SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.15 issue4The concept of health and the difference between prevention and promotionValidity of information on occupation and principal cause on death certificates in Botucatu, São Paulo author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Cadernos de Saúde Pública

Print version ISSN 0102-311X

Abstract

BARATA, Rita Barradas; RIBEIRO, Manoel Carlos Sampaio de Almeida  and  MORAES, José Cássio de. Tendência temporal da mortalidade por homicídios na cidade de São Paulo, Brasil, 1979-1994. Cad. Saúde Pública [online]. 1999, vol.15, n.4, pp. 711-718. ISSN 0102-311X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X1999000400005.

Estudou-se a tendência da mortalidade por homicídios segundo sexo e idade na cidade de São Paulo entre 1979 e 1994, utilizando modelos de ajuste de tendência temporal selecionados com base na significância de b e valor de R2, e análise de resíduos pela técnica de box and whisker plot. A mortalidade por homicídios em São Paulo passou de 12,2 óbitos por 100.000 hab. em 1979 para 34,2 em 1994, apresentando crescimento linear de 1,17 ao ano. O mesmo comportamento é observado em ambos os sexos, embora as taxas para os homens sejam cerca de 14 vezes maiores, denotando a deterioração das condições de vida urbana. Tanto os menores de dez anos como os maiores de 60 anos apresentam taxas constantes no período em valores relativamente baixos. O grupo de 10 a 19 anos apresenta crescimento das taxas segundo o modelo multiplicativo (incrementos 132,55). Os adultos jovens de 20 a 39 anos apresentam taxas crescentes durante todo o período, segundo o modelo linear, enquanto os adultos de 40 a 59 anos apresentam crescimento segundo o modelo recíproco. Observa-se, assim, que cada grupo de idade e sexo apresenta tendência temporal peculiar no período considerado.

Keywords : Homicídio; Violência; Saúde Urbana; Mortalidade; Séries Temporais.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese