SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.42 suppl.1Drug and alcohol use: main findings of a national survey, Brazil 2005Intimate partner sexual violence among men and women in urban Brazil, 2005 author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista de Saúde Pública

On-line version ISSN 1518-8787Print version ISSN 0034-8910

Abstract

BASTOS, Francisco I; CUNHA, Cynthia B; BERTONI, Neilane  and  GRUPO DE ESTUDOS EM POPULACAO, SEXUALIDADE E AIDS. Uso de substâncias psicoativas e métodos contraceptivos pela população urbana brasileira, 2005. Rev. Saúde Pública [online]. 2008, vol.42, suppl.1, pp.118-126. ISSN 1518-8787.  http://dx.doi.org/10.1590/S0034-89102008000800014.

OBJETIVO: Analisar a relação entre os padrões de utilização de preservativos e outros métodos contraceptivos e o consumo de álcool e drogas. MÉTODOS: Estudo exploratório com base em dados de amostra probabilística com 5.040 entrevistados residentes em grandes regiões urbanas do Brasil, com idades entre 16 e 65 anos, em 2005. Os dados foram coletados por meio de questionários. Empregou-se a técnica de árvores de classificação Chi-square Automatic Interaction para estudar o uso de preservativos por parte de entrevistados de ambos os sexos e de outros métodos contraceptivos entre as mulheres na última relação sexual vaginal. RESULTADOS: Entre adultos jovens e de meia idade, de ambos os sexos, e jovens do sexo masculino vivendo relacionamentos estáveis, o uso de preservativos foi menos freqüente entre os que disseram utilizar substâncias psicoativas (álcool e/ou drogas ilícitas). O possível efeito modulador das substâncias psicoativas parece incidir de forma mais clara sobre as práticas anticoncepcionais de mulheres maduras, com inter-relações mais complexas, entre as mulheres mais jovens, onde a inserção em diferentes classes sociais parece desempenhar papel mais relevante. CONCLUSÕES: Apesar das limitações decorrentes de um estudo exploratório, o fato de se tratar de amostra representativa da população urbana brasileira, e não de populações vulneráveis, reforça a necessidade de implementar políticas públicas integradas dirigidas à população geral, referentes à prevenção do consumo de drogas, álcool, infecções sexualmente transmissíveis e HIV/Aids e da gravidez indesejada nos marcos de promoção da saúde sexual e reprodutiva.

Keywords : Anticoncepção [utilização]; Preservativos [utilização]; Consumo de Bebidas Alcoólicas; Drogas ilícitas; Estudos Populacionais em Saúde Pública; Brasil; Estudos transversais.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · English ( pdf ) | Portuguese ( pdf )