SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.18 issue6Sexuality of women living with HIV/AIDS in São PauloThe interdiction of disease: a cultural construction of schistosomiasis in an endemic area in Minas Gerais, Brazil author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Cadernos de Saúde Pública

Print version ISSN 0102-311X

Abstract

WENDHAUSEN, Águeda  and  CAPONI, Sandra. O diálogo e a participação em um conselho de saúde em Santa Catarina, Brasil. Cad. Saúde Pública [online]. 2002, vol.18, n.6, pp. 1621-1628. ISSN 0102-311X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X2002000600016.

Ainda que costumemos acreditar que participação implica necessariamente em diálogo, a prática concreta nos mostra que seus caminhos podem ser divergentes. Neste estudo, realizado em um Conselho de Saúde de um município catarinense foram analisados, a partir de 39 atas de reuniões, os mecanismos e estratégias discursivas que aparecem como "obstrutores" do diálogo, que como constatamos, permanece ausente apesar de se tratar de uma instância participativa. Dentre essas estratégias foram isoladas algumas expressões que Umberto Eco chamou de "hipercodificações", cuja função no conselho parece ser a de fechar qualquer debate. As hipercodificações encontradas foram expressões do jargão técnico, administrativo e político. Mediante essas estratégias discursivas utilizadas, observamos que a linguagem é usada como um ardil que fecha as possibilidades de interlocução democrática, truncando o diálogo. Desse modo, há pouca transitividade nos poderes dos diversos segmentos no conselho estudado, os quais acabam se concentrando principalmente no segmento governamental.

Keywords : Participação Comunitária; Política de Saúde; Conselhos de Planejamento em Saúde.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese