SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.19 issue2Predictors of compliance with highly active antiretroviral therapy in Brasilia, Distrito Federal, Brazil, 1999-2000Regional variations in homicide mortality in Jalisco, Mexico author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Cadernos de Saúde Pública

Print version ISSN 0102-311X

Abstract

BARRETO, Sandhi M.; PASSOS, Valéria M. A.  and  LIMA-COSTA, Maria Fernanda F.. Obesidade e baixo peso entre idosos brasileiros: Projeto Bambuí. Cad. Saúde Pública [online]. 2003, vol.19, n.2, pp. 605-612. ISSN 0102-311X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X2003000200027.

A coexistência de obesidade (Índice de Massa Corpórea: IMC ³ 30kg/m2) e de baixo peso (IMC £20kg/m2) e seus fatores relacionados foram investigados em 1.451 idosos, 85,5% da população com 60+ anos residente em Bambuí, Minas Gerais, utilizando-se a análise logística multinomial. O IMC (média = 25,0; DP = 4,9kg/m2) foi maior nas mulheres e diminuiu com a idade. A obesidade ocorreu em 12,5% dos idosos; foi associada positivamente ao sexo feminino, à maior renda familiar e presença de hipertensão e diabete, e inversamente à atividade física. O baixo peso ocorreu em 14,8% dos idosos, aumentou com a idade, foi maior nos homens e nas famílias com menor renda, esteve inversamente associado à presença de hipertensão e de hiperglicemia e diretamente associado à infecção por Tripanossoma cruzi e duas ou mais internações no último ano. A obesidade e o baixo peso foram ambos associados a uma maior morbidade. A associação do baixo peso com a infecção por T. cruzi, maior hospitalização e menor renda pode estar refletindo a perda de peso secundária a doenças ou à privação social do idoso nesta comunidade. Envelhecer na pobreza pode aumentar as deficiências nutricionais e os problemas de saúde entre idosos.

Keywords : Saúde do Idoso; Obesidade; Índice de Massa Corporal.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English