SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.13 issue3Prevalence of CAGE-positive secondary school students in Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brazil, 1994Infant mortality rate in Brazil: Belgium-India or Bulgaria? author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Cadernos de Saúde Pública

Print version ISSN 0102-311X

Abstract

FACCHINI, Luiz Augusto; DALL'AGNOL, Marinel Mór; FASSA, Anaclaudia Gastal  and  LIMA, Rosângela da Costa. Ícones para mapas de riscos: uma proposta construída com os trabalhadores. Cad. Saúde Pública [online]. 1997, vol.13, n.3, pp. 497-502. ISSN 0102-311X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X1997000300025.

Em estudo realizado na indústria da alimentação de Pelotas, utilizou-se a metodologia do Modelo Operário para elaborar mapas de riscos. Inicialmente, representaram-se os grupos de riscos por meio de figuras geométricas, com graduação de tamanho para caracterizar a intensidade. Notou-se que estas tinham pouco significado para o trabalhador. Além disso, com a agregação de riscos com diferentes impactos sobre a saúde, perdia-se o detalhamento da exposição. Como alternativa, desenvolveu-se uma iconografia, partindo da visão do trabalhador. A investigação foi qualitativa e realizou-se em três etapas com sessenta trabalhadores, que sugeriram e selecionaram os ícones mais adequados. A seguir, utilizando-se processo serigráfico, estes foram digitalizados e impressos em adesivos para que o próprio trabalhador pudesse colá-los no mapa de riscos. Cada risco é representado por um ícone e a intensidade de exposição é expressa pela sua cor. Este artigo apresenta estes ícones e o processo desenvolvido para a sua elaboração.

Keywords : Ícones; Riscos Ocupacionais; Cargas de Trabalho; Modelo Operário; Saúde do Trabalhador.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese