SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.32 issue6Cigarette smoking among workers of a BankPredictive value of the "Clinical Risk Index for Babies" for the risk of neonatal death author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Revista de Saúde Pública

Print version ISSN 0034-8910

Abstract

FONSECA, Vania de Matos; SICHIERI, Rosely  and  VEIGA, Glória Valéria da. Fatores associados à obesidade em adolescentes. Rev. Saúde Pública [online]. 1998, vol.32, n.6, pp. 541-549. ISSN 0034-8910.  http://dx.doi.org/10.1590/S0034-89101998000600007.

INTRODUÇÃO: A obesidade na adolescência é um fator preditivo da obesidade no adulto. Assim, foram avaliados os fatores associados à obesidade e o uso do índice de massa morporal (IMC). MÉTODO: Foram avaliados 391 estudantes aferindo-se: consumo de alimentos, hábitos alimentares, características antropométricas dos pais e atividade física. O IMC foi a variável dependente utilizada na regressão linear multivariada. RESULTADOS: A prevalência de sobrepeso foi 23,9% para meninos e 7,2% para meninas. Fazer dieta para emagrecer foi 7 vezes mais freqüente entre meninas do que entre meninos com sobrepeso. Nos meninos, idade, uso de dieta, omissão de desjejum, horas de televisão/"vídeo-game" e obesidade familiar apresentaram associação positiva e significante com IMC. Nas meninas, associaram-se positivamente: uso de dieta, omissão de desjejum e obesidade familiar e negativamente idade da menarca. A correlação do IMC com medidas antropométricas foi maior que 0,7. CONCLUSÕES: Um padrão estético de magreza parece predominar entre meninas e elas o atingem com hábitos e consumo alimentar inadequados.

Keywords : Obesidade; Índice de massa corporal; Estado nutricional.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese