SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.9 issue4Bancroftian filariasis in Belém, Pará State: possibilities for eradication by introducing modern methods of control for Culex quinquefasciatusSocial representations, political action and citizenship author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Cadernos de Saúde Pública

On-line version ISSN 1678-4464
Print version ISSN 0102-311X

Abstract

WANDERLEY, Dalva Marli V.. Doença de Chagas: meio rural e controle de vetores no Estado de São Paulo, Brasil. Cad. Saúde Pública [online]. 1993, vol.9, n.4, pp.466-476. ISSN 1678-4464.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X1993000400007.

O presente estudo analisa as relações entre a expansão dos espaços abertos, a domiciliação triatomínea e a instalação da doença de Chagas no Estado de São Paulo durante a expansão da cultura cafeeira, na primeira metade do século. No período pós-50, o início das ações de controle coincide com a desestruturação das relações facilitadoras para a instalação da doença de Chagas, através da alteração do espaço agrário, êxodo rural e destruição de domicílios de pior qualidade. A partir da interrupção da transmissão natural da endemia, em meados da década de 70, conseqüência da eliminação de Triatoma infestans dos domicílios, enfrenta-se o desafio das populações triatomíneas extradomiciliares - Triatoma sordida e Panstrongylus megistus -, cujo caráter invasivo tem requerido a investigação das possíveis repercussões humanas da sua presença, através da vigilância epidemiológica permanente com participação da população.

Keywords : Triatomíneos; Vigilância Epidemiológica; Controle de Vetores; Doença de Chagas.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )