SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.43 issue3Reliability of food labels from products marketed in the city of São Paulo, Southeastern BrazilValidity and reproducibility of Escala de Evaluación da Insatisfación Corporal para Adolescentes author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Revista de Saúde Pública

Print version ISSN 0034-8910

Abstract

CHAVEZ AYALA, Ruben et al. Fatores de abuso sexual na infância e adolescência de estudantes de Morelos, México. Rev. Saúde Pública [online]. 2009, vol.43, n.3, pp. 506-514. ISSN 0034-8910.  http://dx.doi.org/10.1590/S0034-89102009000300015.

OBJETIVO: Estimar a prevalência e fatores associados ao abuso sexual infantil e na adolescência. MÉTODOS: Estudo realizado em amostra de estudantes do estado de Morelos, México, entre 2004 e 2005. Os participantes (n=1730) pertencem a uma coorte de 13.293 estudantes de 12 a 24 anos. Os dados foram coletados por meio de questionário formado por partes de escalas validadas. As variáveis analisadas foram: fatores sociodemográficos (sexo, zona de residência, nível socioeconômico); familiares (educação dos pais, vícios dos pai, violência entre pais); psicológicos individuais (autoestima- Inventario de Autoestima de Coopersmith, depressão, consumo de álcool); violência intrafamiliar (Escala de Strauss); e abuso sexual. As variáveis dependentes analisadas foram a intenção e o abuso sexual consumado. Os fatores associados foram analisados por meio de regressão logística múltipla, com odds ratios e respectivos intervalos de 95% de confiança (IC 95%). RESULTADOS: Do total, 4,7% (n=80) dos alunos reportaram terem sofrido intenção de abuso e 2,9% foram vítimas de abuso sexual consumado. As mulheres relataram maior prevalência de intenção (6,1%). Foram abusados sexualmente 3,6% das mulheres e 1,9% dos homens. O principal agressor das mulheres foi o namorado e dos homens, uma pessoa desconhecida. A idade do abuso foi de 12,02 anos para mulheres e 11,71 para os homens. Os fatores associados ao abuso foi o maior consumo de álcool pelos pais (RM = 3.37; IC 95% 1.40;8.07); violência contra a mãe (OR=4.49; IC 95%1.54;13.10); ser mulher (OR= 2.47; IC 95%1.17;5.24); ser vítima de violência intrafamiliar alta (OR=3.58; IC 95%1.32;9.67). Autoestima alta foi um fator protetor (RM=0.27; IC 95% 0.09;0.75). CONCLUSÕES: A média de idade do abuso sexual foi de 12 anos em ambos os sexos, sendo mais freqüente entre as do sexo feminino. A maioria das vítimas não denuncia o abuso.

Keywords : Criança; Adolescente; Maus-Tratos Sexuais Infantis; Violência Sexual; Fatores Socioeconômicos; Vulnerabilidade em Saúde; Gênero e Saúde.

        · abstract in English | Spanish     · text in English | Spanish     · pdf in Spanish