SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.9 issue4Bancroftian filariasis in Belém, Pará State: possibilities for eradication by introducing modern methods of control for Culex quinquefasciatusSocial representations, political action and citizenship author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Cadernos de Saúde Pública

Print version ISSN 0102-311X

Abstract

WANDERLEY, Dalva Marli V.. Doença de Chagas: meio rural e controle de vetores no Estado de São Paulo, Brasil. Cad. Saúde Pública [online]. 1993, vol.9, n.4, pp. 466-476. ISSN 0102-311X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X1993000400007.

O presente estudo analisa as relações entre a expansão dos espaços abertos, a domiciliação triatomínea e a instalação da doença de Chagas no Estado de São Paulo durante a expansão da cultura cafeeira, na primeira metade do século. No período pós-50, o início das ações de controle coincide com a desestruturação das relações facilitadoras para a instalação da doença de Chagas, através da alteração do espaço agrário, êxodo rural e destruição de domicílios de pior qualidade. A partir da interrupção da transmissão natural da endemia, em meados da década de 70, conseqüência da eliminação de Triatoma infestans dos domicílios, enfrenta-se o desafio das populações triatomíneas extradomiciliares - Triatoma sordida e Panstrongylus megistus -, cujo caráter invasivo tem requerido a investigação das possíveis repercussões humanas da sua presença, através da vigilância epidemiológica permanente com participação da população.

Keywords : Triatomíneos; Vigilância Epidemiológica; Controle de Vetores; Doença de Chagas.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English