SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.13 issue4Physicians and health care: state, market or regulation? A false issueModels for physicians' professional regulation in Latin America and theoretical elements for its analysis author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Cadernos de Saúde Pública

Print version ISSN 0102-311X

Abstract

KURIYAMA, Gisele Sayuri; MOREIRA, Josino Costa  and  SILVA, Célia Regina Sousa da. Exposição ocupacional ao dióxido de nitrogênio (NO2) em policiais de trânsito na cidade do Rio de Janeiro. Cad. Saúde Pública [online]. 1997, vol.13, n.4, pp. 677-683. ISSN 0102-311X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X1997000400010.

A fim de se avaliarem os níveis de exposição ocupacional ao NO2, policiais de trânsito que trabalham em 11 cruzamentos de importantes vias de tráfego na zona urbana da cidade do Rio de Janeiro foram monitorados durante sua jornada de trabalho, por três dias consecutivos, no período entre 16 a 18/08/94. As amostras de ar foram coletadas por meio do uso de amostradores passivos tipo badge e analisados espectrofotometricamente a 545 nm, após diazotação (ácido sulfanílico) e acoplamento com dicloridrato de N-naftiletilenodiamina. Os resultados obtidos situaram-se na faixa de 13,3 a 193,6 µg/m3 (média 107,3 ­ desvio padrão 40,1). Esses resultados sugerem que, embora os níveis de concentração de NO2 encontrados não sejam muito elevados, a exposição aos mesmos, a longo prazo, pode induzir o surgimento de alterações em parâmetros bioquímicos e estruturais, que poderão levar a doenças pulmonares crônicas, mesmo que atualmente não tenham sido observados sintomas clínicos relevantes.

Keywords : Dióxido de Nitrogênio; Exposição Ambiental; Exposição Ocupacional; Amostradores Passivos.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese