SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.16 issue1Spatial analysis of Aedes aegypti larval distribution in the Ilha do Governador neighborhood of Rio de Janeiro, BrazilTolerance of vitamin A application associated with mass immunization of children in Northeast Brazil author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Cadernos de Saúde Pública

Print version ISSN 0102-311X

Abstract

GUJRAL, Lorna  and  VAZ, Rui Gama. Prevalência, comportamentos de risco e níveis de informação sobre a esquistossomose urinária em escolares da Área de Saúde 1o de Junho, na Cidade de Maputo, Moçambique. Cad. Saúde Pública [online]. 2000, vol.16, n.1, pp. 43-50. ISSN 0102-311X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X2000000100005.

Para determinar a prevalência, identificar os comportamentos de risco e os níveis de informação sobre a esquistossomose urinária, realizou-se um estudo transversal, entre outubro e novembro de 1996, em três escolas primárias da Área de Saúde 1o de Junho, na cidade de Maputo, Moçambique. Efetuaram-se inquéritos epidemiológicos e recolheram-se amostras únicas de urina de 434 escolares de ambos os sexos, selecionados ao acaso, da segunda a quinta classes. A idade média foi de 11,3 anos (amplitude 6-16). A prevalência encontrada foi de 11,3% (49/434). O grupo etário de 15 e mais anos apresentou a prevalência mais elevada (13,6%), enquanto o de 10 a 14 anos, a maior intensidade de infecção (204 ovos/10 ml de urina). Apenas 18,9% dos escolares já tinham ouvido falar na doença. Destes, só 19,5% (16/82) sabiam como esta se manifestava. Cerca de 50% dos escolares reportaram contatos freqüentes com potenciais focos de transmissão de esquistossomose. Os resultados sugerem que a esquistossomose urinária é um problema de saúde pública nas escolas da Área de Saúde 1o de Junho.

Keywords : Esquistossomose Haematobia; Prevalência; Comportamento de Risco; Escolas; Moçambique.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese