SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.19 issue1Bio-terrorism, bio-defense, bioethicsThe sociocultural basis for indigenous peoples' health advocacy: problems and issues in the Northern Region of Brazil author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Cadernos de Saúde Pública

Print version ISSN 0102-311X

Abstract

PENNA, Maria Lucia F.. Um desafio para a saúde pública brasileira: o controle do dengue. Cad. Saúde Pública [online]. 2003, vol.19, n.1, pp. 305-309. ISSN 0102-311X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X2003000100034.

Este artigo problematiza a estratégia tradicional de controle do Aedes aegypti por meio do trabalho de guardas sanitários, com visitas periódicas a todas as edificações urbanas. Ela não é viável e/ou não tem factibilidade administrativa atualmente, já que vem sendo proposta desde a década de 80 e não é implementada. A reforma sanitária brasileira priorizou a ampliação da cobertura dos serviços básicos de saúde e não as ações de controle de doenças específicas. O A. aegypti reintroduzido para iniciar a reocupação de seu antigo habitat em 1976, está atualmente em um processo de reocupação do país até atingir seu equilíbrio Isto como problema de saúde coletiva, diz respeito ao meio ambiente urbano, portanto um problema de todos, população e poder público, não apenas da área de saúde. A necessidade da atuação conjunta da área de saneamento e meio ambiente neste caso é ressaltada. Deve-se também repensar a contribuição da população como efetiva e permanente, separando obrigações e direitos do poder público e da população, separando o público do privado. O perigo do reaparecimento da febre amarela deve ser considerado no estabelecimento de uma nova estratégia factível e viável para lidar com o problema do dengue.

Keywords : Dengue; Febre Amarela; Aedes; Controle de Vetores; Controle de Mosquitos.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese