SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.40 issue3Air pollution effects on myocardial infarctionFactors associated with pulmonary disease among the elderly author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Revista de Saúde Pública

On-line version ISSN 1518-8787
Print version ISSN 0034-8910

Abstract

OLIVEIRA, Sandro Schreiber de; SANTOS, Iná da Silva dos; SILVA, José Francisco Pereira da  and  MACHADO, Eduardo Coelho. Prevalência de dispepsia e fatores sociodemográficos. Rev. Saúde Pública [online]. 2006, vol.40, n.3, pp.420-427. ISSN 1518-8787.  http://dx.doi.org/10.1590/S0034-89102006000300009.

OBJETIVO: Medir a prevalência e distribuição de dispepsia e dispepsia freqüente por subtipos na população com 20 anos ou mais segundo características socioeconômicas e demográficas. MÉTODOS: Estudo transversal, de base populacional, com 3.934 indivíduos moradores na cidade de Pelotas (RS), entrevistados em seus domicílios, de outubro de 1999 a janeiro de 2000. Dispepsia foi definida como dor ou desconforto no andar superior do abdome e/ou náuseas no ano anterior à entrevista (conforme critérios Roma I e II). Dispepsia freqüente incluiu o registro de dispepsia mais de seis vezes e/ou náuseas, uma vez por mês ou mais. Esses desfechos foram analisados por idade, sexo, cor da pele, escolaridade, renda e estado civil. Os dados foram analisados por meio do teste qui-quadrado de Pearson de associação para variáveis categóricas e teste de tendência linear, quando aplicável. RESULTADOS: A prevalência de dispepsia foi de 44,4% e de dispepsia freqüente, 27,4%. A prevalência de dispepsia tipo refluxo, úlcera, dismotilidade e não especificada foi, respectivamente, 19,4%, 6,3%, 13,9% e 16,6%; para dispepsia freqüente foram 14,7%, 4,9%, 11,2% e 6,8%, respectivamente. As mulheres apresentaram cerca de 50% mais dispepsia freqüente. Indivíduos mais jovens e de menor renda apresentaram maiores prevalências de dispepsia e dispepsia freqüente. Análise de acordo com critérios de Roma II mostrou prevalências de 15,9% e 7,5% para dispepsia e dispepsia freqüente, respectivamente. CONCLUSÕES: A dispepsia constitui um problema prevalente na população estudada. A maioria dos indivíduos apresentaram mais de um subtipo de dispepsia.

Keywords : Dispepsia; Dispepsia freqüente; Dispepsia funcional; Refluxo gastroesofágico; Dismotilidade; Úlcera; Estudos transversais; Prevalência; Fatores de risco.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf )