SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.38 issue6Hospital admissions and mortality: association with air pollution in São Paulo, Brazil, 1993 to 1997HIV infection during pregnancy: the Sentinel Surveillance Project, Brazil, 2002 author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Revista de Saúde Pública

Print version ISSN 0034-8910

Abstract

MICHELIM, Lessandra et al. Dermatoses em pacientes infectados pelo HIV com a contagem de linfócitos CD4. Rev. Saúde Pública [online]. 2004, vol.38, n.6, pp. 758-763. ISSN 0034-8910.  http://dx.doi.org/10.1590/S0034-89102004000600002.

OBJETIVO: Correlacionar a prevalência das doenças dermatológicas entre pacientes infectados pelo HIV com a contagem de linfócitos CD4. MÉTODOS: Estudo de série de casos realizado na região de Caxias do Sul, Estado do Rio Grande do Sul. Os dados foram coletados por meio da revisão de prontuários de pacientes com infecção pelo HIV internados em hospital público (198 pacientes, período de março de 1998 a junho de 2002) ou atendidos no ambulatório central universitário (40 pacientes, período de março a junho de 2002). As variáveis analisadas foram: idade, sexo, contagem de linfócitos CD4, carga viral e doenças dermatológicas apresentadas pelo paciente. Os testes estatísticos utilizados foram o Teste t de Student, o de Spearman e o do qui-quadrado. RESULTADOS: A freqüência de doença dermatológica foi de 67,2% entre os pacientes hospitalizados e de 75,0% entre os pacientes ambulatoriais. Candidíase oral foi a doença dermatológica mais prevalente. Na população hospitalar, a média de células CD4 foi menor entre os pacientes com doença dermatológica dos sem doença dermatológica (142,34 células/mm3 vs 512,35 células/mm3, respectivamente; p=0,018). O mesmo fenômeno foi observado na população ambulatorial (138,88 células/mm3 e 336,21 células/mm3, respectivamente; p=0,001). Verificou-se, em ambas as populações, uma correlação negativa entre a contagem de CD4 e o número total de doenças dermatológicas apresentadas pelo paciente (p=0,000, população hospitalar; p=0,000, população ambulatorial). CONCLUSÕES: As doenças dermatológicas são altamente prevalentes entre os pacientes infectados pelo HIV, sendo que a freqüência e o número dessas manifestações correlacionam-se bem com o status imunológico do paciente e com a progressão da doença.

Keywords : Infecções por HIV; Síndrome de imunodeficiência adquirida; Infecções oportunistas relacionadas com a Aids; Dermatopatias; Contagem de linfócito CD4; Imunossupressão.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese