SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.37 issue3Test-retest reliability of measures of social network in the "Pró-Saúde" StudyOccurrence of Aedes albopictus in the state of Pará, Brazil author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Revista de Saúde Pública

Print version ISSN 0034-8910

Abstract

DEGALLIER, Nicolas et al. Aedes albopictus pode não ser vetor da dengue durante epidemias no Brasil. Rev. Saúde Pública [online]. 2003, vol.37, n.3, pp. 386-387. ISSN 0034-8910.  http://dx.doi.org/10.1590/S0034-89102003000300019.

Mais de 60.500 casos de dengue foram notificados no Espírito Santo, entre 1995 e 1998. Realizou-se estudo com o objetivo de averiguar se o mosquito Aedes albopictus estava transmitindo o vírus durante uma epidemia em Vila Bethânia (Viana), no sudeste de Vitória, capital capixaba. De 3 a 9 de abril de 1998, amostras de sangue e (ou) soro de pacientes foram coletadas e os mosquitos foram capturados diariamente, tanto para isolamento viral como para testes sorológicos. Em onze casos autóctonos, quatro foram confirmados por isolamento do vírus DEN 1, e dois por reação MAC ELISA Dos 37 Ae. aegypti e 200 Ae. albopictus adultos capturados e inoculados, apenas uma amostra de vírus DEN 1 foi obtida de um lote de duas fêmeas de Ae. aegypti. Os resultados sugerem que a espécie Ae. albopictus ainda não pode ser considerada um vetor inter-humano durante epidemias de dengue no Brasil.

Keywords : Dengue [transmissão]; Virus da dengue [isolamento & purificação]; Surtos de doencas; Aedes; Aedes aegypti; Aedes albopictus; Sorologia humana.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English