SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.11 issue2Some considerations on the blood ingestion preference (between human or bird source) of Triatoma sordida that were found in inhabited houses, in the north regions of the State of S. Paulo - BrazilNotes on health care planning in Latin America and the Caribbean author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Revista de Saúde Pública

Print version ISSN 0034-8910

Abstract

STEWIEN, Klaus E.; BARBOSA, Victório  and  ROSENBURG, Cornélio P.. Níveis de imunidade contra a poliomielite em uma amostra de escolares do município de São Paulo, Brasil. Rev. Saúde Pública [online]. 1977, vol.11, n.2, pp. 270-278. ISSN 0034-8910.  http://dx.doi.org/10.1590/S0034-89101977000200011.

A prevalência dos anticorpos protetores contra os três tipos de poliovírus e os níveis de imunidade para os grupos etários de 7, 8, 9, 10, 11, 12, 13, 14 e 15 e mais anos de idade foram determinados, por meio de um inquérito soro-epidemiológico, na população escolar do 19 grau da rede da Prefeitura Municipal de São Paulo. O estudo se baseou numa amostra representativa desta população infantil - exames de 1.489 crianças - e os níveis de imunidade foram determinados em 13 Regionais Administrativas da Prefeitura, bem como nas três zonas geográficas da capital consideradas - "Centro", "Intermediária" e "Periférica". Os resultados mostraram que apenas cerca da metade das crianças apresentaram anticorpos contra todos os três tipos de poliovírus nos diferentes grupos etários examinados, exceto no grupo de 13 anos, em que a percentagem de triplo-imunes alcançou 68,0%. Conseqüentemente, o estado imunitário da população ainda não alcança os níveis desejáveis de 75% de triplo-imunes e a principal causa desta situação foi a prevalência relativamente baixa dos anticorpos contra o poliovírus do tipo 3, em quase todos os grupos etários examinados. O estudo mostrou também que o estado imunitário da população escolar é semelhante nas três zonas geográficas da capital, havendo, entretanto, diferenças consideráveis nas 13 Regionais Administrativas da Prefeitura, onde as percentagens de crianças triplo-imunes variaram de 38,6% a 66,9%. Doses de reforço de vacina oral são recomendadas às crianças em idade escolar.

Keywords : Poliomielite [S. Paulo, Brasil]; Imunidade; Inquérito sorológico; Epidemiologia.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese