SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.15 issue4Do women's attitudes towards abortion and contraceptive methods influence their option for sterilization?Anthropometric profile of the elderly Brazilian population: results of the National Health and Nutrition Survey, 1989 author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Cadernos de Saúde Pública

Print version ISSN 0102-311X

Abstract

SILVA, Antônio Augusto Moura da; GOMES, Uilho Antônio; TONIAL, Sueli Rosina  and  SILVA, Raimundo Antonio da. Fatores de risco para hospitalização de crianças de um a quatro anos em São Luís, Maranhão, Brasil. Cad. Saúde Pública [online]. 1999, vol.15, n.4, pp. 749-757. ISSN 0102-311X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X1999000400009.

Os fatores de risco para hospitalização infantil foram estudados por inquérito domiciliar transversal, em amostra aleatória por conglomerados em múltiplos estágios de 596 crianças de um a quatro anos de idade, em São Luís, Maranhão, Brasil, em 1994. A taxa de hospitalização foi de 24,4%, sendo as maiores por pneumonia (7,3%) e diarréia (7,1%). A maioria das internações foi custeada pelo SUS (78,1%) e apenas 18,2% pelo seguro-saúde. Após o ajuste para fatores de confusão pela regressão de Cox modificada para estudos transversais, crianças de famílias de renda familiar de até um salário mínimo e as que possuíam seguro-saúde tiveram maior risco de serem hospitalizadas em relação às demais. A maioria das hospitalizações em São Luís ocorreu por causas evitáveis ou sensíveis à atenção ambulatorial. O padrão de hospitalização em U levanta questões acerca da baixa qualidade da atenção ambulatorial para os segmentos mais pobres da população e indica, provavelmente, a ocorrência de internações desnecessárias e iatrogênicas entre os usuários de seguro-saúde.

Keywords : Saúde Infantil; Risco; Hospitalização; Morbidade; Epidemiologia.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese