SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.25 issue1On Zippin's procedure for the estimation of animal populationsEvaluation of the performance of health services author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Revista de Saúde Pública

Print version ISSN 0034-8910

Abstract

STERLING, Theodor D.; COLLETT, Chris  and  RUMEL, Davi. A epidemiologia dos "edifícios doentes". Rev. Saúde Pública [online]. 1991, vol.25, n.1, pp. 56-63. ISSN 0034-8910.  http://dx.doi.org/10.1590/S0034-89101991000100012.

O meio ambiente interno dos edifícios modernos, especialmente aqueles designados para uso comercial e administrativo, constitui nicho ecológico com seu próprio meio bioquímico, fauna e flora. Sofisticados métodos de construção e os novos materiais e equipamentos necessários para manter o meio ambiente interno destas estruturas fechadas produzem grande número de sub-produtos químicos e permitem o desenvolvimento de diversos microorganismos. Estes edifícios, por serem hermeticamente fechados, apresentam um dilema quanto a regulagem da umidade e temperatura do ar que circula pelos duetos, uma vez que diferentes espécies de microoganismos se desenvolvem em diferentes combinações de umidade e temperatura. Se o meio ambiente interno dos edifícios fechados não for mantido de forma adequada, pode se tornar nocivo para a saúde dos seus ocupantes. Nessas condições, edifícios fechados, são chamados de "Edifícios Doentes". Apresenta-se uma revisão da epidemiologia das doenças ocasionadas por esses edifícios fechados, etiologia das doenças dos ocupantes, origens das substâncias tóxicas e métodos possíveis para manter um ambiente interno seguro.

Keywords : Poluição do ar [efeitos adversos]; Poluentes ocupacionais do ar [efeitos adversos]; Doenças ocupacionais [epidemiologia].

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese