SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.37 issue3Outpatient health service utilization and associated factors: a population-based studyAedes albopictus may not be vector of dengue virus in human epidemics in Brazil author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Revista de Saúde Pública

Print version ISSN 0034-8910

Abstract

GRIEP, Rosane Harter; DORA, Chor; FAERSTEIN, Eduardo  and  LOPES, Cláudia. Confiabilidade teste-reteste de aspectos da rede social no Estudo Pró-Saúde. Rev. Saúde Pública [online]. 2003, vol.37, n.3, pp. 379-385. ISSN 0034-8910.  http://dx.doi.org/10.1590/S0034-89102003000300018.

OBJETIVO: Avaliar os níveis de confiabilidade teste-reteste de informações relativas à rede social no Estudo Pró-saúde. MÉTODOS: Foi estimada a confiabilidade pelo estudo teste-reteste por meio de questionário multidimensional aplicado a uma coorte de trabalhadores de uma universidade. O mesmo questionário foi preenchido duas vezes por 192 funcionários não efetivos da universidade, com duas semanas de intervalo entre as aplicações. A concordância foi estimada pela estatística Kappa (variáveis categóricas), estatística Kappa ponderado e modelos log-lineares (variáveis ordinais), e coeficiente de correlação intraclasse (variáveis discretas). RESULTADOS: As medidas de concordância situaram-se acima de 0,70 para a maioria das variáveis. Estratificando-se as informações segundo gênero, idade e escolaridade, observou-se que a confiabilidade não apresentou padrão consistente de variabilidade. A aplicação de modelos log-lineares indicou que, para as variáveis ordinais do estudo, o modelo de melhor ajuste foi o de "concordância diagonal mais associação linear por linear". CONCLUSÕES: Os altos níveis de confiabilidade estimados permitem concluir que o processo de aferição dos itens sobre rede social foi adequado para as características investigadas. Estudos de validação em andamento complementarão a avaliação da qualidade dessas informações.

Keywords : Relações interpessoais; Relações interprofissionais; Trabalhadores. Reprodutibilidade de resultados; Universidades; Modelos lineares; Questionários; Rede social; Modelos log-lineares; Confiabilidade.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese