SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.42 issue5Alcohol consumption among victims of external causes in a university general hospitalHIV/AIDS risk among female sex workers who use crack in Southern Brazil author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista de Saúde Pública

On-line version ISSN 1518-8787Print version ISSN 0034-8910

Abstract

MORALES, Alfonso Urzúa  and  BARREDA, Patricia Zúñiga. Vulnerabilidade ao HIV em mulheres em risco social. Rev. Saúde Pública [online]. 2008, vol.42, n.5, pp.822-829.  Epub Aug 28, 2008. ISSN 1518-8787.  http://dx.doi.org/10.1590/S0034-89102008005000050.

OBJETIVO: Avaliar a vulnerabilidade por fatores de risco ao HIV/Aids em mulheres em risco social. MÉTODOS: Estudo realizado com 178 mulheres donas de casa (n=101) e trabalhadoras do setor de saúde (n=77) de Antofagasta, no Chile, em 2006-2007. As donas de casa foram consideradas em risco social. A vulnerabilidade ao HIV foi calculada por meio de uma escala que reuniu 21 itens em três dimensões: papéis de gênero, comunicação com o parceiro e atitude frente ao preservativo. Para determinar o peso relativo de cada uma das dimensões na vulnerabilidade total realizou-se análise de regressão múltipla, utilizando a pontuação total da escala como variável dependente e cada uma das três dimensões como variável independente. RESULTADOS: Em geral, a dimensão com maior peso relativo foi a dimensão atitude frente ao uso de preservativo (0,542), seguida da relação com o parceiro (0,453) e papéis de gênero (0,379). Para mulheres donas de casa, observou-se uma variação: relação com o parceiro (0,597), atitude frente ao uso do preservativo (0,508) e papéis de gênero (0,403). Para as trabalhadoras em saúde o peso das dimensões foi: atitude frente ao uso de preservativo (0,638), relação com o parceiro (0,397), e papéis de gênero (0,307). CONCLUSÕES: Os resultados permitem inferir diferenças nos fatores que condicionam a vulnerabilidade ao HIV nos grupos de mulheres, sendo o papel de gênero o fator com maior capacidade preditiva de risco para aquelas em risco social.

Keywords : Mulheres; Síndrome de Imunodeficiência Adquirida [prevenção e controle]; Preservativos [utilização]; Vulnerabilidade em Saúde; Gênero e Saúde; Conhecimentos, Atitudes e Prática em Saúde; Chile.

        · abstract in English | Spanish     · text in Spanish     · Spanish ( pdf )