SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.29 issue5Rabies in insectivorous bats (Molossidae) of southeastern BrazilThe Brazilian economy of the 80's and its impact on the living conditions of the population author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Revista de Saúde Pública

Print version ISSN 0034-8910

Abstract

GIORGIO, Selma. Moderna visão da evolução da virulência. Rev. Saúde Pública [online]. 1995, vol.29, n.5, pp. 398-402. ISSN 0034-8910.  http://dx.doi.org/10.1590/S0034-89101995000500010.

Atualmente considera-se que parasitas devem evoluir em direção à virulência reduzida, pois patógenos virulentos apresentam maiores probabilidades de levarem seus hospedeiros e eles próprios à extinção. A virulência é assim considerada estágio primitivo da associação parasita-hospedeiro. A validade dessas idéias tem sido questionada. Portanto, fez-se revisão dos estudos recentes que sugerem que parasitas não evoluem necessariamente em direção à reduzida virulência. Do ponto de vista da medicina darwinista, na evolução da virulência podem haver muitas trajetórias coevolutivas possíveis, que dependerão da história natural do parasita, do comportamento do hospedeiro e da via de transmissão.

Keywords : Virulência; Relações hospedeiro-parasita; Evolução; Transmissão de doenças.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese