SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.17 issue3Male homicide in Greater Metropolitan São Paulo: a pictorial approachPublic and occupational health issues related to municipal solid waste management author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Cadernos de Saúde Pública

Print version ISSN 0102-311X

Abstract

DINIZ, Debora  and  CORREA, Marilena. Declaração de Helsinki: relativismo e vulnerabilidade. Cad. Saúde Pública [online]. 2001, vol.17, n.3, pp. 679-688. ISSN 0102-311X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X2001000300022.

A Declaração de Helsinki representou um marco fundamental para a pesquisa clínica envolvendo seres humanos. Desde a promulgação da Declaração, uma série de revisões e modificações foram feitas ao texto original, mas nenhuma delas modificou seu espírito humanista ou diminuiu sua força como instância reguladora da pesquisa clínica. Nos últimos quatro anos, no entanto, vem sendo debatida uma proposta de modificação dos princípios éticos da Declaração. No caso desta proposta ser aprovada, a pesquisa clínica internacional com seres humanos será radicalmente modificada, aumentando a vulnerabilidade de certos grupos sociais. Neste artigo, apresentamos o processo histórico de promulgação da Declaração de Helsinki e os mais recentes debates em torno da proposta de modificação. Trata-se de uma análise das implicações do novo texto para os países subdesenvolvidos e da defesa da necessidade de uma consideração política do conceito de vulnerabilidade.

Keywords : Declaração de Helsinki; Pesquisa com Seres Humanos; Bioética.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese