medicamento, "burocracia". Quando não disponível o medicamento na unidade de saúde, a maioria dos usuários (60%) referiu comprar. Com relação à comunicação da equipe de saúde da família na orientação dos fluxos que o usuário deveria acessar para adquirir o medicamento, 25% dos entrevistados referiram que a equipe não forneceu informações necessárias para a aquisição do medicamento que estava faltando.<hr/>Therapeutic itineraries represent the trajectories taken by individuals in an attempt to resolve their health problems. The objective of this study was to analyze the trajectory when user prescription medication needs were not met in a Family Health Strategy Unit of the city of Porto Alegre. A database of users whose prescription needs were not fully met and the application of a questionnaire during home visits was performed. Users interviewed were between 53 and 85 years of age. The main problems reported were lack of money, physical difficulty in locomotion, side effects, illegible prescriptions, unavailability of medication in the local pharmacies of the city, fear of effects attributed to the medication, and "bureaucracy." When the medication is not available at the health unit, most users (60%) reported buying it. With respect to the communication of the family health team in the orientation of ways that the user can gain access to the medication, 25% of the respondents reported that the team did not provide necessary information about the alternate location for the acquisition of the medication that was lacking. <![CDATA[<b>A method for the implementation and promotion of access to comprehensive and complementary primary healthcare practices</b>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232012001100018&lng=en&nrm=iso&tlng=en A oferta de Práticas Integrativas e Complementares no Sistema Único de Saúde é estimulada para ampliar a integralidade da atenção e o acesso às mesmas, mas é um desafio incorporá-las aos serviços. Nosso objetivo é apresentar um método de implantação das PIC na Atenção Primária à Saúde, derivado da análise de experiências municipais, resultado parcial de estudo de mestrado cuja metodologia foi a pesquisa-ação. O método envolve 4 fases:1 - definição do núcleo responsável pela implantação e sua solidificação; 2 - análise situacional, com mapeamento de profissionais competentes já existentes; 3 - regulamentação, organização do acesso e legitimação; 4 - ciclo de implantação: pactuação de planos locais, tutoria e atividades de educação permanente em saúde. As fases são descritas, fundamentadas e sucintamente discutidas. O método estimula o desenvolvimento de ações racionais e sustentáveis, fomenta a gestão participativa, a construção da integralidade e a ampliação responsável do cuidado realizado na Atenção Primária à Saúde através da oferta progressiva e sustentável de Práticas Integrativas e Complementares.<hr/>The rendering of integrated and complementary practices in the Brazilian Unified Health System is fostered to increase the comprehensiveness of care and access to same, though it is a challenge to incorporate them into the services. Our objective is to provide a simple method of implementation of such practices in Primary Healthcare, derived from analysis of experiences in municipalities, using partial results of a master's thesis that employed research-action methodology. The method involves four stages: 1 - defininition of a nucleus responsible for implementation and consolidation thereof; 2 - situational analysis, with definition of the existing competent professionals; 3 - regulation, organization of access and legitimation; and 4 - implementation cycle: local plans, mentoring and ongoing education in health. The phases are described, justified and briefly discussed. The method encourages the development of rational and sustainable actions, sponsors participatory management, the creation of comprehensivenessand the broadening of care provided in Primary Healthcare by offering progressive and sustainable comprehensive and complementary practices. <![CDATA[<b>Analysis of demand for family medical care in Brazil using the International Classification of Primary Care</b>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232012001100019&lng=en&nrm=iso&tlng=en Em vários países, motivos de contatos entre pacientes e a Atenção Primária (APS) são codificados pela Classificação Internacional da Atenção Primária (CIAP-2). Tal instrumento permite avaliar as razões que levam pessoas a buscarem cuidados, sendo útil no planejamento de estratégias para contemplar as necessidades de saúde da população. Objetivo: estudar os principais motivos de consulta na demanda espontânea da atenção primária em município de médio porte brasileiro. Metodologia: considerou-se todos os registros de acolhimento num mês típico de trabalho de três médicos residentes de medicina de família e comunidade. Os dados foram extraídos de banco de dados secundário, classificados com a CIAP-2 e analisados estatisticamente. Resultados: avaliou-se 1222 registros de consultas; 32 motivos representaram 50% dos contatos. As razões mais frequentes de busca por cuidados relacionavam-se ao capítulo Geral e inespecífico. Quase 20% das consultas ocorreram por motivos administrativos. Sexo feminino e aumento da idade determinaram maior número de motivos para consultar. Conclusão: conhecer os motivos de consulta por gênero e idade pode ajudar as equipes no enfrentamento dos problemas de saúde apresentados no acolhimento - ponto crítico do acesso à APS.<hr/>In various countries, motives for contact of patients with Primary Health Care (PHC) is classified by the International Classification of Primary Care (ICPC-2). This instrument enables the assessment of why people seek care, thereby assisting in planning strategies to attend the population's health needs. The scope of this study was to identify the main reasons for same-day appointments in PHC units of a medium-sized Brazilian city. The methodology used was to examine all records of a typical month of three family practice residents. Data were extracted from a secondary database of same-day appointments during the spring of 2010, classified with ICPC and then statistically analyzed. 1222 records were considered; 32 motives accounted for 50% of contacts. Most common motives were related to the General and Unspecific chapter of the ICPC. About 20% of visits occurred for administrative reasons. Female sex and greater age were determinants of greater motives for consultation. Knowing the motives for appointments by gender and age may help PHC teams in tackling health problems at the critical point of access to PHC. <![CDATA[<b>Rationale and knowledge for the universal implementation of sanitation in areas of social vulnerability</b>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232012001100020&lng=en&nrm=iso&tlng=en A adoção de princípios de equidade e universalidade previstos na legislação do setor de saneamento demanda discussões sobre inovação. O modelo existente foi capaz de suprir demandas sanitárias, mas não conseguiu atender todas as áreas do país, restando disparidades em regiões carentes. A universalização do saneamento exige identificação dos saberes que irão promovê-la e análise do modelo hoje adotado, para chegar-se a nova proposição. Exige reflexão de como diferentes visões sobre o processo de saneamento são percebidas e consideradas para definição de políticas públicas, especialmente na saúde, e na compreensão de suas complexidades e importância na confirmação de práticas sociais e de desenhos organizativos. Os modelos organizativos e dispositivos são debatidos para contribuir à universalização dos serviços em áreas urbanas por meio da revisão bibliográfica e avaliação de práticas do setor. Como conclusão, entende-se que aceitar um determinado conceito ou ideia em saneamento implica escolher certas intervenções efetivas sobre a rede e a vida dos usuários individuais, e implica uma redefinição do espaço em que se exerce o controle e gestão das redes de saneamento, de modo que os usuários conectados sejam entendidos como coletivos com diferentes interesses.<hr/>The adoption of principles of equality and universality stipulated in legislation for the sanitation sector requires discussions on innovation. The existing model was able to meet sanitary demands, but was unable to attend all areas causing disparities in vulnerable areas. The universal implementation of sanitation requires identification of the know-how that promotes it and analysis of the model adopted today to establish a new method. Analysis of how different viewpoints on the restructuring process is necessary for the definition of public policy, especially in health, and understanding its complexities and importance in confirming social practices and organizational designs. These are discussed to contribute to universal implementation of sanitation in urban areas by means of a review of the literature and practices in the industry. By way of conclusion, it is considered that accepting a particular concept or idea in sanitation means choosing some effective interventions in the network and on the lives of individual users, and implies a redefinition of the space in which it exercises control and management of sewerage networks, such that connected users are perceived as groups with different interests. <![CDATA[<b>Access to primary health care in a sanitary district of Salvador</b>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232012001100021&lng=en&nrm=iso&tlng=en A procura e utilização dos serviços de saúde resulta de um conjunto de determinantes que incluem características socioeconômicas, demográficas, de saúde e da organização da oferta dos serviços. OBJETIVO: Caracterizar a acessibilidade e a utilização de serviços de saúde em duas Unidades de Saúde da Família (USF) do Distrito Sanitário da Liberdade (DSL), caracterizando o perfil de utilização e identificando fatores relacionados à acessibilidade sócio-organizacional e geográfica. MÉTODOS: Estudo transversal de base populacional com indivíduos de idade entre 20 e 75 anos, residentes da área de abrangência de duas USF. Analisou-se a acessibilidade segundo a procura ao serviço de saúde, a partir das características sócio-organizacional e geográfica e a utilização para consultas médicas na USF de referência. RESULTADOS: Mais de 50% dos entrevistados procuraram o serviço das USF e destes 78,7% afirmaram ter utilizado a consulta. Em relação à acessibilidade organizacional encontraram-se problemas como longo tempo de espera pela consulta. DISCUSSÃO: Barreiras geográficas foram encontradas no processo de utilização da USF, contudo estas não impediram a realização da consulta. A utilização da USF local foi maior entre as pessoas com menor nível socioeconômico.<hr/>The demand for and use of health services results from a set of determinants that include socioeconomic, demographic and health characteristics and organization of the supply of services. The scope of this paper is to define access to and use of the health services in two Family Health Units (FHUs) of the sanitary district of Liberdade, establishing the pattern of use and identifying factors related to socio-organizational and geographical access. A cross-sectional population-based survey was conducted on individuals aged between 20 and 75 resident in the area covered by the two FHUs. Access to health services was analyzed based on the socio-organizational and geographic characteristics and according to the demand for medical appointments. Over 50% of respondents sought the service of FHUs and of these 78.7% reported attending the appointment. With respect to organizational access, problems were encountered, such as long waiting times for consultation. Geographical barriers were ascertained in the use of FHUs, but these did not prevent the realization of medical consultation. The use of FHUs was higher among people with lower socioeconomic status. <![CDATA[<b>Access to dental care during prenatal assistance</b>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232012001100022&lng=en&nrm=iso&tlng=en Objetivou-se avaliar a resposta autopercebida da assistência odontológica no acompanhamento pré-natal do Sistema Único de Saúde (SUS) da Região Metropolitana da Grande Vitória, Espírito Santo, Brasil. Foram entrevistadas 1032 puérperas e copiados 1006 cartões de gestantes. A autopercepção da puérpera foi medida pelo Oral Health Índex Profile-14. Quando identificado o impacto, considerou-se adequada a assistência odontológica prestada nos níveis educativo, preventivo e curativo. Na ausência de impacto, foi considerada adequada a assistência nos dois níveis iniciais. Testes de qui-quadrado verificaram a associação entre a assistência pré-natal e a odontológica. A prevalência de impacto da saúde bucal na qualidade de vida foi 14,7%. A assistência odontológica recebida pelas puérperas no nível educativo foi 41,3%, no nível preventivo 21,0% e no nível curativo 16,6%. A realização de seis ou mais consultas pré-natais e de atividades educativas estiveram fortemente associadas à assistência odontológica adequada (p < 0,05). O acesso a serviços odontológicos é facilitado quando gestantes frequentam mais os serviços de saúde e realizam atividades educativas no pré-natal. Portanto, medidas educativas parecem sinalizar a melhoria da assistência pré-natal no SUS.<hr/>This study sought to evaluate the self-perceived response to dental care during prenatal assistance in the Unified Health System (SUS) in the Metropolitan Region of Vitória, Espírito Santo, Brazil. 1032 postpartum women were interviewed and 1006 prenatal records copied. Postpartum women's self-perceived response was measured by the Oral Health Index Profile-14. When an impact was identified, dental care rendered in educational, preventive and curative terms was considered adequate. When there was no impact, assistance was considered adequate in educational and preventive terms. The Chi-square test revealed an association between prenatal care and dental care. Oral health impact on quality of life was 14.7%. Dental care received by mothers in educational terms was rated at 41.3%, while in preventive terms it was 21% and in curative terms it was 16.6%. Six or more prenatal appointments coupled with educational activities was closely associated with adequate dental care (p < 0.05). Access to dental care is facilitated when pregnant women attend health services and become involved in educational activities during the prenatal period. Consequently, educational measures appear to indicate an improvement in prenatal care in the SUS. <![CDATA[<b>Access and comprehensiveness</b>: <b>the viewpoint of users of a mental health network</b>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232012001100023&lng=en&nrm=iso&tlng=en Objetivo do presente trabalho foi analisar as compreensões dos usuários dos Centros de Atenção Psicossocial sobre a atenção em saúde mental, com foco na integralidade e no acesso. Estudo de abordagem qualitativa com referencial teórico-metodológico da Avaliação de Quarta Geração e aplicação da técnica do Círculo Hermenêutico Dialético. Foram entrevistados 12 usuários de dez serviços de saúde mental de Fortaleza, de março a maio de 2011. Os temas do estudo foram agrupados a partir das narrativas, tendo como referencial de análise a hermenêutica de Paul Ricoeur. As categorias temáticas trabalhadas foram: compreensões sobre atenção em saúde mental; tempos quebrados: conflitos entre as ofertas e as necessidades subjetivas de receber; aproximações e distanciamentos: entre a tutela e autonomia; ausência e pertença: CAPS aberto e não comunitário e entre o estigma e a humanização do cuidado. Os principais achados: os CAPS são vistos como espaço de convivência capaz de estabelecer redes afetivas e sociais; estigmas, preconceitos e tutela estão presentes nos serviços, nas famílias e na comunidade; as práticas manicomiais persistem nos serviços substitutivos; a humanização do cuidado amplia o acesso e o vínculo com os serviços; a trajetória dos usuários no SUS ocorre devido às suas necessidades sociais e de saúde.<hr/>This article analyzes user viewpoints regarding mental health care, with a focus on comprehensiveness and access at Psychosocial Care Centers (PCCs). It is a qualitative study with theoretical and methodological references of the Fourth Generation Evaluation and application of the Hermeneutic Dialectic Circle technique. Twelve users of ten mental health services in Fortaleza were interviewed from March to May 2011. Themes of the study were grouped from the narratives, with the hermeneutics of Paul Ricoeur as the benchmark for analysis. The thematic categories were: viewpoints on mental healthcare; conflicts between supply and the subjective need to receive; similarities and differences: from tutelage to autonomy; absence and belonging: open PCCs and non-community centers; between stigma and humanization. The main findings are: the PCCs are seen as spaces for conviviality able to establish affective and social networks; stigma, prejudice and tutelage are present in the services, in their families and in the community; asylum practices persist in alternative services; the humanization of care extends access and bonding in the services; the trajectory of users of the Unified Health System occurs due to their social and health needs. <![CDATA[<b>Delay in the search for health services for the diagnosis of tuberculosis in Ribeirao Preto, Sao Paulo</b>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232012001100024&lng=en&nrm=iso&tlng=en Foi analisado o atraso na busca por serviço de saúde para o diagnóstico da Tuberculose (TB) em Ribeirão Preto, 2009, em um estudo epidemiológico, transversal, realizado com 94 doentes. Utilizou-se questionário baseado no Primary Care Assessment Tool, adaptado para avaliar a atenção à TB. Estabeleceu-se a mediana (15 dias ou mais) para caracterizar atraso na busca pelo primeiro atendimento. Através da Razão de Prevalência, identificaram-se as variáveis relacionadas ao maior atraso. O primeiro serviço de saúde procurado foi o de pronto atendimento (57,4%). Verificou-se um maior tempo na procura pelos serviços de saúde entre os doentes: do sexo masculino; com idade entre 50 a 59 anos; com renda familiar inferior a cinco salários mínimos; forma pulmonar; casos novos; não coinfecção TB/HIV; não consumiam bebida alcoólica, conhecimento satisfatório sobre TB (apresentou significância estatística na associação com o atraso) e que não procuravam o serviço de saúde próximo do domicílio antes de ter TB. Verificou-se a necessidade de capacitação para os profissionais de saúde quanto aos sinais e sintomas da doença, reduzindo as barreiras de acesso ao diagnóstico oportuno da TB e divulgação ampla para a comunidade em geral.<hr/>The scope of this paper is to analyze delays in locating health services for the diagnosis of tuberculosis in Ribeirao Preto in 2009. An epidemiological and cross-sectional study was conducted with 94 TB patients undergoing treatment. A structured questionnaire, based on the Primary Care Assessment Tool adapted for TB care was used. A median (15 days or more) was established to characterize delay in health attendance. Using the Prevalence Ratio, the variables associated with longer delay were identified. The first healthcare services sought were the Emergency Services (ES) (57.5%). The longest period between seeking assistance occurred among males, aged between 50 and 59, who earned less than five minimum wages, had pulmonary TB, were new cases, were not co-infected with TB/HIV, did not consume alcohol, had satisfactory knowledge about TB before diagnosis (with a statistically significant association with delay) and who did not seek healthcare close to home before developing TB. There is a perceived need for training healthcare professionals about the signs and symptoms of the disease, reducing barriers of access to timely diagnosis of TB and widely disseminating it to the community in general. <![CDATA[<b>Routes to care</b>: <b>the itineraries of people living with HIV</b>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232012001100025&lng=en&nrm=iso&tlng=en O adoecimento pelo HIV na atualidade apresenta-se como crônico e controlável. Assim, torna-se pertinente considerar as implicações das trajetórias individuais da busca de cuidado na vida cotidiana de seus portadores. Essas trajetórias são configuradas pelos caminhos que os usuários fazem em busca de respostas a seu adoecimento. Este estudo, de caráter qualitativo, objetivou analisar o itinerário terapêutico das pessoas convivendo com HIV/Aids. Os sujeitos da pesquisa foram homens e mulheres com o vírus HIV, assistidos em um Serviço de Assistência Especializada e no Hospital Universitário, ambos públicos localizados em um município de Minas Gerais. A abordagem dos participantes deu-se por meio de entrevista e para análise dos dados elegeu-se a técnica de análise temática. Dos caminhos singulares que desenharam essas narrativas, emergiram os itinerários dessas pessoas que convivem com o HIV. Estes abrangeram temas como as peregrinações e a forma de entrada no sistema de atendimento, as implicações do custo e acesso, a gestão do tratamento e a importância das relações de vínculo. Essas questões que nortearam a organização do trabalho permitiram inferir sobre as fragilidades e as fortalezas presentes no sistema de atendimento ao portador do HIV, ao ser considerada a vivência pessoal desses indivíduos em primeiro plano.<hr/>Living with HIV infection is currently chronic but manageable. Therefore, it is important to consider the implications of individual trajectories of seeking care for the disease in the daily life of its carriers. These trajectories are in the routes followed by users seeking answers to their illness. This qualitative study sought to analyze the therapeutic itinerary of people living with HIV/AIDS. The subjects studied were men and women with HIV attended in a Specialized Healthcare unit and the University Hospital, both public services located in a municipality of Minas Gerais state, Brazil. The participants were approached through interviews and data were analyzed using the thematic analysis technique. From the individual routes that permeated these narratives, the itineraries of individuals living with HIV emerged. These covered topics such as being sent from place to place and finally discovering how to enter the care system, the implications of cost and access, management of treatment and the importance of affiliation bonds. These questions that oriented the work made it possible to infer the strengths and weaknesses in the healthcare service to the HIV carrier, by considering the personal experience of these individuals. <![CDATA[<b>Evaluation of the pre-test counseling process in the HIV Testing and Counseling Centers in Rio de Janeiro State</b>: <b>the perception of users and health professionals</b>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232012001100026&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este estudo objetiva avaliar o processo de aconselhamento pré-teste nos Centros de Testagem e Aconselhamento (CTA) do estado do Rio de Janeiro, tendo como base a percepção dos usuários e dos profissionais de saúde. Foi realizado inquérito populacional com aplicação de questionário estruturado para uma amostra de usuários e aconselhadores de nove CTA. A análise foi realizada de forma quantitativa, avaliando o grau de satisfação nos indicadores de infraestrutura; acolhimento; relação usuário-aconselhador; e, territorialidade, acesso e disponibilidade. Dos usuários entrevistados 58,1% referiram estar muito satisfeitos com o serviço oferecido, e 38,7% satisfeitos, segundo análise do conjunto dos indicadores. Grande parte dos profissionais de saúde entrevistados (80,9%) também disse estar satisfeita. Embora tenha sido encontrado um alto índice de satisfação, foram identificadas queixas quanto aos aspectos estruturais e processuais que demandam atenção dos gestores e profissionais de saúde para a melhoria da qualidade do serviço prestado.<hr/>This study sought to evaluate the pre-test counseling process in the HIV Testing and Counseling Centers (CTA) in Rio de Janeiro State, based on the perceptions of users and health professionals. A population survey was performed, based on a structured questionnaire given to a sample of users and counselors of nine CTAs. Quantitative analyses were employed to evaluate the degree of satisfaction in relation to infrastructure indicators of the way patients are received and treated, the user-counselor relationship, and territoriality, accessibility and availability. Among the CTA users interviewed, 58.1% were very satisfied and 38.7% were satisfied with the care received, according to analysis of set of indicators. The majority of health professionals (80.9%) interviewed also declared their satisfaction. Despite the high level of satisfaction, some complaints regarding structural and procedural aspects were identified, which call for the attention of the health managers and professionals for the enhancement of the quality of the service rendered. <![CDATA[<b>Characteristics of the access and utilization of public dental services in medium-sized cities</b>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232012001100027&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este estudo de corte transversal descreve as principais características de acesso e utilização de serviços odontológicos básicos e especializados em dois municípios de médio porte da Bahia com 100% de cobertura da Estratégia de Saúde da Família. Realizou-se um inquérito com 2.539 indivíduos de idade acima de 15 anos em 952 domicílios. As principais variáveis analisadas foram a necessidade de saúde bucal percebida, a procura pelo serviço, a barreira de acesso organizacional e o tipo de serviço e o procedimento utilizado. A utilização de serviços públicos odontológicos especializados foi de 11,7% e básicos de 26%. No município com maior utilização de serviços públicos odontológicos, foi menor o uso de serviços privados. A principal barreira de acesso situou-se na AP (Atenção Primária), entre 5,0% e 15,2%. Observou-se pouca interface da atenção secundária com a AP já que apenas 16,6% dos usuários retornaram a esse nível de atenção. Pode-se concluir que a principal barreira de acesso, em municípios com realidades organizacionais e geográficas específicas parece se situar na AP. Ações preventivas individuais foram pouco relatadas. Recomenda-se a redução de barreiras de acesso na AP, bem como a instituição de um protocolo que estimule a longitudinalidade do cuidado nesse nível.<hr/>This cross-sectional study sought to describe the main characteristics of access and utilization of primary and specialized public dental services in two medium-sized cities in Bahia with 100% coverage of the Family Health Program. A survey of 952 households and 2.539 individuals aged over 15 years was conducted. The main variables analyzed were: perceived oral health needs, demand for the service, barriers of organizational access and the type of service and procedure utilized. The use of specialized public dental services was of 11.7% and primary care was 26%. In the city where there was greater use of public dental services, there was less use of private services. The main barrier to access remained in primary care (from 5.0% to 15.2%). There was little interface between secondary care a primary care, as only 16.6% of users returned to this level of care. In conclusion, the main barrier to access in cities with specific organizational and geographic realities appears to be in primary dental care. Individual preventive actions were little reported. It is recommended that barriers to access in primary care be eliminated, and also that a protocol (clinical guides) be established to foster the continuity and longitudinality of primary dental care. <![CDATA[<b>Characteristics of consultation and mothers' satisfaction in primary care for children under 5 years of age, Fortaleza, Brazil</b>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232012001100028&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este estudo tem por objetivo descrever aspectos relacionados às dimensões de acesso, características do atendimento e fatores associados à satisfação das mães em Fortaleza, Ceará. Estudo observacional, transversal, de base populacional, realizado em 2008. Foram incluídas famílias que tinham ao menos uma criança menor de 5 anos residindo no domicilio e que fossem usuárias do Sistema Único de Saúde (SUS). Para as associações estatísticas utilizou-se o qui-quadrado de Pearson e quando pertinente o teste exato de Fisher. Participaram do estudo 350 famílias. A maioria dos motivos alegados para a consulta era por doença e, em maior escala, realizada por médicos; dois terços das mães referiram ter ficado satisfeitas com o ultimo atendimento recebido pela criança. Os principais fatores associados a essa satisfação foram: o profissional ter tratado a mãe/criança pelo nome, o atendimento ter ocorrido no dia em que a mãe necessitou e a sala de espera da unidade possuir entretenimento. O acesso à atenção primária foi bem avaliado, sendo considerado como um ponto positivo. A satisfação das usuárias está relacionada com a relação estabelecida com os profissionais de saúde, porém a organização do serviço e a infraestrutura das unidades ainda são considerados pontos frágeis.<hr/>The scope of this study is to describe aspects related to the dimensions of access, the service characteristics and factors associated with satisfaction of mothers in the city of Fortaleza, Ceará. It is an observational, cross-sectional population-based study conducted in 2008 in Fortaleza, Ceará. Families with at least one child under 5 years of age living at home and who were users of the Unified Health System (SUS) were included, The Pearson chi-square test, and when appropriate the Fisher exact test, were used for the statistical associations. The study included 350 families. Most reasons given for the consultation was sickness and on a larger scale, performed by physicians; 2/3 of mothers reported having been satisfied with the last service received by the child. The main factors associated with satisfaction were: the doctors who treated the mother/child called them by name, the service was given on the day that the mother needed and the waiting room of the unit had entertainment. Access to primary care was well evaluated. The satisfaction of users is related to the relationship established with health professionals, however the organization of the service and infrastructure of the units are still considered weak points. <![CDATA[<b>Care for patients with Chronic Kidney Disease at the primary healthcare level</b>: <b>considerations about comprehensiveness and establishing a matrix</b>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232012001100029&lng=en&nrm=iso&tlng=en A Doença Renal Crônica é um problema de saúde pública crescente no mundo. A detecção e o tratamento precoces reduziriam as altas taxas de morbimortalidade e os custos associados. Este trabalho buscou identificar o panorama do acesso ao cuidado a partir da conduta dos médicos da Atenção Primária à Saúde na linha de cuidado da doença. Aplicaram-se questionários para 62 médicos de família dos Centros de Saúde da Família do município de Fortaleza. Os achados apontam que a Taxa de Filtração Glomerular foi mensurada por apenas 8.1% dos médicos para pacientes diabéticos e 4.8% para pacientes hipertensos. Mais da metade dos médicos (51.2%) referenciariam o paciente apresentando redução leve/moderada da Taxa de Filtração Glomerular ao nível secundário. Por outro lado, 25.8% dos médicos não referenciariam o paciente com Doença Renal Crônica avançada ao especialista. A lacuna entre esses dois níveis da atenção implica em barreira de acesso ao usuário, podendo comprometer avanços no plano da integralidade. A criação de novos dispositivos no processo de trabalho torna-se urgente e o apoio matricial apresenta-se como proposta viável para a articulação das ações entre os níveis da atenção no cuidado do portador da Doença Renal Crônica ou seus fatores de risco.<hr/>Chronic kidney disease is a public health problem throughout the world. Early detection and treatment can reduce morbidity, mortality and associated expenditures. The objective of this research is to examine primary healthcare from a physician's perspective, evaluating the patient's access to other levels of healthcare. Questionnaires were given to 62 family physicians working in primary healthcare units in the city of Fortaleza. Glomerular filtration rate was measured by only 8.1% of the physicians when evaluating patients with diabetes and 4.8% when evaluating hypertensive patients. The majority of physicians (51.2%) refer patients with slight/moderate Glomerular filtration rate reduction to a nephrologist. On the other hand, 25.8% do not refer patients with advanced chronic kidney disease reduction to a specialist. The gap between these levels of healthcare creates a barrier to user access, prejudicing comprehensive healthcare. The creation of new work processes is urgently required and the matrix process is a viable option to connect these healthcare levels for the care of patients with chronic kidney disease or its main risk factors (diabetes and arterial hypertension). <![CDATA[<b><i>Planejamento em Saúde</i> - Conceitos, Métodos e Experiências</b>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232012001100030&lng=en&nrm=iso&tlng=en A Doença Renal Crônica é um problema de saúde pública crescente no mundo. A detecção e o tratamento precoces reduziriam as altas taxas de morbimortalidade e os custos associados. Este trabalho buscou identificar o panorama do acesso ao cuidado a partir da conduta dos médicos da Atenção Primária à Saúde na linha de cuidado da doença. Aplicaram-se questionários para 62 médicos de família dos Centros de Saúde da Família do município de Fortaleza. Os achados apontam que a Taxa de Filtração Glomerular foi mensurada por apenas 8.1% dos médicos para pacientes diabéticos e 4.8% para pacientes hipertensos. Mais da metade dos médicos (51.2%) referenciariam o paciente apresentando redução leve/moderada da Taxa de Filtração Glomerular ao nível secundário. Por outro lado, 25.8% dos médicos não referenciariam o paciente com Doença Renal Crônica avançada ao especialista. A lacuna entre esses dois níveis da atenção implica em barreira de acesso ao usuário, podendo comprometer avanços no plano da integralidade. A criação de novos dispositivos no processo de trabalho torna-se urgente e o apoio matricial apresenta-se como proposta viável para a articulação das ações entre os níveis da atenção no cuidado do portador da Doença Renal Crônica ou seus fatores de risco.<hr/>Chronic kidney disease is a public health problem throughout the world. Early detection and treatment can reduce morbidity, mortality and associated expenditures. The objective of this research is to examine primary healthcare from a physician's perspective, evaluating the patient's access to other levels of healthcare. Questionnaires were given to 62 family physicians working in primary healthcare units in the city of Fortaleza. Glomerular filtration rate was measured by only 8.1% of the physicians when evaluating patients with diabetes and 4.8% when evaluating hypertensive patients. The majority of physicians (51.2%) refer patients with slight/moderate Glomerular filtration rate reduction to a nephrologist. On the other hand, 25.8% do not refer patients with advanced chronic kidney disease reduction to a specialist. The gap between these levels of healthcare creates a barrier to user access, prejudicing comprehensive healthcare. The creation of new work processes is urgently required and the matrix process is a viable option to connect these healthcare levels for the care of patients with chronic kidney disease or its main risk factors (diabetes and arterial hypertension).