SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.42 suppl.1Signs and symptoms associated with sexually transmitted infections in Brazil, 2005Use of psychoactive substances and contraceptive methods by the Brazilian urban population, 2005 author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Revista de Saúde Pública

Print version ISSN 0034-8910

Abstract

BASTOS, Francisco I; BERTONI, Neilane; HACKER, Mariana A  and  GRUPO DE ESTUDOS EM POPULACAO, SEXUALIDADE E AIDS. Consumo de álcool e drogas: principais achados de pesquisa de âmbito nacional, Brasil 2005. Rev. Saúde Pública [online]. 2008, vol.42, suppl.1, pp. 109-117. ISSN 0034-8910.  http://dx.doi.org/10.1590/S0034-89102008000800013.

OBJETIVO: Analisar os padrões de consumo de álcool e drogas de uma amostra representativa da população urbana brasileira na sua inter-relação com a saúde sexual e reprodutiva. MÉTODOS: Dados de inquérito de base populacional, de abrangência nacional, com plano amostral complexo, realizado em 2005. Foram entrevistados 5.040 indivíduos de ambos os sexos, na faixa etária de 16 a 65 anos. Analisaram-se questões relativas consumo de álcool e drogas e comportamento sexual. Utilizou-se análise bivariada e multivariada. RESULTADOS: O álcool foi a substância mais freqüentemente utilizada, com relato de uso regular, na vida, por 18% dos entrevistados. O consumo de drogas ilícitas foi referido por 9% dos entrevistados, especialmente, maconha e cocaína aspirada, com uso de drogas injetáveis infreqüente. Observou-se declínio do consumo de cocaína aspirada e incremento do uso de maconha (nos últimos 12 meses), comparados a resultados de pesquisa similar realizada em 1998. Histórico de abuso sexual constituiu fator de risco do consumo de drogas e uso regular de álcool. A referência por parte do entrevistado ao papel da religião na sua formação, ser branco e do sexo feminino se mostraram protetores frente ao consumo regular de álcool, particularmente prevalente entre homens mais velhos. As opções de lazer e a ausência de práticas religiosas atuais se mostraram associadas ao consumo de drogas. CONCLUSÕES: O consumo de álcool, regular ou não, é prevalente na população urbana brasileira, enquanto o uso de drogas injetáveis se mostrou raro. Ao longo da última década observou-se declínio no consumo de cocaína. Histórico de abuso sexual se mostrou central ao consumo posterior de drogas e álcool.

Keywords : Consumo de Bebidas Alcoólicas; Drogas Ilícitas; Fatores de Risco; Fatores Socioeconômicos; Violência Sexual; Conhecimentos [Atitudes e Prática em Saúde]; Estudos Populacionais em Saúde Pública; Brasil; Estudos transversais.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese