SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.36 issue2Differences between normative criteria and self-perception in the assessment of malocclusionPresence of Aedes aegypti in Bromeliaceae and plant breeding places in Brazil author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Revista de Saúde Pública

On-line version ISSN 1518-8787

Abstract

MATOS, Divane Leite; LIMA-COSTA, Maria Fernanda; GUERRA, Henrique L  and  MARCENES, Wagner. Projeto Bambuí: avaliação de serviços odontológicos privados, públicos e de sindicato. Rev. Saúde Pública [online]. 2002, vol.36, n.2, pp. 237-243. ISSN 1518-8787.  http://dx.doi.org/10.1590/S0034-89102002000200017.

OBJETIVO: Partindo do princípio de que um dos objetivos dos serviços odontológicos públicos é reduzir os efeitos das desigualdades sociais sobre a saúde bucal, investigou-se se essas desigualdades estão presentes entre usuários dos serviços odontológicos públicos, privados e de sindicato. MÉTODOS: A população estudada foi constituída por uma amostra representativa de adultos residentes na cidade de Bambuí, MG. Os participantes foram entrevistados por meio de um questionário estruturado. RESULTADOS: Entre os 1.664 moradores amostrados, 1.382 (83,1%) participaram do inquérito de saúde bucal. Destes, 656 preenchiam os critérios de inclusão (idade >18 anos, presença de pelo menos um dente natural e visita ao dentista pelo menos uma vez na vida) e participaram do trabalho. Os usuários dos serviços privados estavam mais satisfeitos com a aparência dos dentes (ORaj=3,03; IC95%=1,70-5,39) e com a mastigação (ORaj=2,27; IC95%=1,17-4,40) do que os usuários de serviços públicos. Aqueles também percebiam menos necessidade atual de tratamento odontológico (ORaj=0,39; IC95%=0,18-0,86) e receberam com mais freqüência tratamento restaurador (ORaj=9,57; IC95%=4,72-19,43) ou preventivo (ORaj=5,57; IC95%=2,31-13,40) na última visita ao dentista. Aqueles que usaram os serviços do sindicato também receberam mais tratamentos restauradores (ORaj=8,51; IC95%=2,80-25,92) e preventivos (ORaj=11,42; IC95%=3,49-37,43) na última visita ao dentista do que os usuários de serviços públicos. Nenhuma diferença foi encontrada em relação à satisfação com a aparência dos dentes, à capacidade de mastigação e à percepção de necessidade de tratamento odontológico. CONCLUSÃO: Os serviços públicos odontológicos, com base no estudo da comunidade local, aparentemente não têm conseguido reduzir as desigualdades sociais com referência à saúde bucal.

Keywords : Serviços de saúde bucal; Avaliação de serviços; Assistência odontológica; Satisfação do paciente; Setor público; Setor privado; Fatores socioeconômicos; Iniqüidade na saúde; Saúde bucal.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf )