SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.13 issue2Abortion and physicians in training: the opinion of medical students in Mexico CitySchistosomiasis mansoni occurrence in urban territory. 1. A case study of a peripheral urban area in Belo Horizonte, Minas Gerais, Brazil author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Cadernos de Saúde Pública

Print version ISSN 0102-311X

Abstract

ASSIS, Ana Marlúcia O. et al. Distribuição da anemia em pré-escolares do semi-árido da Bahia. Cad. Saúde Pública [online]. 1997, vol.13, n.2, pp. 237-244. ISSN 0102-311X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X1997000200013.

O objetivo desta investigação foi identificar a prevalência da anemia e alguns de seus potenciais determinantes em 754 crianças de áreas urbanas de sete municípios na região do semi-árido baiano. Hemoglobina foi determinada em 745 crianças de um a 72 meses de idade. Para o grupo etário de seis a 72 meses um valor de hemoglobina < 11,0 g/dl identifica a anemia segundo recomendação da OMS enquanto o valor <9,5 g/dl classifica a anemia na categoria de grave. Estes mesmos pontos de corte foram adotados para os menores de seis meses, os quais são aceitos pela Hematologia Clínica. Detectou-se um valor médio de 12,1 g/dl para a hemoglobina, distribuída diferentemente entre as idades (p=0,001), assim como prevalências de 22,2% para a anemia e de 5,8% para as formas graves. A prevalência da anemia variou significativamente com a idade (p=0, 001), sendo mais elevada em crianças de 12 a 23 meses de idade (50, 0%), seguida pelos menores de 12 meses de vida (29,9%). A análise para associação da anemia segundo a escolaridade materna (controlada pela idade da criança) e renda familiar per capita não mostrou significância estatística.

Keywords : Anemia; Saúde da Criança; Nutrição; Epidemiologia.

        · abstract in English     · text in Portuguese