SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.16 issue1Prevalence, risk behavior, and level of information associated with vesical schistosomiasis in primary school students from the Primeiro de Junho health district, Maputo, MozambiqueToward a public health of situations: the re-contextualization of risk author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Cadernos de Saúde Pública

Print version ISSN 0102-311X

Abstract

ASSIS, Ana Marlúcia Oliveira et al. Tolerância à aplicação de megadoses de vitamina A associada à vacinação em crianças no Nordeste do Brasil. Cad. Saúde Pública [online]. 2000, vol.16, n.1, pp. 51-57. ISSN 0102-311X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X2000000100006.

Um estudo de seguimento foi desenvolvido em duas localidades do semi-árido do estado da Bahia, Nordeste do Brasil, com o objetivo de identificar a ocorrência e a natureza de possíveis efeitos adversos agudos em conseqüência da suplementação com megadoses de vitamina A (100.000 e 200.000 UI) oferecida junto com imunização em massa, a crianças de seis a 59 meses de idade. A amostra do estudo foi composta por 852 crianças; 416 do município de Teofilândia integraram o grupo que recebeu a vitamina A com as vacinas e 436 crianças de Santa Bárbara foram incluídas no grupo que recebeu somente a vacina. Nas 24 horas que antecederam a vacinação, as crianças dos dois grupos referiram similar freqüência de diarréia, febre e vômito; a anorexia foi mais prevalente em Teofilândia e persistiu durante todo o período de seguimento. Os resultados sugerem que nenhum efeito adverso agudo, em especial diarréia, vômito, febre ou anorexia, esteve associado à ingestão da vitamina A combinada à vacinação em massa, particularmente à Sabin, DPT e anti-sarampo.

Keywords : Vitamina A; Suplementação Alimentar; Programas de Vacinação.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese