SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.19 issue2Increase in leprosy detection rates in São Luís, Maranhão, Brazil, from 1993 to 1998: is the endemic expanding?Risk factors for hospitalization due to acute diarrhea in children under two years old: a case-control study author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Cadernos de Saúde Pública

Print version ISSN 0102-311X

Abstract

OLIVEIRA, Rosália Maria de et al. Concentração residual de hexaclorociclohexano em área contaminada na Cidade dos Meninos, Duque de Caxias, Rio de Janeiro, Brasil, após tratamento com óxido de cálcio. Cad. Saúde Pública [online]. 2003, vol.19, n.2, pp. 447-453. ISSN 0102-311X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X2003000200011.

Os hexaclorociclohexanos (HCHs) são atualmente considerados carcinógenos humanos. No Brasil, uma severa contaminação de solo causada por HCHs é observada na Cidade dos Meninos, Duque de Caxias, Rio de Janeiro, onde uma antiga fábrica desses compostos foi abandonada há quarenta anos, ameaçando seus 1.700 habitantes. Para remediar a área pesadamente contaminada (área foco), um tratamento com óxido de cálcio foi realizado. Análises de solo coletadas superficialmente na área tratada, anos após o tratamento, mostraram ainda altas concentrações residuais de HCHs. Níveis de concentração tão alto quanto 6.200mg/Kg e 7.320mg/Kg foram encontrados para os isômeros g- e d-HCH. Para os isômeros a- e b-HCH, as concentrações observadas foram superiores a 140mg/Kg e 530mg/Kg, respectivamente. Estes resultados mostraram que o tratamento com óxido de cálcio não foi eficiente para a descontaminação do solo desta área.

Keywords : Hexaclorociclohexano; Contaminação; Solo; Carcinógenos; Descontaminação.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese