SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.45 issue3H-index of Collective Health professors in BrazilThe role of plausibility in the evaluation of scientific research author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Revista de Saúde Pública

Print version ISSN 0034-8910

Abstract

BARROS, Fernando C et al. Quantos dos recém-nascidos de baixo peso de países emergentes são pré-termo?. Rev. Saúde Pública [online]. 2011, vol.45, n.3, pp. 607-616.  Epub Apr 15, 2011. ISSN 0034-8910.  http://dx.doi.org/10.1590/S0034-89102011005000019.

OBJETIVO: Estimar a prevalência de recém-nascidos pré-termo entre os recém-nascidos de baixo peso ao nascer de países de renda média ou baixa. MÉTODOS: Em consulta a bases de dados (PubMed, LILACS, Google Scholar) foram procurados estudos sobre a prevalência de recém-nascidos a termo e pré-termo entre aqueles de baixo peso ao nascer conduzidos após 1990 em países emergentes. Modelos de regressão foram usados para avaliar a proporção de acordo com as prevalências de baixo peso. RESULTADOS: Com base em 47 estudos de 27 países emergentes, aproximadamente metade de todos os recém-nascidos com baixo peso seriam prematuros, em vez de um a cada três, como estimado em estudos anteriores à década de 1990. CONCLUSÕES: A estimativa de números substancialmente mais altos de prematuros com baixo peso tem importantes reflexos no planejamento em saúde, uma vez que esses recém-nascidos demandam cuidados especiais. Todavia, os achados são limitados pela falta de estudos populacionais.

Keywords : Recém-Nascido de Baixo Peso; Prematuro; Países em Desenvolvimento; Revisão.

        · abstract in English | Spanish     · text in English     · pdf in English