SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.19 suppl.1Treatment of obesity: the need to target attention on high-risk patients characterized by abdominal obesityTrends in diabetes mellitus in Brazil: the role of the nutritional transition author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Cadernos de Saúde Pública

Print version ISSN 0102-311X

Abstract

SAWAYA, Ana Lydia  and  ROBERTS, Susan. Baixa estatura nutricional e risco de obesidade futura: principais mecanismos fisiológicos. Cad. Saúde Pública [online]. 2003, vol.19, suppl.1, pp. S21-S28. ISSN 0102-311X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X2003000700003.

Existe uma quantidade significativa de evidências epidemiológicas mostrando que a baixa estatura nutricional aumenta o risco de obesidade futura. A obesidade vem aumentando dramaticamente, não apenas nos países desenvolvidos, mas também nos países em desenvolvimento, como o Brasil, especialmente entre indivíduos mais pobres. A mera coexistência de desnutrição e obesidade na população pobre tem um grande impacto, gerando enorme sobrecarga para o sistema de saúde e a estrutura sócio-econômica. Além disso, um número cada vez maior de estudos tem mostrado que a baixa estatura nutricional causa uma série de mudanças a longo prazo, como menor gasto energético, maior susceptibilidade aos efeitos de dietas com alto teor de gorduras, menor oxidação de gorduras e prejuízo na regulação da ingestão alimentar. Esses achados sugerem a necessidade de um entendimento mais amplo e detalhado dos efeitos tardios da desnutrição no início da vida, causa direta da baixa estatura para a idade. Dentro desse contexto, apresentamos alguns dados relacionados aos mecanismos fisiológicos subjacentes à associação entre desnutrição e obesidade futura.

Keywords : Estado Nutricional; Obesidade; Desnutrição; Ingestão de Alimentos.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English