SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.16 issue1Operationalizing the categories access and decentralization in health systems analysisLiterature and medicine: the shared territory author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Cadernos de Saúde Pública

Print version ISSN 0102-311X

Abstract

CHOR, Dóra  and  FAERSTEIN, Eduardo. Um enfoque epidemiológico da promoção da saúde: as idéias de Geoffrey Rose. Cad. Saúde Pública [online]. 2000, vol.16, n.1, pp. 241-244. ISSN 0102-311X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X2000000100025.

Neste artigo, apresentamos princípios sistematizados por Geoffrey Rose, raramente explicitados no debate contemporâneo sobre promoção da saúde. São enfatizadas as seguintes noções: muitos parâmetros biológicos apresentam-se ao longo de um continuum e não seguem as dicotomias expostos/não expostos ou doentes/não doentes; a relação entre determinadas exposições e seus efeitos ocorre linearmente, ao longo de toda a gama dos valores da exposição; portanto, muitos indivíduos expostos a um risco baixo podem gerar um número maior de casos do que poucos indivíduos expostos a um risco alto de adoecer. Além disso, há forte relação entre os comportamentos populacionais médios e os desviantes, como resultado da dinâmica entre forças biológicas e sociais, que favorecem ou limitam a diversidade de características individuais. Assim, o risco de alguns agravos, em populações concretas, torna-se alto ou baixo em virtude do deslocamento em bloco da distribuição populacional, e não em função do número de indivíduos na faixa de alto risco. Em conjunto, esses conceitos favorecem estratégias voltadas para o conjunto da população, em vez das que apenas visam indivíduos considerados de alto risco.

Keywords : Promoção da Saúde; Medicina Preventiva; Epidemiologia.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese