SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.39 issue3Monitoring of airborne fungus and yeast species in a hospital unitReactogenicity of yellow fever vaccines in a randomized, placebo-controlled trial author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Revista de Saúde Pública

Print version ISSN 0034-8910

Abstract

AUDI, Celene Aparecida Ferrari; CORREA, A M S; LATORRE, M R D O  and  PEREZ-ESCAMILLA, Rafael. Fatores associados à prática alimentar do recém-nascido pós-alta hospitalar. Rev. Saúde Pública [online]. 2005, vol.39, n.3, pp. 406-412. ISSN 0034-8910.  http://dx.doi.org/10.1590/S0034-89102005000300011.

OBJETIVO: Avaliar os fatores associados à prática de amamentação no primeiro dia em casa após a alta hospitalar. MÉTODOS: Foram realizadas 209 entrevistas com mães de lactentes, com idade até quatro meses de vida, residentes em Itapira, SP, no momento em que levaram seus filhos para serem vacinados durante a Campanha Nacional de Vacinação, em 1999. Utilizou-se de análise exploratória dos dados, teste do qui-quadrado. Verificou-se associação entre as variáveis dependentes e independentes por análise de regressão logística. RESULTADOS: Observou-se, que a idade média das mães foi de 25,5 anos e 18,2% eram mães adolescentes. Nasceram por parto vaginal 53% dos lactentes, sendo a maioria (78,5%) em hospital municipal. Constatou-se que 78,1% dos lactentes no primeiro dia em casa encontravam-se em aleitamento materno exclusivo e 11,6% já haviam consumido outros alimentos. O único fator associado à maior chance de estar amamentando exclusivamente no primeiro dia em casa foi o fato de a mãe ser adolescente e primípara (OR=9,40; IC 95% (OR)=1,24-71,27), ajustado para o tipo de parto e hospital de nascimento. Em relação ao uso de leite artificial no primeiro dia em casa, a mãe atendida no hospital municipal teve menor chance de usar leite artificial (OR=0,33; IC 95% (OR)=0,13-0,86), mesmo após o controle para o parto vaginal. CONCLUSÕES: No primeiro dia em casa após alta hospitalar, adolescentes primíparas tiveram maior chance de amamentar exclusivamente, assim como aquelas crianças que nasceram no hospital municipal. Sugere-se a realização de outros estudos, que contemplem uma abordagem multidisciplinar.

Keywords : Aleitamento materno; Recém-nascido; Assistência perinatal.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English