SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.20 issue5Internal migration and urban malaria - Bahia, BrazilMansoni schistosomiasis in experimentally undernourished mice author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Revista de Saúde Pública

Print version ISSN 0034-8910

Abstract

VAZ, Jorge Faria et al. Levantamento planorbídico do Estado de São Paulo: sexta Região Administrativa. Rev. Saúde Pública [online]. 1986, vol.20, n.5, pp. 352-361. ISSN 0034-8910.  http://dx.doi.org/10.1590/S0034-89101986000500004.

Com o objetivo de conhecer a distribuição dos planorbídeos na sexta Região Administrativa do Estado de São Paulo, Brasil, com sede na cidade de Ribeirão Preto, foram realizadas, durante sete meses, coletas de moluscos em ambientes hídricos de toda área. Foi verificado que os planorbídeos mais comuns no território, por ordem de freqüência são: Drepanotrema lucidum, Biomphalaria intermedia, Biomphalaria peregrina e Biomphalaria tenagophila. A última espécie ocorre em poucos criadouros mas vem sendo responsabilizada pela transmissão natural da esquistossomose em Bebedouro, desde 1976. B.straminea prolifera em um córrego no município de Serrana e, em uma vala, de Ribeirão Preto. Os dados epidemiológicos e o baixo número de hospedeiros intermediários encontrados levam a crer que a possibilidade da doença disseminar-se pela região é pequena.

Keywords : Planorbídeos; Esquistossomose [ocorrência]; Epidemiologia.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese