Scielo RSS <![CDATA[Revista Brasileira de Epidemiologia]]> http://www.scielosp.org/rss.php?pid=1415-790X20080003&lang=en vol. 11 num. 3 lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielosp.org/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielosp.org <![CDATA[Editorial]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-790X2008000300001&lng=en&nrm=iso&tlng=en <![CDATA[<B>Association measures in cross-sectional studies with complex sampling</B>: <B>odds ratio and prevalence ratio</B>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-790X2008000300002&lng=en&nrm=iso&tlng=en O objetivo deste estudo foi apresentar e discutir a utilização das medidas de associação: razão de chances e razão de prevalências, em dados obtidos de estudo transversal realizado em 2001-2002, utilizando-se amostra estratificada por conglomerados em dois estágios (n=1.958). As razões de chances e razões de prevalências foram estimadas por meio de regressão logística não condicional e regressão de Poisson, respectivamente, utilizando-se o pacote estatístico Stata 7.0. Intervalos de confiança e efeitos do desenho foram considerados na avaliação da precisão das estimativas. Dois desfechos do estudo transversal com diferentes níveis de prevalência foram avaliados: vacinação contra influenza (66,1%) e doença pulmonar referida (6,9%). Na situação em que a prevalência foi alta, as estimativas das razões de prevalência foram mais conservadoras com intervalos de confiança menores. Na avaliação do desfecho de baixa prevalência, não se observaram grandes diferenças numéricas entre as estimações das razões de chances e razões de prevalência e erros-padrão obtidos por uma ou outra técnica. O efeito do desenho maior que a unidade indicou que a amostragem complexa, em ambos os casos, aumentou da variância das estimativas. Cabe ao pesquisador a escolha da técnica e do estimador mais adequado ao seu objeto de estudo, permanecendo a escolha no âmbito epidemiológico.<hr/>The objective for this paper was to present and discuss the use of odds ratios and prevalence ratios using real data with a complex sampling design. We carried out a cross-sectional study using data obtained from a two-stage stratified cluster sample from a study conducted in 2001-2002 (n = 1,958). Odds ratios and prevalence ratios were obtained by unconditional logistic regression and Poisson regression, respectively, for later comparison using the Stata statistical package (v. 7.0). Confidence intervals and design effects were considered in the evaluation of the precision of estimates. Two outcomes of a cross-sectional study with different prevalences were evaluated: vaccination against influenza (66.1%) and self-referred lung disease (6.9%). In the high-prevalence scenario, using prevalence ratios the estimates were more conservative and we found narrower confidence intervals. In the low-prevalence scenario, we found no important numeric differences between the estimates and standard errors obtained using the two techniques. A design effect greater than one indicates that the sample design has increased the variance of the estimate. However, it is the researcher's task to choose which technique and measure to use for each data set, since this choice must remain within the scope of epidemiology. <![CDATA[<B>Estimation of underreporting of AIDS cases in a Brazilian Northeast metropolis</B>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-790X2008000300003&lng=en&nrm=iso&tlng=en A subnotificação de casos de Aids representa um dos principais problemas da vigilância epidemiológica da Aids. Este trabalho teve como objetivo conhecer a subnotificação dos casos de Aids em adultos, no município de Fortaleza, nos anos de 2002 e 2003. Estimou-se ainda a subnotificação em dois hospitais de referência, Hospital São José - HSJ e Hospital Geral de Fortaleza - HGF. Utilizou-se o método de captura e recaptura com base nos dados secundários do Sistema de Informação de Agravos de Notificação - Sinan, Sistema de Controle de Exames Laboratoriais - Siscel e Sistema de Informações sobre Mortalidade-SIM. Os três sistemas foram comparados dois a dois e considerados como notificados os casos confirmados no Sinan. Os casos foram emparelhados no Programa RecLink II. Após este processo, foram selecionados os casos elegíveis para aplicação do método de captura e recaptura, com a utilização dos estimadores de Lincoln-Petersen e o de Chapman. A subnotificação estimada para Fortaleza foi de 33,1% e 14,1%, ao se comparar o Sinan com Siscel e SIM, respectivamente. No HSJ e HGF, a subnotificação foi de 5,4% e 90,5% na mesma ordem, comparando o Sinan com o Siscel. Este trabalho demonstrou elevada subnotificação de casos de Aids em Fortaleza. A subnotificação, quando avaliada por fonte, isto é, comparando-se o Siscel com o Sinan, é mais de duas vezes superior àquela estimada quando se compara as fontes SIM com Sinan, o que demonstra ser o Siscel uma importante fonte de notificação de casos de Aids. Portanto, recomenda-se que o Sinan-Aids seja comparado, periodicamente, com todas as fontes de informações disponíveis que possam contribuir para a redução da subnotificação de Aids.<hr/>Underreporting is one of the main challenging epidemiologic AIDS surveillance is faced with. The objective of this study was to estimate the level of underreporting of AIDS in adults in Fortaleza in the 2002-2003 period. In addition, the level of underreporting at two referral hospitals (Hospital São José - HSJ, and Hospital Geral de Fortaleza - HGF) was estimated. The study used the capture-recapture method and relied on three secondary databases: SINAN (national disease surveillance), SISCEL (laboratory test control), and SIM (mortality information). SINAN was compared to SISCEL and to SIM. Cases confirmed by SINAN were considered as reported. Cases from the databases were paired using the RecLink II software. Subsequently cases eligible for the capture-recapture method were selected using the Lincoln-Petersen and Chapman estimators. The levels of underreporting were estimated at 33.1% and 14.1% for SISCEL and SIM, respectively. Underreporting for SISCEL was 5.4% at HSJ and 90.5% at HGF, comparing Siscel to Sinan. The study shows a considerable level of underreporting of AIDS cases in Fortaleza, and suggests that SISCEL is an important source of AIDS reporting considering that it allowed detecting levels of underreporting more than twice the estimates derived from SIM and SINAN databases. Considering the findings of the present study, SINAN-AIDS should be compared periodically with all relevant information systems in order to reduce levels of AIDS underreporting. <![CDATA[<B>Validity of studies on the association between soil-transmitted helminths and the incidence of malaria</B>: <B>should it impact health policies?</B>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-790X2008000300004&lng=en&nrm=iso&tlng=en INTRODUCCIÓN: La distribución mundial de las geohelmintiasis y la malaria se encuentra ampliamente sobrepuesta. Algunos estudios sugieren una asociación entre las infecciones por geohelmintos y la incidencia de malaria. OBJETIVOS: Identificar la evidencia epidemiológica disponible y evaluar la validez de estos estudios. METODOLOGÍA: Una revisión sistemática fue realizada en bases de datos especializadas. Los estudios identificados fueron analizados críticamente y ordenados según clasificación de la U.S. Preventive Services Task Force. Se identificaron las principales limitaciones metodológicas de cada estudio. RESULTADOS: Se encontraron seis estudios publicados sobre el tema. Solo dos estudios tienen un alto nivel de evidencia (nivel I), tres de nivel II-2, y uno de nivel III-3. Existen importantes limitaciones metodológicas para aclarar la asociación entre geohelmintos e incidencia de malaria. CONCLUSIONES: Es apresurado discutir las potenciales implicaciones en salud pública de estos hallazgos dada la escasez de estudios y la validez limitada de la evidencia existente. Futuros estudios con nuevas consideraciones metodológicas podrían mejorar el conocimiento acerca de esta asociación. Sin embargo, es más importante realizar acciones sobre los determinantes estructurales para controlar y prevenir la ocurrencia de ambas enfermedades.<hr/>INTRODUCTION: The global distribution of malaria and soil-transmitted helminths is widely overlapped. Some studies suggest a possible association between helminth infection and incidence of malaria. OBJECTIVES: To identify the available epidemiologic evidence and to assess the validity of these studies. METHODS: A systematic review was carried out in specialized databases. The studies identified were critically analyzed and ranked according to the U.S. Preventive Services Task Force's classification. The major methodological limitations of each study were identified. RESULTS: Six studies on the topic were found. Only two studies had a high evidence level (level I), three had level II-2, and one had level III-3. There are important methodological limitations for clarifying the association between soil-transmitted helminths and the incidence of malaria. CONCLUSION: It is too early to discuss the potential public health implications of these findings, given the lack of studies and limited validity of the evidence available. Further studies with new methodological considerations could improve the knowledge on the association. However, it is more important to carry out actions on structural determinants to control and prevent the occurrence of both diseases. <![CDATA[<B>Data reliability of hospital admissions due to external causes in a public hospital in São José dos Campos, São Paulo, Brazil</B>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-790X2008000300005&lng=en&nrm=iso&tlng=en OBJETIVO: Conhecer a qualidade dos dados de internação por causas externas em São José dos Campos, São Paulo. MÉTODO: Foram estudadas as internações pelo Sistema Único de Saúde por lesões decorrentes de causas externas no primeiro semestre de 2003, no Hospital Municipal, referência para o atendimento ao trauma no Município, por meio da comparação dos dados registrados no Sistema de Informações Hospitalares com os prontuários de 990 internações. A concordância das variáveis relativas à vítima, à internação e ao agravo foi avaliada pela taxa bruta de concordância e pelo coeficiente Kappa. As lesões e as causas externas foram codificadas segundo a 10ª revisão da Classificação Internacional de Doenças, respectivamente, capítulos XIX e XX. RESULTADOS: A taxa de concordância bruta foi de boa qualidade para as variáveis relativas à vítima e à internação, variando de 89,0% a 99,2%. As lesões tiveram concordância ótima, exceto os traumatismos do pescoço (k=0,73), traumatismos múltiplos (k=0,67) e fraturas do tórax (k=0,49). As causas externas tiveram concordância ótima para acidentes de transporte (k=0,90) e quedas (k=0,83). A confiabilidade foi menor para agressões (k=0,50), causas indeterminadas (k=0,37), e complicações da assistência médica (k=0,03). Houve concordância ótima nos acidentes de transporte em pedestres, ciclistas e motociclistas. CONCLUSÃO: A maioria das variáveis de estudo teve boa qualidade no nível de agregação analisado. Algumas variáveis relativas à vítima e alguns tipos de causas externas necessitam de aperfeiçoamento da qualidade dos dados. O perfil da morbidade hospitalar encontrado confirmou os acidentes de transporte como importante causa externa de internação hospitalar no Município.<hr/>OBJECTIVE: To identify the quality of external-cause hospital morbidity admission data in the city of São José dos Campos, São Paulo, Brazil. METHOD: Admissions via the Unified Health System to the Municipal Hospital, a reference trauma care hospital in the city, resulting from external-cause injuries were analyzed during the first semester of 2003, by comparing the data entered in the Hospital Information System (SIH) to 990 patient admission charts. Agreement between variables regarding victim, admission, and the offence was analyzed by rate of gross agreement and by the Kappa coefficient. Injuries and external causes were coded according to the International Classification of Diseases, 10th revision, chapters XIX and XX respectively. RESULTS: The rate of crude agreement was very good for variables regarding victim and admission with an 89.0% to 99.2% variation. Injuries had very good agreement, except for neck traumas (k=0.73), multiple trauma (k=0.50), and chest fractures (k=0.49). External causes had very good agreement for land transportation accidents (k=0.90) and falls (k=0.83). Reliability was smaller for assaults (k=0.50), undetermined intent events (k=0.37), and medical care complications (k=0.03). There was very good agreement for transportation accidents involving pedestrians, cyclists, and motorcyclists. CONCLUSION: Most of the variables in the study were good in the aggregation level analyzed. Some variables regarding the victim and some types of external cause require data quality improvement. The profile of hospital morbidity found in this study has confirmed that land transportation accidents are an important external cause for admission in the city. <![CDATA[<B>Test-retest reliability of a simplified questionnaire for screening adolescents with risk behaviors for eating disorders in epidemiologic studies</B>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-790X2008000300006&lng=en&nrm=iso&tlng=en INTRODUÇÃO: É crescente o número de adolescentes apresentando comportamentos alimentares anormais com o objetivo de alcançar o atual ideal estético de magreza, podendo comprometer o estado nutricional nesta fase de crescimento intenso. Ressalta-se a necessidade de instrumentos simples para investigação do problema em estudos populacionais. OBJETIVOS: Avaliar a confiabilidade de um questionário simplificado para investigar comportamentos de risco para transtornos alimentares (TA) entre adolescentes. MÉTODOS: O questionário, contendo duas perguntas, sendo a última subdividida em quatro questões, sobre freqüência de episódios de compulsão alimentar, uso de laxantes, diuréticos e vômitos auto-induzidos e hábito de consumir dietas restritivas, foi aplicado em dois momentos (teste-reteste), com distância de 15 dias, em 195 estudantes (70 % meninas) de uma escola pública de Niterói, RJ, com idade entre 12 a 19,9 anos. A confiabilidade das perguntas foi avaliada utilizando o coeficiente kappa ponderado e seus respectivos intervalos de confiança (IC) de 95% e kappa ajustado para freqüência. RESULTADOS: Os valores de kappa ajustado para freqüência para os comportamentos menos freqüentes foram: 0,93 para o uso de laxantes, 0,97 para o uso de diuréticos e 0,92 para vômito auto induzido. Para os comportamentos de risco mais freqüentes como episódios de compulsão alimentar e hábito de fazer dieta restritiva encontrou-se valores de kappa ponderado 0,50 e 0,61, respectivamente. CONCLUSÃO: A confiabilidade do questionário foi boa, com melhores resultados para investigar comportamentos menos freqüentes.<hr/>INTRODUCTION: The number of people presenting abnormal eating behaviors based on the habit of going on strict diets and taking measures to compensate food consumption (use of laxatives, diuretics, and self-induced vomiting) is growing. There is a clear need for simple investigative tools in population-based studies. OBJECTIVE: Evaluate the reliability of a simplified questionnaire to investigate risk behaviors for eating disorders (ED) among adolescents. METHODS: The questionnaire had two questions: the second question was subdivided into four other ones, about the frequency of binge eating episodes, the use of laxatives and diuretics, self-induced vomiting, and strict dieting. It was applied in two moments (test-retest), with an interval of 15 days between the two assessments, in 195 students (70% girls) aged from 12 to 19.9 years, from a Niterói/RJ public school. The reliability of the questions was assessed through the weighted Kappa coefficient and their 95% respective confidence intervals (CI) and frequency adjusted kappa. RESULTS: Frequency-adjusted kappa values for less frequent behaviors were: 0.93 for the use of laxatives, 0.97 for the use of diuretics and 0.92 for self-induced vomiting. For the more frequent risk behaviors for ED such as binge eating episodes and restrictive dieting, weighted Kappa coefficients were 0.50 and 0.61, respectively. CONCLUSIONS: The reliability of the questionnaire was good, with better results for investigating less frequent behaviors. <![CDATA[<B>Development and use of an on-line semiquantitative food-frequency questionnaire to evaluate calcium and iron intake</B>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-790X2008000300007&lng=en&nrm=iso&tlng=en OBJETIVO: Desenvolver um questionário semiquantitativo de freqüência alimentar on-line para a avaliação de ingestão de cálcio (Ca) e de ferro (Fe). METODOLOGIA: O site de acesso à pesquisa foi o jornal eletrônico Folha Online. Trinta internautas, de ambos os sexos, residentes no estado de São Paulo, com idades de 21 a 45 anos foram selecionados. Informações obtidas de Registros Alimentares de 4 dias em dois meses consecutivos foram comparadas com as do questionário semiquantitativo de freqüência alimentar preenchido pelos participantes no terceiro mês. Para a análise estatística foram calculados coeficientes de correlação de Pearson. Os dados dietéticos foram ajustados pela energia e pela variância. RESULTADOS: O coeficiente de correlação entre os resultados obtidos por meio dos dois métodos, após o ajuste pela energia e da correção pela variância, foi de 0,52 para Ca e r = -0,02 para Fe. CONCLUSÃO: Os resultados indicam que o QSFA on-line pode ser utilizado para avaliar médias de ingestão de Ca nesse grupo. No entanto, as condições (n, nível de ingestão) não foram adequadas para a avaliação da média de ingestão de Fe.<hr/>OBJECTIVE: The objective of this study was to develop an online semiquantitative food-frequency questionnaire for the evaluation of calcium and iron intake. METHODOLOGY: Research was conducted through the Folha newspaper online website. Thirty internet users, of both genders, aged 21 to 45 years, were selected. Information obtained from food records of 4 days (8RA) in two consecutive months was compared to that from an online QSFA filled out by participants in the third month. Pearson's correlation was used. Intake data was adjusted by energy and covariance. RESULTS: The correlation of the results of intake obtained by both methods after adjustment and correction for variance was 0.52 for calcium and -0.02 for iron. CONCLUSION: Results showed that the Online Food Frequency Questionnaire could be considered a good method to evaluate average calcium intake in this group. Nevertheless, the conditions (n, intake levels) were not adequate to evaluate average iron intake. <![CDATA[<B>Gender differences in lung cancer mortality trends in Brazilian macro regions</B>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-790X2008000300008&lng=en&nrm=iso&tlng=en O câncer de pulmão é a primeira causa de óbito por câncer entre homens e a segunda entre mulheres no Brasil. Em países desenvolvidos, a mortalidade por este tipo de câncer vem declinando entre homens, mas não entre as mulheres. Este estudo analisou as tendências de mortalidade por câncer de pulmão no Brasil para homens e mulheres durante o período de 1979 a 2003 em todo o país e nas cinco macrorregiões. Foram calculadas taxas de mortalidade padronizadas por idade e específicas para os grupos etários de 40-59 e 60 anos e mais. As variações percentuais anuais estimadas (Estimated Annual Percent Change - EAPC) foram avaliadas para os períodos: 1979-1987, 1988-1995, 1996-2003. A mortalidade por câncer de pulmão em todo o período (1979-2003) aumentou em 29% entre homens e em 86% entre mulheres. Desagregando-se os dados, observou-se uma tendência inversa evidente na região Sudeste entre 1996 e 2003 para o grupo etário mais jovem com diminuição para homens (EAPC = - 2,1) e aumento para mulheres (EAPC = 3,2). Merece destaque a grande variação positiva nas tendências para mulheres na região Norte e Nordeste a partir de 1988 nos dois grupos etários estudados. Os resultados reforçam a necessidade de dar continuidade às ações de controle do tabagismo para os homens e de aperfeiçoar as estratégias voltadas para as mulheres.<hr/>Lung cancer is the first most frequent cause of cancer mortality among males and the second among females in Brazil. In developed countries the mortality due to this type of cancer is decreasing in men, but not in women. This study analyses mortality trends for lung cancer in Brazil in the 1979-2003 period, according to gender in the whole country as well as in the five geographic macro regions. Age-standardized mortality rates and mortality specific rates (40-59 and ³ 60 years old) were calculated. Estimated Annual Percentage Changes (EAPC) were assessed for the whole country and for each geographic macro region in three time periods: 1979-1987, 1988-1995, and 1996-2003. Lung cancer mortality showed an upward trend of 29% in men and 86% in women, during the entire period (1979-2003). When data were segregated, an evident inverse trend was observed in the Southeast region between 1996 and 2003 in the youngest age group, with a negative variation for men (EAPC = - 2.1) and a positive one for women (EAPC = 3.2). The highly positive variation in cancer mortality trends in women from the North and Northeast regions in both age groups as of 1988 is noteworthy. The results point toward the need to continue tobacco control measures among males and to improve strategies aimed at women. <![CDATA[<B>Epidemiological analysis of external causes at urgency and emergency services in Cuiabá/Mato Grosso</B>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-790X2008000300009&lng=en&nrm=iso&tlng=en OBJETIVO: Apesar da importância das causas externas como problema de saúde pública, pouco se conhece sobre a demanda de serviços de urgência e emergência. Este estudo tem como objetivo caracterizar a morbidade por causas externas em unidades de urgência e emergência do município de Cuiabá/MT. MÉTODO: Trata-se de um estudo transversal e descritivo. Foram analisadas 3.786 vítimas de causas externas atendidas pelas cinco unidades de urgência e emergência da Secretaria Municipal de Saúde de Cuiabá/MT, no período de 1 de maio a 30 de junho de 2005. RESULTADOS: Aproximadamente 88% dos atendimentos se referiam a vítimas de acidentes, 9% corresponderam a agressões e 2% a lesões autoprovocadas. Os acidentes de transportes representaram 22% dos atendimentos, sendo os motociclistas as principais vítimas (49%); as quedas foram as causas mais freqüentes no grupo de outras causas externas de traumatismos acidentais. A prevalência em homens superou a de mulheres. A maior parte das vítimas era menor de 40 anos (79%). No entanto, a análise por tipo de causa externa apresenta resultados diferentes segundo sexo e faixa etária. Cerca da metade dos eventos ocorreu em casa e, em sua maioria, as vítimas receberam alta após o atendimento, sendo que a taxa de mortalidade foi baixa (0,4%). CONCLUSÃO: Os resultados revelam a importância da análise sistemática dos dados referentes às vítimas de acidentes e violência atendidas em unidades de urgência e emergência, como complemento às informações sobre mortalidade e morbidade hospitalar visando o monitoramento dessas causas.<hr/>OBJECTIVE: Despite the importance of external causes as a public health problem, little is known about the demand for emergency services. This study aims to characterize the morbidity due to external causes in emergency units of Cuiabá/MT. METHOD: This is a cross-sectional and descriptive study. We analyzed 3,786 victims of external causes seen at five emergency units of Cuiabá/MT Health Department in the period from May 1 to June 30, 2005. RESULTS: Approximately 88% of cases involved victims of accidents, 9% were victims of assault, and 2% were victims of self-injury. Transportation accidents accounted for 22% of cases, whose main victims were motorcyclists (49%); falls were the most frequent causes in the group of other external causes of accidental injuries. The prevalence in men surpassed that of women. Most of the victims were younger than 40 years (79%). However, the analysis by type of external cause presents different results by gender and age. Nearly half of the events occurred at home, most of the victims were discharged after treatment, and the mortality rate was low (0.4%). CONCLUSION: The results show the importance of the systematic analysis of data on victims of accidents and violence seen at emergency services, to add information on hospital mortality and morbidity aimed at the surveillance of these causes. <![CDATA[<B>Homicide mortality in a city of southern Brazil, 1996-2005</B>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-790X2008000300010&lng=en&nrm=iso&tlng=en Esta pesquisa teve o objetivo de traçar o perfil epidemiológico dos homicídios em São Leopoldo, comparando-o com o do Estado do Rio Grande do Sul. Trata-se de um estudo descritivo que utilizou dados disponibilizados pelo Datasus/Ministério da Saúde no período de 1996 a 2005. Os indicadores calculados foram: coeficientes de mortalidade padronizada; mortalidade proporcional segundo grupo etário; coeficiente de mortalidade segundo cor; e percentual de mortes causadas por arma de fogo. Além destes, foram construídas as taxas de mortalidade por homicídio nos municípios gaúchos com população superior a 50.000 habitantes para o período analisado. Os coeficientes de mortalidade em São Leopoldo representaram o dobro das taxas ocorridas no Estado. A população mais atingida foi a de adultos jovens e a razão entre os sexos foi de 8,4 óbitos em homens para cada óbito feminino no Rio Grande do Sul e 9,4 em São Leopoldo. 86% dos homicídios foram perpetrados por armas de fogo em São Leopoldo e 72% no Rio Grande do Sul. O risco de morrer foi 44% maior na população negra de São Leopoldo. O homicídio é uma importante causa de morte precoce no RS, embora São Leopoldo apresente um perfil de maior gravidade - taxas maiores, maior percentual de uso de armas de fogo e evidências de sobremortalidade de jovens negros quando comparado ao Estado.<hr/>The objective of this study is to outline the epidemiological profile of homicides in the city of São Leopoldo and compare it to that of the state of Rio Grande do Sul. It is a descriptive epidemiological study that used data provided by the Datasus/Ministry of Health for the period from 1996 to 2005. The indicators brought out by the study were the following: homicide standardized death rates; age-specific homicide death rates; homicide death rates according to race; and the percentage of deaths caused by firearms. Homicide mortality rates were calculated for cities of Rio Grande do Sul with more than 50,000 inhabitants for 1996-1999 and 2000-2005. Homicide death rates in the municipality are two-fold the state's rates. The most affected segment was young adults; and the male to female ratio was 8.4 in Rio Grande do Sul and 9.4 in São Leopoldo. 72% of homicides were caused by firearms in Rio Grande do Sul and 86% in São Leopoldo. The risk of dying due to homicide was 44% greater in São Leopoldo's black population. Homicide is an important cause of premature death in RS, and São Leopoldo displays an even more alarming profile-higher rates, greater percentage of firearm use and even higher rates among black youth, when compared with the state as a whole. <![CDATA[<B>Influence of mothers' schooling and work on the practice of exclusive breastfeeding</B>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-790X2008000300011&lng=en&nrm=iso&tlng=en O presente artigo tem por objetivo analisar a associação entre a prática do aleitamento materno exclusivo (AME) e características maternas (idade, escolaridade, paridade e trabalho), peso ao nascer e alimentação no primeiro dia após alta da maternidade, em crianças menores de quatro meses de idade. Para tal, foram utilizados dados de dois inquéritos realizados no município do Rio de Janeiro, em 1998 e 2000. Nesses inquéritos foram realizadas entrevistas com acompanhantes de menores de um ano de idade, selecionados por meio de amostragem probabilística da população de menores de um ano vacinada nos Dias Nacionais de Vacinação (que possuem cobertura universal para esta faixa etária neste município) (n=2.459). A prática do AME foi descrita segundo cada uma das variáveis de exposição e, em seguida, procedeu-se a análise multivariada por regressão logística. A prevalência de AME foi de 22,7% entre os menores de quatro meses, variando de 39,6% no primeiro dia a 12,4% aos 120 dias de vida. Apresentaram maiores prevalências de AME os filhos de mulheres de maior escolaridade, filhos de mulheres que não trabalhavam fora e crianças que estavam em AME no primeiro dia em casa depois da alta da maternidade. Os resultados da análise multivariada indicam associação positiva de AME com escolaridade materna (OR: 1,93 para 3º grau completo) e negativa com trabalho materno (OR: 0,59). A escolaridade e trabalho maternos e alimentação da criança no primeiro dia em casa após alta da maternidade tiveram associação com o AME entre menores de quatro meses de idade.<hr/>This article aims at examining the association between the practice of exclusive breastfeeding (EBF) and characteristics of mothers (age, schooling, parity, and work), birth weight, and infant feeding practices on the first day after discharge from the maternity ward in children under four months of age. Data used to this end were collected from two surveys done in the city of Rio de Janeiro in 1998 and 2000. These two surveys involved interviewing mothers with children under one year of age, sampled statistically based on the population of children in that age group vaccinated on national vaccination days (which have universal coverage in this age group in that municipality)(n = 2,459). The practice of EBF was described as a function of each of the aforementioned variables, and then multivariate logistic regression analysis was applied. The prevalence of EBF was 22.7% among children under four months, ranging from 39.6% on the first day to 12.4% at 120 days of age. Higher proportions of EBF were found among children whose mothers had a higher level of schooling or who did not work, and children who were exclusively breastfed on the first day at home after discharge from the maternity ward. The results of the multivariate analysis indicate a positive association of EBF with mother's schooling (OR 1.93 for university graduates), and negative with mother's employment (OR 0.59). The results show that this type of monitoring is useful for evaluating and planning actions for the promotion of breastfeeding in the city. Mother's schooling and work, as well as infant feeding practices on the first day after discharge from the maternity ward were shown to be associated with exclusive breastfeeding rates in the first four months of life. <![CDATA[<B>Overweight and hypertension in workers from companies benefited by the Worker Food Program (WFP)</B>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-790X2008000300012&lng=en&nrm=iso&tlng=en OBJETIVO: Avaliar as prevalências de excesso de peso (EP), hipertensão arterial (HA) e fatores associados em trabalhadores de empresas beneficiadas pelo Programa de Alimentação do Trabalhador (PAT) da cidade de São Paulo. MÉTODOS: Estudo transversal com 1.339 trabalhadores de 30 empresas. A coleta de dados envolveu a aplicação de um questionário com dados de caracterização dos trabalhadores e peso e altura auto-referidos. Foi realizada a aferição da pressão arterial e o estado nutricional foi classificado segundo o Índice de Massa Corporal (IMC). Odds ratios foram estimadas na avaliação dos fatores de risco associados a HA e EP. RESULTADOS: Os trabalhadores apresentaram, em média, 36,4 anos (dp = 10,3) e 9,9 anos de estudo (dp = 2,3), sendo 60% da amostra pertencente ao sexo masculino. Na comparação com homens, mulheres apresentaram valores significativamente menores de idade, pressão arterial sistólica (PAS) e diastólica (PAD) e IMC e maior escolaridade. As prevalências em homens de EP (25 kg/m2) (56%) e de HA (PAS > 140 mmHg e/ou PAD > 90 mmHg ou uso de medicações anti-hipertensivas) (38%), foram aproximadamente o dobro da registrada em mulheres (30% e 19%), respectivamente. Idade foi fator de risco para a ocorrência de EP e HA em ambos os sexos, enquanto que a escolaridade foi fator de proteção para EP e HA em mulheres e fator de risco para o desenvolvimento de EP em homens. CONCLUSÃO: Os trabalhadores do sexo masculino constituíram uma população de maior risco para ocorrência de HA e EP e devem ser priorizados nos programas que visam a prevenção dessas doenças. Neste sentido, o PAT pode representar um lugar de destaque nas ações de saúde e nutrição no ambiente de trabalho.<hr/>OBJECTIVE: Evaluate the prevalences of overweight (OW), hypertension (HY) and associated factors in workers from companies benefited by the Worker Food Program (WFP) in the city of Sao Paulo. METHODS: Cross sectional study with 1,339 workers from 30 companies. Data collection was carried out through a questionnaire with descriptive informations of workers and self-reported weight and height. Blood pressure was measured and nutritional status was classified according to body mass index (BMI). Odds ratios were estimated to evaluate the risk factors associated to HY and OW. RESULTS: Workers were, on average, 36.4 years old (sd = 10.3), had 9.9 years of education (sd = 2.3), and 60% of the sample were male. In comparison with men, women presented significantly smaller values of weight, systolic (SBP) and diastolic blood pressure (DBP), and BMI, and higher schooling. The prevalence in men of OW (BMI > 25 kg/m2) (56%) and HY (SBP > 140 mmHg and/or DBP ³ 90 mmHg or use or anti-hypertensive medications) (38%) was approximately two-fold than in women (30% and 19%), respectively. Age was a risk factor for the occurrence of OW and HY for both genders; whereas schooling was a protective factor for OW and HY in women and a risk factor for OW in men. DISCUSSION: Male workers showed a greater risk for OW and HY and should be prioritized in prevention programs for these diseases. In that sense, the WFP presents itself as a good opportunity for health and nutrition actions in the workplace. <![CDATA[<B>Epidemiological aspects of West Nile Fever</B>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-790X2008000300013&lng=en&nrm=iso&tlng=en Desde sua introdução na América do Norte em 1999, mais de 27.500 casos humanos da infecção por West Nile virus (WNV) foram reportados nos Estados Unidos da América (EUA), resultando em mais de 1000 casos fatais. Recentemente, a disseminação do vírus para o hemisfério sul foi confirmada com a detecção de animais infectados pelo WNV em território sul-americano. A soropositividade para WNV em eqüídeos na Colômbia e Venezuela e o isolamento do vírus nestes animais na Argentina, reiteram a necessidade da manutenção do sistema de vigilância enzoótica para WNV em território brasileiro. Aspectos pertinentes à infecção, patogenia e epidemiologia do WNV são discutidos neste artigo.<hr/>Since the West Nile virus (WNV) was introduced in North America in 1999, more than 27,500 cases were reported among humans in the US, resulting in more than 1,000 casualties. Recently, the dissemination of the WNV to the Southern Hemisphere was confirmed through the detection of seropositive animals. Positively-infected horses for WNV in Colombia, Venezuela and viral isolation in Argentina uphold the need to maintain the enzootic surveillance system in the Brazilian territory. Aspects related to infection, diagnosis and epidemiology of WNV are discussed in this article. <![CDATA[<B>Equity in waiting time for some elective surgeries according to hospital type in Sorocaba, SP</B>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-790X2008000300014&lng=en&nrm=iso&tlng=en INTRODUÇÃO: A eqüidade na atenção à saúde tem sido alvo de grande preocupação, incluindo países em desenvolvimento e desenvolvidos. A eqüidade horizontal, entendida como tratamento igual de indivíduos que se encontram na mesma situação de saúde, tem sido investigada nos diferentes níveis de atenção à saúde. OBJETIVOS: O presente estudo busca verificar se existem disparidades no tempo de espera para cirurgias eletivas (safenectomia, colecistectomia, hemorroidectomia e histerectomia) segundo o tipo de hospital, público ou privado. METODOLOGIA: Realizou-se, em Sorocaba, um estudo transversal com 40 pacientes atendidos por hospital privado e 40 atendidos por hospital público, no período de outubro e novembro de 2005. Além do tempo de espera e tipo de hospital, foram pesquisados sexo, idade, escolaridade, renda, situação conjugal, procedência, tipo de cirurgia realizada e presença de determinadas comorbidades. RESULTADOS: Observou-se um tempo de espera maior nas categorias: hospital público (5,5 meses; p<0,001), baixa escolaridade (3,5 meses; p<0,001), menor renda (Spearman=-0,4426; p<0,001), procedência de outros municípios (2 meses; p=0,009), e cirurgia de safenectomia (5 a 7 meses; p=0,04). Após o ajuste para as variáveis comorbidade, renda, escolaridade ou procedência, o tempo de espera no hospital público se manteve significantemente maior (diferença mínima de 4,93 meses quando ajustada por renda; IC95% 3,4-6,4; p<0,001). CONCLUSÃO: Verifica-se relevante iniqüidade na atenção à saúde relacionada ao tipo de prestador de serviços de saúde.<hr/>INTRODUCTION: Analyzing the waiting time for certain elective surgeries (saphenectomy, cholecystectomy, hemorrhoidectomy, and hysterectomy) according to hospital type, the present study intends to find if there are differences in health care. METHODS: A cross-sectional study was performed in Sorocaba with 40 individuals from a private hospital and 40 from a public hospital, interviewed in October and November 2005. RESULTS: A longer waiting time was observed for the following categories: public hospital (5.5 months; p<0.001), lower education (3.5 months; p<0.001), lower income (Spearman=-0.4426; p<0.001), residence out of Sorocaba (2 months; p=0.009), and saphenectomy (5 to 7 months; p=0.04). Adjusted for confounding, comorbidity, income, education, or residence variables, waiting time in public hospitals still was significantly longer (a difference of at least 4.93 months, when adjusted for income; 95%CI 3.4-6.4; p<0.001). CONCLUSION: There was a relevant inequity in health care related mainly to the type of health care provider. <![CDATA[<B>Factors associated with malnutrition in children living in food insecurity households</B>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-790X2008000300015&lng=en&nrm=iso&tlng=en OBJETIVO: Avaliou-se a influência dos indicadores socioeconômicos e do perfil de saúde no estado nutricional de uma amostra representativa de crianças, na faixa etária de seis a trinta meses, do 2º distrito do município de Duque de Caxias, no Rio de Janeiro. MÉTODOS: Estudo transversal, conduzido por visita domiciliar e com amostragem probabilística de 1.085 domicílios. A amostra foi composta por 402 domicílios com crianças. A avaliação do estado nutricional incluiu peso e comprimento/estatura. Os índices antropométricos peso-para-idade (P/I), comprimento/estatura-para-idade (E/I) e peso-para-comprimento/estatura (P/E), expressos em escores-z, foram utilizados para a classificação nutricional. Utilizou-se a regressão logística com modelo hierárquico para identificar os fatores socioeconômicos (determinantes básicos e intermediários) e de saúde das crianças (determinantes imediatos) associados ao estado nutricional infantil. RESULTADOS: A prevalência de déficit nutricional foi de 2,8%, 8,6% e 3,3%, considerando-se os respectivos índices P/I, E/I e P/E. A renda familiar mensal per capita associou-se ao déficit de P/E. O baixo peso ao nascer foi fortemente associado a déficits dos índices E/I e P/E, independentemente da renda e de outros determinantes básicos e intermediários. CONCLUSÃO: O baixo peso ao nascer foi o principal fator associado ao déficit nutricional infantil e ações visando à redução desse determinante podem contribuir na reversão do quadro de desnutrição em populações onde persiste a desigualdade social.<hr/>OBJECTIVE: The influence of socioeconomic and health indicators on the nutritional status was evaluated in a probabilistic sample of children aged 6 to 30 months, living in Duque de Caxias - Rio de Janeiro. METHODS: Cross-sectional study of a probabilistic household sample comprised of 1,085 households. The total size sample was 402 households with children. The analysis of the nutritional status included weight and lengh/stature. Anthropometric indexes weight-for-age (WAZ), length-for-age (HAZ) and weight-for-length (WHZ) expressed in z-scores were used to evaluate nutritional status. Logistic regression and a hierarchical approach were used to identify socioeconomic factors (basic and intermediate determinants) and health of children (immediate determinants) associated with nutritional status of infants. RESULTS: The prevalence of malnutrition was 2.8%, 8.6% and 3.3% for the WAZ, HAZ and WHZ indexes, respectively. Per capita family income was significantly associated with WHZ. Low birth weight was strongly associated with low HAZ and WHZ indexes, regardless of income and other basic and intermediate determinants. CONCLUSION: Low birth weight was the most important factor associated with nutritional deficit in children. Actions aiming to reduce low birth weight can contribute to reverse malnutrition in populations in which social inequality persists. <![CDATA[<B>Factors associated with physical activity in Goiania's adult population</B>: <B>surveillance through telephone interviews</B>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-790X2008000300016&lng=en&nrm=iso&tlng=en INTRODUÇÃO: A prática regular de atividades físicas entre os níveis moderados e vigorosos tem relação inversa com a morbidade-mortalidade por doenças cardiovasculares e obesidade. É fundamental a identificação dos determinantes desta prática para serem propostas estratégias populacionais com vista à adoção de um estilo de vida fisicamente ativo. OBJETIVO: O presente estudo teve por objetivo determinar os fatores associados à prática de atividade física e ao sedentarismo na população adulta de Goiânia. MATERIAL E MÉTODOS: Trata-se de parte de um estudo multicêntrico, transversal, realizado na cidade de Goiânia/GO com amostra probabilística da população adulta atendida por linhas telefônicas fixas. Foram realizadas 2.002 entrevistas por meio de ligações telefônicas, definindo uma taxa de sucesso de 73,1%. A construção do banco de dados e as análises estatísticas foram realizadas com auxílio do aplicativo STATA, versão 8.0. RESULTADOS: O sedentarismo foi mais prevalente entre as mulheres (55,5%) que entre os homens (42,0%). A prevalência de hipertensão foi menor naqueles indivíduos que praticavam atividade física (p=0,0002). Em relação à atividade física no lazer, as mulheres foram mais inativas (79,3%) que os homens (66,9%). Houve relação inversa entre sedentarismo e escolaridade em ambos os sexos. CONCLUSÃO: Diante do quadro encontrado de alta freqüência de sedentarismo na população, sugere-se a implementação de estratégias de prevenção primária para melhorar o perfil de risco para doenças crônicas não transmissíveis.<hr/>INTRODUCTION: Practicing regular, moderate to vigorous physical activities has an inverse relation to morbidity-mortality caused by cardiovascular diseases and obesity. It is essential to identify the determinants of this practice in order to propose strategies for populations to adopt a physically active lifestyle. OBJECTIVE: To determine the factors associated with practicing physical activity and sedentary lifestyle in the adult population of Goiania. METHODS: Multi-center, cross-sectional study, carried out in Goiania with a probabilistic sample of the adult population with landline phones. 2,002 interviews were conducted through phone calls, setting a success rate of 73.1%. The database was built, and statistical analyses were carried out with the support of STATA software, version 8.0. RESULTS: A sedentary lifestyle was more prevalent among women (55.5%) than among men (42.0%). The prevalence of hypertension was lower in individuals practicing physical activity (p=0.0002). Regarding leisure-time physical activity, women were more inactive (79.3%) than men (66.9%). There was an inverse relationship between a sedentary lifestyle and the educational background for both genders. CONCLUSION: Due to this snapshot, showing a high frequency of sedentary lifestyle in the population, we suggest the implementation of primary prevention strategies to improve the risk profile for non-communicable chronic diseases. <![CDATA[<B>La vacuna contra el virus del papiloma humano desde el punto de vista de la atención primaria en España</B>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-790X2008000300017&lng=en&nrm=iso&tlng=en INTRODUÇÃO: A prática regular de atividades físicas entre os níveis moderados e vigorosos tem relação inversa com a morbidade-mortalidade por doenças cardiovasculares e obesidade. É fundamental a identificação dos determinantes desta prática para serem propostas estratégias populacionais com vista à adoção de um estilo de vida fisicamente ativo. OBJETIVO: O presente estudo teve por objetivo determinar os fatores associados à prática de atividade física e ao sedentarismo na população adulta de Goiânia. MATERIAL E MÉTODOS: Trata-se de parte de um estudo multicêntrico, transversal, realizado na cidade de Goiânia/GO com amostra probabilística da população adulta atendida por linhas telefônicas fixas. Foram realizadas 2.002 entrevistas por meio de ligações telefônicas, definindo uma taxa de sucesso de 73,1%. A construção do banco de dados e as análises estatísticas foram realizadas com auxílio do aplicativo STATA, versão 8.0. RESULTADOS: O sedentarismo foi mais prevalente entre as mulheres (55,5%) que entre os homens (42,0%). A prevalência de hipertensão foi menor naqueles indivíduos que praticavam atividade física (p=0,0002). Em relação à atividade física no lazer, as mulheres foram mais inativas (79,3%) que os homens (66,9%). Houve relação inversa entre sedentarismo e escolaridade em ambos os sexos. CONCLUSÃO: Diante do quadro encontrado de alta freqüência de sedentarismo na população, sugere-se a implementação de estratégias de prevenção primária para melhorar o perfil de risco para doenças crônicas não transmissíveis.<hr/>INTRODUCTION: Practicing regular, moderate to vigorous physical activities has an inverse relation to morbidity-mortality caused by cardiovascular diseases and obesity. It is essential to identify the determinants of this practice in order to propose strategies for populations to adopt a physically active lifestyle. OBJECTIVE: To determine the factors associated with practicing physical activity and sedentary lifestyle in the adult population of Goiania. METHODS: Multi-center, cross-sectional study, carried out in Goiania with a probabilistic sample of the adult population with landline phones. 2,002 interviews were conducted through phone calls, setting a success rate of 73.1%. The database was built, and statistical analyses were carried out with the support of STATA software, version 8.0. RESULTS: A sedentary lifestyle was more prevalent among women (55.5%) than among men (42.0%). The prevalence of hypertension was lower in individuals practicing physical activity (p=0.0002). Regarding leisure-time physical activity, women were more inactive (79.3%) than men (66.9%). There was an inverse relationship between a sedentary lifestyle and the educational background for both genders. CONCLUSION: Due to this snapshot, showing a high frequency of sedentary lifestyle in the population, we suggest the implementation of primary prevention strategies to improve the risk profile for non-communicable chronic diseases. <![CDATA[<B>Cervical cancer control and HPV vaccine in Latin America</B>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-790X2008000300018&lng=en&nrm=iso&tlng=en INTRODUÇÃO: A prática regular de atividades físicas entre os níveis moderados e vigorosos tem relação inversa com a morbidade-mortalidade por doenças cardiovasculares e obesidade. É fundamental a identificação dos determinantes desta prática para serem propostas estratégias populacionais com vista à adoção de um estilo de vida fisicamente ativo. OBJETIVO: O presente estudo teve por objetivo determinar os fatores associados à prática de atividade física e ao sedentarismo na população adulta de Goiânia. MATERIAL E MÉTODOS: Trata-se de parte de um estudo multicêntrico, transversal, realizado na cidade de Goiânia/GO com amostra probabilística da população adulta atendida por linhas telefônicas fixas. Foram realizadas 2.002 entrevistas por meio de ligações telefônicas, definindo uma taxa de sucesso de 73,1%. A construção do banco de dados e as análises estatísticas foram realizadas com auxílio do aplicativo STATA, versão 8.0. RESULTADOS: O sedentarismo foi mais prevalente entre as mulheres (55,5%) que entre os homens (42,0%). A prevalência de hipertensão foi menor naqueles indivíduos que praticavam atividade física (p=0,0002). Em relação à atividade física no lazer, as mulheres foram mais inativas (79,3%) que os homens (66,9%). Houve relação inversa entre sedentarismo e escolaridade em ambos os sexos. CONCLUSÃO: Diante do quadro encontrado de alta freqüência de sedentarismo na população, sugere-se a implementação de estratégias de prevenção primária para melhorar o perfil de risco para doenças crônicas não transmissíveis.<hr/>INTRODUCTION: Practicing regular, moderate to vigorous physical activities has an inverse relation to morbidity-mortality caused by cardiovascular diseases and obesity. It is essential to identify the determinants of this practice in order to propose strategies for populations to adopt a physically active lifestyle. OBJECTIVE: To determine the factors associated with practicing physical activity and sedentary lifestyle in the adult population of Goiania. METHODS: Multi-center, cross-sectional study, carried out in Goiania with a probabilistic sample of the adult population with landline phones. 2,002 interviews were conducted through phone calls, setting a success rate of 73.1%. The database was built, and statistical analyses were carried out with the support of STATA software, version 8.0. RESULTS: A sedentary lifestyle was more prevalent among women (55.5%) than among men (42.0%). The prevalence of hypertension was lower in individuals practicing physical activity (p=0.0002). Regarding leisure-time physical activity, women were more inactive (79.3%) than men (66.9%). There was an inverse relationship between a sedentary lifestyle and the educational background for both genders. CONCLUSION: Due to this snapshot, showing a high frequency of sedentary lifestyle in the population, we suggest the implementation of primary prevention strategies to improve the risk profile for non-communicable chronic diseases. <![CDATA[<B>Introduction of HPV prophylactic vaccines</B>: <B>a new challenge for Public Health in the 21<SUP>st</SUP> century</B>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-790X2008000300019&lng=en&nrm=iso&tlng=en INTRODUÇÃO: A prática regular de atividades físicas entre os níveis moderados e vigorosos tem relação inversa com a morbidade-mortalidade por doenças cardiovasculares e obesidade. É fundamental a identificação dos determinantes desta prática para serem propostas estratégias populacionais com vista à adoção de um estilo de vida fisicamente ativo. OBJETIVO: O presente estudo teve por objetivo determinar os fatores associados à prática de atividade física e ao sedentarismo na população adulta de Goiânia. MATERIAL E MÉTODOS: Trata-se de parte de um estudo multicêntrico, transversal, realizado na cidade de Goiânia/GO com amostra probabilística da população adulta atendida por linhas telefônicas fixas. Foram realizadas 2.002 entrevistas por meio de ligações telefônicas, definindo uma taxa de sucesso de 73,1%. A construção do banco de dados e as análises estatísticas foram realizadas com auxílio do aplicativo STATA, versão 8.0. RESULTADOS: O sedentarismo foi mais prevalente entre as mulheres (55,5%) que entre os homens (42,0%). A prevalência de hipertensão foi menor naqueles indivíduos que praticavam atividade física (p=0,0002). Em relação à atividade física no lazer, as mulheres foram mais inativas (79,3%) que os homens (66,9%). Houve relação inversa entre sedentarismo e escolaridade em ambos os sexos. CONCLUSÃO: Diante do quadro encontrado de alta freqüência de sedentarismo na população, sugere-se a implementação de estratégias de prevenção primária para melhorar o perfil de risco para doenças crônicas não transmissíveis.<hr/>INTRODUCTION: Practicing regular, moderate to vigorous physical activities has an inverse relation to morbidity-mortality caused by cardiovascular diseases and obesity. It is essential to identify the determinants of this practice in order to propose strategies for populations to adopt a physically active lifestyle. OBJECTIVE: To determine the factors associated with practicing physical activity and sedentary lifestyle in the adult population of Goiania. METHODS: Multi-center, cross-sectional study, carried out in Goiania with a probabilistic sample of the adult population with landline phones. 2,002 interviews were conducted through phone calls, setting a success rate of 73.1%. The database was built, and statistical analyses were carried out with the support of STATA software, version 8.0. RESULTS: A sedentary lifestyle was more prevalent among women (55.5%) than among men (42.0%). The prevalence of hypertension was lower in individuals practicing physical activity (p=0.0002). Regarding leisure-time physical activity, women were more inactive (79.3%) than men (66.9%). There was an inverse relationship between a sedentary lifestyle and the educational background for both genders. CONCLUSION: Due to this snapshot, showing a high frequency of sedentary lifestyle in the population, we suggest the implementation of primary prevention strategies to improve the risk profile for non-communicable chronic diseases. <![CDATA[<B>¿Qué implicaciones tiene la discrepancia entre la edad óptima <I>versus</I> la edad aprobada para la vacunación contra el VPH?</B>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-790X2008000300020&lng=en&nrm=iso&tlng=en INTRODUÇÃO: A prática regular de atividades físicas entre os níveis moderados e vigorosos tem relação inversa com a morbidade-mortalidade por doenças cardiovasculares e obesidade. É fundamental a identificação dos determinantes desta prática para serem propostas estratégias populacionais com vista à adoção de um estilo de vida fisicamente ativo. OBJETIVO: O presente estudo teve por objetivo determinar os fatores associados à prática de atividade física e ao sedentarismo na população adulta de Goiânia. MATERIAL E MÉTODOS: Trata-se de parte de um estudo multicêntrico, transversal, realizado na cidade de Goiânia/GO com amostra probabilística da população adulta atendida por linhas telefônicas fixas. Foram realizadas 2.002 entrevistas por meio de ligações telefônicas, definindo uma taxa de sucesso de 73,1%. A construção do banco de dados e as análises estatísticas foram realizadas com auxílio do aplicativo STATA, versão 8.0. RESULTADOS: O sedentarismo foi mais prevalente entre as mulheres (55,5%) que entre os homens (42,0%). A prevalência de hipertensão foi menor naqueles indivíduos que praticavam atividade física (p=0,0002). Em relação à atividade física no lazer, as mulheres foram mais inativas (79,3%) que os homens (66,9%). Houve relação inversa entre sedentarismo e escolaridade em ambos os sexos. CONCLUSÃO: Diante do quadro encontrado de alta freqüência de sedentarismo na população, sugere-se a implementação de estratégias de prevenção primária para melhorar o perfil de risco para doenças crônicas não transmissíveis.<hr/>INTRODUCTION: Practicing regular, moderate to vigorous physical activities has an inverse relation to morbidity-mortality caused by cardiovascular diseases and obesity. It is essential to identify the determinants of this practice in order to propose strategies for populations to adopt a physically active lifestyle. OBJECTIVE: To determine the factors associated with practicing physical activity and sedentary lifestyle in the adult population of Goiania. METHODS: Multi-center, cross-sectional study, carried out in Goiania with a probabilistic sample of the adult population with landline phones. 2,002 interviews were conducted through phone calls, setting a success rate of 73.1%. The database was built, and statistical analyses were carried out with the support of STATA software, version 8.0. RESULTS: A sedentary lifestyle was more prevalent among women (55.5%) than among men (42.0%). The prevalence of hypertension was lower in individuals practicing physical activity (p=0.0002). Regarding leisure-time physical activity, women were more inactive (79.3%) than men (66.9%). There was an inverse relationship between a sedentary lifestyle and the educational background for both genders. CONCLUSION: Due to this snapshot, showing a high frequency of sedentary lifestyle in the population, we suggest the implementation of primary prevention strategies to improve the risk profile for non-communicable chronic diseases. <![CDATA[<B>A vacina contra o papilomavírus humano</B>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-790X2008000300021&lng=en&nrm=iso&tlng=en INTRODUÇÃO: A prática regular de atividades físicas entre os níveis moderados e vigorosos tem relação inversa com a morbidade-mortalidade por doenças cardiovasculares e obesidade. É fundamental a identificação dos determinantes desta prática para serem propostas estratégias populacionais com vista à adoção de um estilo de vida fisicamente ativo. OBJETIVO: O presente estudo teve por objetivo determinar os fatores associados à prática de atividade física e ao sedentarismo na população adulta de Goiânia. MATERIAL E MÉTODOS: Trata-se de parte de um estudo multicêntrico, transversal, realizado na cidade de Goiânia/GO com amostra probabilística da população adulta atendida por linhas telefônicas fixas. Foram realizadas 2.002 entrevistas por meio de ligações telefônicas, definindo uma taxa de sucesso de 73,1%. A construção do banco de dados e as análises estatísticas foram realizadas com auxílio do aplicativo STATA, versão 8.0. RESULTADOS: O sedentarismo foi mais prevalente entre as mulheres (55,5%) que entre os homens (42,0%). A prevalência de hipertensão foi menor naqueles indivíduos que praticavam atividade física (p=0,0002). Em relação à atividade física no lazer, as mulheres foram mais inativas (79,3%) que os homens (66,9%). Houve relação inversa entre sedentarismo e escolaridade em ambos os sexos. CONCLUSÃO: Diante do quadro encontrado de alta freqüência de sedentarismo na população, sugere-se a implementação de estratégias de prevenção primária para melhorar o perfil de risco para doenças crônicas não transmissíveis.<hr/>INTRODUCTION: Practicing regular, moderate to vigorous physical activities has an inverse relation to morbidity-mortality caused by cardiovascular diseases and obesity. It is essential to identify the determinants of this practice in order to propose strategies for populations to adopt a physically active lifestyle. OBJECTIVE: To determine the factors associated with practicing physical activity and sedentary lifestyle in the adult population of Goiania. METHODS: Multi-center, cross-sectional study, carried out in Goiania with a probabilistic sample of the adult population with landline phones. 2,002 interviews were conducted through phone calls, setting a success rate of 73.1%. The database was built, and statistical analyses were carried out with the support of STATA software, version 8.0. RESULTS: A sedentary lifestyle was more prevalent among women (55.5%) than among men (42.0%). The prevalence of hypertension was lower in individuals practicing physical activity (p=0.0002). Regarding leisure-time physical activity, women were more inactive (79.3%) than men (66.9%). There was an inverse relationship between a sedentary lifestyle and the educational background for both genders. CONCLUSION: Due to this snapshot, showing a high frequency of sedentary lifestyle in the population, we suggest the implementation of primary prevention strategies to improve the risk profile for non-communicable chronic diseases. <![CDATA[<B>A vacina contra HPV e o câncer de colo de útero</B>: <B>desafios para a sua incorporação em sistemas de saúde</B>]]> http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-790X2008000300022&lng=en&nrm=iso&tlng=en INTRODUÇÃO: A prática regular de atividades físicas entre os níveis moderados e vigorosos tem relação inversa com a morbidade-mortalidade por doenças cardiovasculares e obesidade. É fundamental a identificação dos determinantes desta prática para serem propostas estratégias populacionais com vista à adoção de um estilo de vida fisicamente ativo. OBJETIVO: O presente estudo teve por objetivo determinar os fatores associados à prática de atividade física e ao sedentarismo na população adulta de Goiânia. MATERIAL E MÉTODOS: Trata-se de parte de um estudo multicêntrico, transversal, realizado na cidade de Goiânia/GO com amostra probabilística da população adulta atendida por linhas telefônicas fixas. Foram realizadas 2.002 entrevistas por meio de ligações telefônicas, definindo uma taxa de sucesso de 73,1%. A construção do banco de dados e as análises estatísticas foram realizadas com auxílio do aplicativo STATA, versão 8.0. RESULTADOS: O sedentarismo foi mais prevalente entre as mulheres (55,5%) que entre os homens (42,0%). A prevalência de hipertensão foi menor naqueles indivíduos que praticavam atividade física (p=0,0002). Em relação à atividade física no lazer, as mulheres foram mais inativas (79,3%) que os homens (66,9%). Houve relação inversa entre sedentarismo e escolaridade em ambos os sexos. CONCLUSÃO: Diante do quadro encontrado de alta freqüência de sedentarismo na população, sugere-se a implementação de estratégias de prevenção primária para melhorar o perfil de risco para doenças crônicas não transmissíveis.<hr/>INTRODUCTION: Practicing regular, moderate to vigorous physical activities has an inverse relation to morbidity-mortality caused by cardiovascular diseases and obesity. It is essential to identify the determinants of this practice in order to propose strategies for populations to adopt a physically active lifestyle. OBJECTIVE: To determine the factors associated with practicing physical activity and sedentary lifestyle in the adult population of Goiania. METHODS: Multi-center, cross-sectional study, carried out in Goiania with a probabilistic sample of the adult population with landline phones. 2,002 interviews were conducted through phone calls, setting a success rate of 73.1%. The database was built, and statistical analyses were carried out with the support of STATA software, version 8.0. RESULTS: A sedentary lifestyle was more prevalent among women (55.5%) than among men (42.0%). The prevalence of hypertension was lower in individuals practicing physical activity (p=0.0002). Regarding leisure-time physical activity, women were more inactive (79.3%) than men (66.9%). There was an inverse relationship between a sedentary lifestyle and the educational background for both genders. CONCLUSION: Due to this snapshot, showing a high frequency of sedentary lifestyle in the population, we suggest the implementation of primary prevention strategies to improve the risk profile for non-communicable chronic diseases.