SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.14 issue1Elements for changing a prevailing psychiatric care modelEvaluation of a program for asthmatic children treated in primary care outpatient units in Embu, São Paulo, 1988-1993 author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Cadernos de Saúde Pública

Print version ISSN 0102-311X

Abstract

MOZA, Patrícia Ganzenmüller; PIERI, Otávio Sarmento; BARBOSA, Constança Simões  and  REY, Luis. Fatores sócio-demográficos e comportamentais relacionados à esquistossomose em uma agrovila da zona canavieira de Pernambuco, Brasil. Cad. Saúde Pública [online]. 1998, vol.14, n.1, pp. 107-115. ISSN 0102-311X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X1998000100018.

O fracasso de um esquema intensivo de tratamento quimioterápico para controle da esquistossomose numa área de alta endemicidade no Nordeste levou à hipótese de que aspectos sócio-demográficos e/ou comportamentais estariam implicados na persistência da transmissão. Uma análise univariada dessas variáveis em relação à infecção por Schistosoma mansoni revelou que os padrões de contato com a água para lazer e higiene pessoal são importantes fatores de risco na área. Já as variáveis sócio-demográficas não estiveram relacionadas com a infecção, provavelmente porque a população local vive sob condições sócio-econômicas e sanitárias uniformemente precárias Nessa área, recomenda-se que a quimioterapia seja combinada com outras medidas, como o controle dos moluscos vetores e a educação em saúde, acompanhadas de melhorias no saneamento e abastecimento de água.

Keywords : Esquistossomose; Epidemiologia; Controle de Doenças Transmissíveis; Fatores de Risco.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese