SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.20 issue6Risk factors for HIV transmission in drug users from Porto Alegre, Rio Grande do Sul State, BrazilMunicipal Health Councils: activity and representation of grassroots communities author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Cadernos de Saúde Pública

Print version ISSN 0102-311X

Abstract

LOYOLA FILHO, Antônio I. de; LIMA-COSTA, Maria Fernanda  and  UCHOA, Elizabeth. Projeto Bambuí: uma abordagem qualitativa na investigação da automedicação. Cad. Saúde Pública [online]. 2004, vol.20, n.6, pp. 1661-1669. ISSN 0102-311X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X2004000600025.

Foram investigadas representações subjacentes à prática da automedicação, procurando-se identificar elementos contextuais que de alguma maneira reforçam ou inibem essa prática. Para tal, utilizou-se uma abordagem antropológica baseada no modelo de "Signos, Significados e Ações". Foram entrevistados 29 moradores da cidade de Bambuí, Minas Gerais, Brasil (17 mulheres e 12 homens), selecionados aleatoriamente entre participantes de um inquérito de saúde, que haviam consumido algum medicamento nos últimos noventa dias. Buscou-se identificar distintas modalidades de automedicação praticadas pelo entrevistado ou por algum familiar e, a partir daí, investigou-se as "maneiras de pensar e de agir" associadas a esta prática. Verificou-se que, a influência do balconista da farmácia, familiares e amigos, a percepção do problema de saúde como transitório e sem gravidade, a familiaridade e facilidade de acesso a certos medicamentos, bem como a disponibilidade e a percepção do atendimento médico recebido como de pior qualidade, foram fatores determinantes da automedicação.

Keywords : Antropologia; Automedicação; Pesquisa Qualitativa.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English