SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.20 issue6The challenge of applying capture-recapture methodology to diabetes mellitus surveillance in the elderly: lessons from a Brazilian experience author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Cadernos de Saúde Pública

Print version ISSN 0102-311X

Abstract

TASSINARI, Wagner de Souza; PELLEGRINI, Débora da Cruz Payão; SABROZA, Paulo Chagastelles  and  CARVALHO, Marilia Sá. Distribuição espacial da leptospirose no Município do Rio de Janeiro, Brasil, ao longo dos anos de 1996-1999. Cad. Saúde Pública [online]. 2004, vol.20, n.6, pp. 1721-1729. ISSN 0102-311X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X2004000600031.

A leptospirose, uma das zoonoses mais difundidas no mundo, é endêmica no Brasil, sendo caracterizada principalmente pelo aparecimento de surtosnas épocas de maior precipitação pluviométrica. O Município do Rio de Janeiro apresentou, em 1996, uma das maiores epidemias urbanas, logo após a ocorrência de fortes temporais no mês de fevereiro, com 1.732 casos notificados e 51 óbitos. O objetivo deste trabalho foi descrever a distribuição espacial da leptospirose na cidade do Rio de Janeiro ao longo dos anos 1996-1999. Os dados foram provenientes do Sistema de Informações de Agravos de Notificação (SINAN). A razão da suavização espacial, baseada em função Kernel, de casos e de população permitiu gerar uma superfície suavizada, que é um estimador da intensidade da incidência da leptospirose. Nos mapas resultantes, ao longo do período considerado, os locais de maior intensidade de ocorrência da leptospirose não se repetem, e, surpreendentemente, os locais usualmente considerados de maior risco - áreas faveladas e sujeitas a inundações - não foram sempre as mais atingidas. As técnicas utilizadas são uma importante aquisição metodológica na construção de vigilância de base territorial.

Keywords : Leptospirose; Sistemas de Informação Geográfica; Vigilância Epidemiológica.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese