SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.39 issue6Epidemiology of sickle cell disease hospital admissions in BrazilInternalized opression and high-risk sexual practices among homosexual and bisexual males, Mexico author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Revista de Saúde Pública

Print version ISSN 0034-8910

Abstract

EYER-SILVA, Walter A; BASILIO-DE-OLIVEIRA, Carlos Alberto  and  MORGADO, Mariza G. Infecção pelo HIV e AIDS em um pequeno município no Sudeste brasileiro. Rev. Saúde Pública [online]. 2005, vol.39, n.6, pp. 950-955. ISSN 0034-8910.  http://dx.doi.org/10.1590/S0034-89102005000600013.

OBJETIVO: Estudos sobre as características da infecção pelo HIV em pequenos municípios brasileiros são de grande importância para o desenho de estratégias de intervenção, para a alocação apropriada de recursos e melhoria da assistência. O objetivo foi investigar as características clínicas e epidemiológicas da infecção pelo HIV em um pequeno município. MÉTODOS: Foi realizado estudo descritivo em Miracema, município do noroeste do Estado do Rio de Janeiro, entre julho de 1999 e dezembro de 2003. Foram analisados todos os pacientes adultos com diagnóstico de infecção pelo HIV atendidos no Programa Municipal de HIV/Aids. Dados clínicos e epidemiológicos foram coletados prospectivamente por meio de questionário padronizado. RESULTADOS: Foram analisados no total 65 pacientes adultos que receberam atendimento no Programa Municipal de HIV/Aids. A maioria (34) eram mulheres (razão de sexos homem-mulher de 0,9). Encontrou-se preponderância absoluta de pacientes que nasceram em Miracema ou municípios vizinhos (94%), moravam em Miracema (90,7%), eram solteiros (70,8%), atribuíam a aquisição da infecção ao contato heterossexual desprotegido (72,3%) e tinham antecedentes de uso de cocaína inalada (27,7%). Desordens do sistema nervoso central (incluindo cinco casos de neurocriptococose) e insuficiência respiratória aguda semelhante à pneumocistose pulmonar foram as principais causas de morbidade. A maioria dos pacientes (56,9%) iniciou acompanhamento em estágios avançados de infecção pelo HIV. CONCLUSÕES: A preponderância de pacientes em estágios avançados de infecção pelo HIV sugere a existência de um grande reservatório de casos não diagnosticados na comunidade. Uma característica marcante da casuística foi a inversão da razão de sexos homem-mulher. Investigações adicionais cobrindo áreas geográficas maiores são urgentemente necessárias para o melhor entendimento do espectro clínico e epidemiológico da infecção pelo HIV em pequenos municípios brasileiros e áreas rurais.

Keywords : Síndrome de imunodeficiência adquirida [epidemiologia]; Infecção por HIV [epidemiologia]; Assentamentos rurais; Pequenos municípios; Brasil.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English