SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.17 issue1Hourly frequency and seasonality of Lutzomyia longipalpis (Diptera: Psychodidae: Phlebotominae) on São Luís Island, Maranhão, BrazilCollective health: a challenge for nursing author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Cadernos de Saúde Pública

Print version ISSN 0102-311X

Abstract

OLIVEIRA, Sandra Maria Pereira de et al. Microbiota do trato digestivo de fêmeas de Lutzomyia longipalpis (Lutz & Neiva, 1912) (Diptera: Psychodidae) provenientes de colônia alimentadas com sangue e com sangue e sacarose. Cad. Saúde Pública [online]. 2001, vol.17, n.1, pp. 229-232. ISSN 0102-311X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X2001000100024.

Há poucos estudos sobre a microbiota do trato digestivo de flebotomíneos, considerando-se que o sangue não é o único alimento ingerido. Os flebotomíneos, tanto os machos como as fêmeas, alimentam-se de açúcares, provenientes de várias fontes, possibilitando a ingestão de microrganismos. As chances de contaminação aumentam nos insetos criados em laboratório e pode interferir no desenvolvimento da Leishmania spp. Foi separado um total de 300 fêmeas, divididas em dois lotes, das quais extraímos o trato digestivo. No lote 1(fêmeas alimentadas com sangue e sacarose) das 10 espécies bacterianas isoladas, a família Enterobacteriaceae esteve representada pelos gêneros Serratia, Enterobacter e Yokenella, e o grupo dos não fermentadores pelos gêneros Pseudomonas, Acinetobacter e Stenotrophomonas. No lote 2 (fêmeas alimentadas apenas com sangue) das 8 espécies isoladas o grupo dos não fermentadores esteve representado pelos gêneros Acinetobacter, Stenotrophomonas, Burkolderia e Pseudomonas, e a família Enterobacteriaceae, pelos gêneros Enterobacter e Serratia.

Keywords : Phlebotominae; Psychodidae; Microbiologia.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese