SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.38 issue2Drug utilization in adults: prevalence and individuals determinantsAre severe occlusal problems more frequent in permanent than deciduous dentition? author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista de Saúde Pública

On-line version ISSN 1518-8787Print version ISSN 0034-8910

Abstract

BERQUO, Laura S; BARROS, Aluísio J D; LIMA, Rosângela C  and  BERTOLDI, Andréa D. Utilização de antimicrobianos em uma população urbana. Rev. Saúde Pública [online]. 2004, vol.38, n.2, pp.239-246. ISSN 1518-8787.  http://dx.doi.org/10.1590/S0034-89102004000200013.

OBJETIVO: A emergência de cepas microbianas com crescentes níveis de resistência aos antimicrobianos tem sido objeto de preocupação em todo o mundo. Entre as causas apontadas para o fenômeno, está o uso abusivo e indiscriminado de drogas antimicrobianas. O presente estudo visa fornecer informações sobre o padrão de utilização dessas drogas em uma população urbana. MÉTODOS: Em um estudo transversal, de base populacional, 6.145 indivíduos de todas as idades residentes na zona urbana de Pelotas, Rio Grande do Sul, foram entrevistados sobre o uso de antimicrobianos nos 30 dias que antecederam a entrevista. RESULTADOS: A prevalência global de utilização de antimicrobianos encontrada foi de 8%. Essa foi maior entre as crianças até quatro anos de idade (14%; p<0,001), entre as mulheres (9%; p=0,004) e entre os separados/divorciados (10%; p=0,02). As indicações clínicas principais foram infecções do trato respiratório (50%), infecções do trato urinário (16%) e infecções dentárias (9%). As drogas antimicrobianas mais utilizadas foram as penicilinas (41%), as sulfas (17%) e as tetraciclinas (8%). CONCLUSÕES: O uso intensivo de drogas de última geração, temido por muitos estudiosos do tema, não foi confirmado. A possibilidade de redução da utilização de antimicrobianos existe, uma vez que as afecções do trato respiratório (a principal indicação para o seu uso) são, em sua maioria, de etiologia viral, e seu tratamento não se beneficia com drogas antimicrobianas.

Keywords : Uso de medicamentos [estatística]; Farmacoepidemiologia; Estudos transversais; Prevalência; Consumo de antimicrobianos.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf )