SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.19 issue2Comparison of nutritional status of low-income children in the second year of life before and after primary health care interventionNew educational strategies: evaluation of the Jury Trial technique for training council members in women's health in Santa Catarina, Brazil author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Cadernos de Saúde Pública

On-line version ISSN 1678-4464
Print version ISSN 0102-311X

Abstract

MARIN-LEON, Leticia  and  VIZZOTTO, Marília Martins. Comportamentos no trânsito: um estudo epidemiológico com estudantes universitários. Cad. Saúde Pública [online]. 2003, vol.19, n.2, pp.515-523. ISSN 1678-4464.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X2003000200018.

Com o objetivo de descrever os comportamentos auto-referidos no trânsito e comparar a freqüência de comportamentos de risco entre condutores com e sem história de acidentes de trânsito (AT), foi realizado um estudo transversal com 2.116 estudantes de 18 a 25 anos, de uma universidade pública do Brasil. Para observar quais as variáveis independentes que se associam ao antecedente de AT como condutor de carro, foram calculadas: freqüências, c2, p, odds ratio e intervalo de confiança de 95%. O sexo masculino foi analisado mediante modelo de Regressão Logística. Observou-se maior risco de AT no sexo masculino. Os condutores com maior freqüência de comportamentos inseguros para o trânsito apresentaram maior risco de AT. No sexo masculino as variáveis comportamentais associadas a AT foram "ter sido multado", "dirigir pelo acostamento" e "dirigir logo após consumir álcool". Também foi observado que os jovens tendem a não reconhecer sua responsabilidade nos AT. São necessárias intervenções dirigidas aos estudantes, devendo priorizar os homens, especialmente os de renda elevada.

Keywords : Acidentes de Trânsito; Comportamento de Risco; Estudantes.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf )