SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.32 issue1Patterns of induced abortion in urban area of Southeastern region, Brazil author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Revista de Saúde Pública

Print version ISSN 0034-8910

Abstract

SANTO, Augusto H.; PINHEIRO, Celso E.  and  RODRIGUES, Eliana M.. Avaliação comparativa das causas básicas de morte processadas pelos Sistemas "Automated Classification of Medical Entities" e de Seleção de Causa Básica. Rev. Saúde Pública [online]. 1998, vol.32, n.1, pp. 1-6. ISSN 0034-8910.  http://dx.doi.org/10.1590/S0034-89101998000100001.

INTRODUÇÃO: A identificação correta da causa básica de morte e a atribuição de código preciso da Classificação Internacional de Doença à mesma são importantes para a obtenção de estatísticas de mortalidade confiáveis e passíveis de comparabilidade universal. Estes fatores, dentre outros, levaram ao desenvolvimento de programas de computador para identificar automaticamente a causa básica de morte. OBJETIVO: Este trabalho teve a finalidade de comparar a causa básica de morte identificada respectivamente pelos programas Automated Classification of Medical Entities (ACME) e pelo Sistema de Seleção de Causa Básica de Morte (SCB). MATERIAL E MÉTODO: O arquivo para a entrada de dados sobre causas de morte (input file) para o Sistema ACME contendo registros de 129.104 declarações de óbito de mortes ocorridas no estado de São Paulo de junho a dezembro de 1993 foi utilizado para o processamento da causa básica pelo SCB. Os problemas identificados pelo processamento dos registros do mês de junho foram considerados para o aprimoramento do sistema SCB. RESULTADOS: Foram encontras 3.278 causas básicas de morte identificadas de modo diferente pelos programs ACME e SCB. Essas diferenças foram atribuídas à falta de resposta adequada a janelas de diálogo durante o processamento pelo SCB, a óbitos por doenças devida a vírus da imunodeficiência adquirida para os quais não havia tabelas de decisão específicas, a erros de codificação e/ou digitação e a problemas propriamente ditos. A análise pormenorizada deste últimos mostrou que, em sua maioria, as causas básicas processadas pelo sistema SCB estavam corretas, que diferentes interpretações das regras de mortalidade foram dadas pelos sistemas comparados, que alguns problemas particulares não tiveram explicação adequada por falta de documentação sobre os mesmos e que uma menor proporção de problemas consistia de erros do SCB. CONCLUSÕES: O número pequeno e praticamente insignificante de problemas encontrados garante o uso da versão do SCB para a Nona Revisão da Classificação Internacional de Doenças e assegura a continuidade dos trabalhos relativos à sua versão para a Décima Revisão.

Keywords : Causa básica da morte; Sistemas de informação; Estatísticas vitais.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English