SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.17 issue2Oral health among the Xavánte Indians in Pimentel Barbosa, Mato Grosso, BrazilContact, epidemics, and the body as agents of change: a study of AIDS among the Xokléng indians in the State of Santa Catarina, Brazil author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Cadernos de Saúde Pública

Print version ISSN 0102-311X

Abstract

ISHAK, Marluísa de Oliveira Guimarães  and  ISHAK, Ricardo. O impacto da infecção por Chlamydia em populações indígenas da Amazônia brasileira. Cad. Saúde Pública [online]. 2001, vol.17, n.2, pp. 385-396. ISSN 0102-311X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X2001000200013.

A disseminação das bactérias do gênero Chlamydia no Brasil, inclusive na região Amazônica, é pouco conhecida. Este estudo soroepidemiológico incluiu 2.086 amostras de soro de populações indígenas da Amazônia brasileira, empregando metodologia de triagem pela imunofluorescência indireta para pesquisa de anticorpos. Usou-se o sorotipo L2 da C. trachomatis como substrato; a seguir, para os quinze sorotipos de C. trachomatis e para a C. pneumoniae, discriminou-se a sororreatividade pela microimunofluorescência específica. A prevalência média de anticorpos para Chlamydia foi de 48,6%. Sua variação entre as comunidades indicou as que não tiveram contato com as bactérias e aquelas em que quase todos os testados tiveram. Por meio da titulação dos anticorpos IgG e a presença de IgM específica nas amostras com títulos altos viu-se que 6,1% dos infectados persistiam com a infecção, servindo de reservatórios à disseminação das espécies de Chlamydia. Pela resposta à C. trachomatis, evidenciou-se a circulação dos sorotipos A, B, Ba, D, E, G, H, I e L1. Ademais, constatou-se que há C. pneumoniae na região. As duas espécies causariam impacto significativo no hospedeiro humano.

Keywords : Epidemiologia Descritiva; Chlamydia; Índios Sul-Americanos.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese