SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.36 issue6Fuzzy linguistic model for evaluating the risk of neonatal deathScenarios of typical occupational injuries in lumber industry author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Revista de Saúde Pública

Print version ISSN 0034-8910

Abstract

CORREA FILHO, Heleno Rodrigues et al. Perda auditiva induzida por ruído e hipertensão em condutores de ônibus. Rev. Saúde Pública [online]. 2002, vol.36, n.6, pp. 693-701. ISSN 0034-8910.  http://dx.doi.org/10.1590/S0034-89102002000700006.

OBJETIVO: Estimar as prevalências de perda auditiva induzida por ruído e hipertensão arterial em condutores de ônibus urbanos. MÉTODOS: Executou-se estudo transversal em amostra probabilística de 108 motoristas da cidade de Campinas, SP. Aplicou-se questionário sobre história profissional, jornadas de trabalho e repouso, e realizou-se exame físico e laboratorial incluindo medida da pressão arterial, audiometria tonal limiar, logoaudiometria e dados antropométricos, após a obtenção de consentimento. RESULTADOS: A prevalência de perda auditiva induzida por ruído foi de 32,7% do total examinado. Segundo a classificação de Merluzzi, nos 31 casos classificados em primeiro e segundo graus, observou-se que a freqüência audiométrica com perda auditiva mais acentuada foi a de 6 kHz (61,3%), seguida pela de 4 kHz (38,7%), sem diferenças significantes quanto à lateralidade. A prevalência de hipertensão arterial diastólica (PAD³90 mmHG; PAS³140 mmHG) foi de 13,2% dos examinados. CONCLUSÕES: O risco de disacusia induzida por ruído foi maior para os motoristas com mais de seis anos de trabalho, após ajuste para a perda relacionada com a idade, com um odds ratio de 19,25 (1,59<OR<386,75; p<0,01) para aqueles com mais de 45 anos.

Keywords : Perda auditiva provocada por ruído [epidemiologia]; Hipertensão [epidemiologia]; Transportes; Prevalência; Exposição ocupacional; Estudos transversais; Zonas urbanas.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese