SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.15 issue1Association between diastolic blood pressure and cumulative work timeChallenges for developing a comparative analytical model for health services author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Cadernos de Saúde Pública

On-line version ISSN 1678-4464Print version ISSN 0102-311X

Abstract

MARTINS, Ignez Salas; VELASQUEZ-MELENDEZ, Gustavo  and  CERVATO, Ana Maria. Estado nutricional de grupamentos sociais da área metropolitana de São Paulo, Brasil. Cad. Saúde Pública [online]. 1999, vol.15, n.1, pp.41-78. ISSN 1678-4464.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X1999000100008.

O presente trabalho tem como objetivo caracterizar a prevalência de baixo peso e obesidade em grupamentos (estratos) sociais da Área Metropolitana de São Paulo, Brasil. O estado nutricional foi definido pelo Índice de Massa Corporal (IMC). As prevalências de desnutrição energético-protéica foi de 3,9% nos homens e 6,2% nas mulheres. O sobrepeso variou de 27,5% a 34,0 %, nos homens e de 25,8% a 43,6%, nas mulheres. A obesidade, nos homens, variou de 2,5% a 11,1%.; nas mulheres de 7,1% a 28,5%. Nestas o excesso de peso apresentou aumento brusco após os 40 anos de idade, com diferenciais estatisticamente significantes (p<0,001), entre os sexos. Nos estratos sociais as prevalências de IMC < 20,0 variaram entre 8 e 24%. Entre as mulheres, entre 10% (estrato I) e 26% (estrato IV). As prevalências de sobrepeso e obesidade entre os homens foram de aproximadamente 43, 51, 35 e 30% para as classes I, II, III e IV, respectivamente. Entre as mulheres, os percentuais foram de mais ou menos 12, 61, 55 e 46 % para os estratos I, II, III e IV, respectivamente. O sobrepeso e obesidade encontram-se em alta prevalência em toda população.

Keywords : Estado Nutricional; Índice de Massa Corporal; Antropometria; Epidemiologia.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf )