SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.33 issue4Factors associated to the trial of labor in primipara women with one previous cesarean sectionHealth and nutritional status of infants in an urban region of Brazil author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Revista de Saúde Pública

Print version ISSN 0034-8910

Abstract

ESCUDER, Maria Mercedes L et al. Avaliação da morbidade em comunidade infantil. Rev. Saúde Pública [online]. 1999, vol.33, n.4, pp. 349-357. ISSN 0034-8910.  http://dx.doi.org/10.1590/S0034-89101999000400005.

INTRODUÇÃO: Informações sobre morbidade são de fácil acesso através de registros médicos. Porém seu escopo é limitado à população ou grupo que demanda o serviço. Informações de prevalência de doenças requerem inquéritos domiciliares, os quais nem sempre são possíveis. Estas duas fontes de informação representam duas alternativas para avaliação da ocorrência de doenças na comunidade, chamadas morbidade de demanda e morbidade referida. O objetivo do estudo foi pesquisar uma possível relação entre elas, a fim de validar a primeira na ausência da segunda fonte. MÉTODOS: Uma comunidade de 13.365 famílias de dois bairros do Município do Embu, Grande São Paulo, Brasil, foi estudada durante o período de 15/11/94 a 15/01/95. Foram coletados dados referentes à morbidade de crianças menores de 5 anos por meio de inquérito domiciliar e de registros de consultas médicas de duas unidades básicas de saúde (UBS). A prevalência de doenças foi calculada a partir dos dados de morbidade referida e comparada com a estimativa de prevalência extraída dos dados de demanda. RESULTADOS: O estudo trabalhou com dois grupos etários separadamente: crianças menores de um ano e de 1 a 4 anos completos. Os grupos de doenças mais importantes foram doenças respiratórias, diarréia, problemas de pele e outras doenças infecciosas ou parasitárias. As UBS apresentaram melhor cobertura para os menores de um ano. A ocorrência de doenças não mostrou diferença dentro ou fora das unidades, as quais cobrem apenas diarréia e outras doenças infecciosas ou parasitárias para menores de um ano, e diarréia no grupo etário mais velho. Foi encontrada equivalência entre as duas fontes de morbidade no grupo etário de menores de um ano, referindo-se aos grupos de doença que apresentam maior cobertura. Um odds de procura de serviço por grupo de doenças igual ou superior a 4:10 parece assegurar a equivalência de prevalência. CONCLUSÃO: Provida uma boa cobertura dos serviços de saúde, os dados de morbidade de demanda podem ser usados como indicadores da morbidade da comunidade.

Keywords : Assistência ambulatorial; Inquéritos de morbidade; Necessidades e demanda de serviços de saúde.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English