SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.29 issue3Knowledge and use of alternative medicine by elementary school children and teachersAlternatives for the financing of health care in Latin America and the Caribbean author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Revista de Saúde Pública

Print version ISSN 0034-8910

Abstract

OLIVEIRA, Rosália M.; BRILHANTE, Ogenis M.; MOREIRA, Josino C.  and  MIRANDA, Ary C.. Contaminação por hexaclorociclohexanos em área urbana da região Sudeste do Brasil. Rev. Saúde Pública [online]. 1995, vol.29, n.3, pp. 228-233. ISSN 0034-8910.  http://dx.doi.org/10.1590/S0034-89101995000300011.

Uma fábrica para a produção do pesticida hexaclorociclohexano (HCH) técnico (mistura dos isômeros a, b , g e s), pertencente ao antigo Instituto de Malariologia, então Ministério da Educação e Saúde, localizada na Cidade dos Meninos, Duque de Caxias, RJ, foi desativada em 1955. Parte da sua produção e de seus rejeitos, em muitas toneladas desta mistura, foram abondonadas no local. A ação dos ventos e chuvas, assim como a movimentação de aproximadamente mil pessoas, incluindo cerca de 400 crianças que lá residem, provocaram a disseminação deste agente. Amostras de sangue coletadas em moradores da área mostraram níveis de contaminação humana pelo isômero b elevados. As maiores concentrações (isômero b) foram encontradas nas pessoas vivendo dentro de um raio de 100 m em torno dos escombros da fábrica. Amostras de solo e de pasto do local, coletadas em distâncias inferiores a 100 m das ruínas da antiga fábrica, apresentaram concentrações dos isômeros do HCH de milhares de ppb, evidenciando alta poluição ambiental.

Keywords : Poluição ambiental; Hexacloreto de benzeno; Resíduos de praguicidas [efeitos adversos].

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese