SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.40 issue3Air pollution effects on myocardial infarctionFactors associated with pulmonary disease among the elderly author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Revista de Saúde Pública

Print version ISSN 0034-8910

Abstract

OLIVEIRA, Sandro Schreiber de; SANTOS, Iná da Silva dos; SILVA, José Francisco Pereira da  and  MACHADO, Eduardo Coelho. Prevalência de dispepsia e fatores sociodemográficos. Rev. Saúde Pública [online]. 2006, vol.40, n.3, pp. 420-427. ISSN 0034-8910.  http://dx.doi.org/10.1590/S0034-89102006000300009.

OBJETIVO: Medir a prevalência e distribuição de dispepsia e dispepsia freqüente por subtipos na população com 20 anos ou mais segundo características socioeconômicas e demográficas. MÉTODOS: Estudo transversal, de base populacional, com 3.934 indivíduos moradores na cidade de Pelotas (RS), entrevistados em seus domicílios, de outubro de 1999 a janeiro de 2000. Dispepsia foi definida como dor ou desconforto no andar superior do abdome e/ou náuseas no ano anterior à entrevista (conforme critérios Roma I e II). Dispepsia freqüente incluiu o registro de dispepsia mais de seis vezes e/ou náuseas, uma vez por mês ou mais. Esses desfechos foram analisados por idade, sexo, cor da pele, escolaridade, renda e estado civil. Os dados foram analisados por meio do teste qui-quadrado de Pearson de associação para variáveis categóricas e teste de tendência linear, quando aplicável. RESULTADOS: A prevalência de dispepsia foi de 44,4% e de dispepsia freqüente, 27,4%. A prevalência de dispepsia tipo refluxo, úlcera, dismotilidade e não especificada foi, respectivamente, 19,4%, 6,3%, 13,9% e 16,6%; para dispepsia freqüente foram 14,7%, 4,9%, 11,2% e 6,8%, respectivamente. As mulheres apresentaram cerca de 50% mais dispepsia freqüente. Indivíduos mais jovens e de menor renda apresentaram maiores prevalências de dispepsia e dispepsia freqüente. Análise de acordo com critérios de Roma II mostrou prevalências de 15,9% e 7,5% para dispepsia e dispepsia freqüente, respectivamente. CONCLUSÕES: A dispepsia constitui um problema prevalente na população estudada. A maioria dos indivíduos apresentaram mais de um subtipo de dispepsia.

Keywords : Dispepsia; Dispepsia freqüente; Dispepsia funcional; Refluxo gastroesofágico; Dismotilidade; Úlcera; Estudos transversais; Prevalência; Fatores de risco.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese